Dakar 2017 - 5ª etapa

O dia depois de todas as confusões. 

andardemoto.pt @ 6-1-2017 19:35:18

Paulo Gonçalves

Paulo Gonçalves

A 5ª etapa do Dakar 2017 decorreu sob a aura negra das penalizações, potenciada por uma informação pouco explícita e muito lenta por parte da organização. Os pilotos oficiais Honda, todos sem excepção, foram ontem penalizados em 60 minutos por um alegado reabastecimento fora da zona permitida. Parece que a Honda já reclamou a decisão, mas ninguém está em condições de saber o que vai realmente acontecer.

O que é certo que que os pilotos da marca foram todos relegados para lugares abaixo na tabela classificativa. Pelos vistos o único a quem isso não afectou foi Paulo Gonçalves, que enrolou punho à maneira dos heróis e foi o segundo a terminar a classificativa de hoje.


Hélder Rodrigues

Hélder Rodrigues

Joaquim Rodrigues, apesar de apanhado nas malhas da intriga lançada por Laia Sanz, que o acusa de a ter enganado (ele um rookie e ela uma suposta mestra de navegação - LOL) relativamente à localização de um “Way Point” e de andar com um polegar partido, consegue manter a sua Hero 450 Rally, preparada pela Speedbrain nos lugares de destaque e terminou a etapa (a crer nos resultados oficiais) em 11º.

Hélder Rodrigues voltou a não se destacar e foi apenas o 19º do dia.

Mário Patrão foi 32º e Gonçalo Reis foi 38º.

Luis Portela de Morais é a segunda baixa da armada lusa, obrigado a desistir com uma perna partida, resultado de uma aparatosa queda. Terá sido imediatamente auxiliado por Pedro Bianchi Prata que na altura o seguia. O tempo de Bianchi Prata ainda não foi corrigido, pelo que apenas mais tarde se poderá saber qual a posição que ocupa.

Fernando Sousa Jr. foi 43º, Fausto Mota 49º e Rui Oliveira 52º


Fernando Sousa Jr.

Fernando Sousa Jr.

Segundo o site oficial (mas sempre sujeito a alterações), Paulo Gonçalves (Honda) é agora 7º da classificação geral a 1h08m21s de Sam Sunderland (KTM) que lidera a prova. Hélder Rodrigues (Yamaha) é 9º a 1h23m38s.

Dos restantes pilotos portugueses ainda não há confirmação de tempos no site oficial, pelo que mais tarde actualizaremos esta notícia.

Esta que foi a penúltima etapa antes do dia de descanso em La Paz, acabou por ser “encurtada” devido às fortes chuvas que se abateram sobre o Altiplano Andino, tendo os pilotos cumprido apenas 219 km da especial até perto de Uyuni, (estavam previstos 447km) tendo a segunda parte da especial sido anulada. Debaixo de um forte temporal, com temperaturas muito baixas, os pilotos seguiram em caravana até à cidade mineira de Oruro.

Luis Portela de Morais

Luis Portela de Morais

andardemoto.pt @ 6-1-2017 19:35:18