Marc Marquez reconquista em 2016 o título de Campeão do Mundo de Motociclismo de Velocidade.

Piloto #93 reúne um palmarés invejável, ao nível dos melhores do mundo.

AdM @ 17-10-2016 18:18:10

Ao vencer pela primeira vez no circuito de Motegi, no Grande Prémio do Japão, na categoria de MotoGP, o espanhol Marc Marquez, natural de Cervera - uma pequena cidade perto de Lleida, sagrou-se novamente Campeão do Mundo de Motociclismo de Velocidade.

Faltam 3 provas para o campeonato terminar, mas ainda assim, com o azar a bater à porta dos seus concorrentes directos, os pilotos Yamaha Jorge Lorenzo e Valentino Rossi, o piloto da Honda consegue uma vantagem pontual suficiente para ser aclamado campeão.

Aos 23 anos de idade, Marquez conquista o seu quinto título Mundial, o terceiro na classe maior, tornando-se assim o mais jovem piloto de sempre a conquistar 3 títulos desta disciplina, igualando os palmarés de Mick Doohan, Jorge Lorenzo e Toni Mang.

Com 23 anos e 242 dias de idade, rouba o record a Mike Hailwood que tinha conquistado semelhante façanha com uma idade de 24 anos e 108 dias de idade, em 1964, na então ainda denominada classe de 500cc.

Marquez é também o mais jovem piloto a conquistar cinco títulos mundiais, roubando o recorde a Valentino Rossi que o conseguiu apenas aos 24 anos e 238 dias de idade.

Marc Marquez conquistou os três títulos da classe maior aos comandos de motos Honda, igualando o que anteriormente tinha sido conseguido por Valentino Rossi. Melhor do que ele, apenas consta Mick Doohan que ganhou cinco títulos equivalentes aos comandos de motos Honda.

Apenas um espanhol tem mais títulos que Marquez: o grande Angel Nieto, que venceu 13 campeonatos ao longo da sua carreira, 7 vezes na classe de 125cc e 6 vezes na classe de 50cc.

Na sua curta carreira Marquez já participou em 147 corridas de GP, tendo conquistado 55 vitórias e subido 89 vezes ao pódio. Também já regista 64 “pole positions” e 48 voltas mais rápidas.

O grande aliado do piloto #93 é a sua consistência. Nos últimos sete anos, conseguiu sempre, pelo menos, cinco vitórias em cada campeonato, algo apenas conseguido por dois pilotos ao longo dos 68 anos de história desta competição: Giacomo Agostini e Mike Hailwood.

Ao longo de 2016, foi o piloto que mais corridas venceu, num total de cinco, o que mais vezes subiu ao pódio, por onze ocasiões, e o que mais “pole positions” conseguiu, tendo partido dessa posição para seis corridas.

Com a vitória conquistada ontem, Domingo 16 de Outubro de 2016, em Motegi, no Japão, a Honda soma 278 vitórias na classe maior do motociclismo de velocidade (500cc/MotoGP), e soma agora 39 títulos mundiais de pilotos, estando muito bem qualificada para vencer também, ainda este ano, o 39º título de construtores.

Uma cerimónia decorrida na passada semana, a Honda assinalava a efeméride dos seus 50 anos de participação neste campeonato do mundo, e relembrou a sua RC181 que em 1966, pela mão de Jim Redman, foi a primeira moto da marca da asa dourada a vencer uma corrida de 500cc, no Grande Prémio da Alemanha, onde cruzou a meta com uma vantagem de 26 segundos para o segundo classificado, o conceituado Giacomo Agostini com a sua MV Agusta.

A Honda RC181 sagrou-se campeã nesse mesmo ano, tendo contribuído para um pleno da marca com a conquista do título em todas as categorias do campeonato (50cc, 125cc, 250cc, 350cc, and 500cc).

Galeria de fotos de Marc Marquez 2016

AdM @ 17-10-2016 18:18:10


Últimas notícias