Yamaha GMT94 ganha as 24 Horas de Le Mans

É incrível que após 24 Horas de competição uma equipa ganhe por 19,8 segundos, mas foi esse exactamente o desfecho desta 40ª edição das 24H de Le Mans...

AdM @ 16-4-2017 21:23:47 - Paulo Araújo

A luta titânica entre as duas principais equipas da Yamaha, a GMT94 e a YART, presenciada por mais de 75.000 espectadores, durou ao longo de toda a prova, com a outra candidata séria, a Kawasaki nº 11, a ver tudo dificultado com a uma queda na fase inicial da prova.

De facto, em típica acção da resistência, foi justamente  a Nº 11, com a arma temível de Randy DePuniet a bordo, que começou por liderar na primeira hora... o ex-piloto de MotoGP não perdera tempo ao averbar a “pole”, mas em resistência, e mais a mais numa corrida de 24 Horas, muitos mais factores que a rapidez do piloto de ponta vêm influir no resultado final...

Após a primeira hora, 19 equipas estavam a menos de uma volta da moto da frente, com a GMT94 a aparecer em terceiro e a Suzuki Nº 1 apenas em 4º. Uma hora mais tarde, porém, já apenas 5 equipas, incluindo a Yamaha Vitalis Nº 333, se encontravam a 1 volta do comandante, que era ainda a nº 7 de Broc Parkes, Marvin Fritz e Kohta Nozane.

Nas primeira horas, foi o Australiano Broc Parkes na R1 da Yamaha Áustria no comando, a dar muita luta à nº 94, por sua vez pressionados pela Suzuki Nº 1. Esta não teve o protagonismo habitual, ainda a lidar com o luto da recente tragédia que vitimou o seu piloto Anthoine Delhalle e a ausência do seu “manager” Dominque Melliand, a recuperar de uma intervenção cirúrgica recente. 


De facto, a liderança da eventual vencedora só se consolidaria  às 11:00 H de Domingo, ou seja, a cerca de 4 horas do final da prova.

A atestar da dureza da prova, o facto de 59 equipas presentes ao arranque, no Sábado, apenas 37 se classificaram 24 horas depois. O bom tempo durante a totalidade da corrida foi o responsável pelo recorde de voltas dar um salto dramático, de 844 voltas em 2012 para 860 este ano de 2017.

Como diria Christophe Guyot, manager da formação Yamaha 94 no final: 

“A corrida foi intensa... A Yamaha YART foi o adversário mais sério à nossa ambição... Cada décima ganha em pista, cada segundo economizado nos reabastecimentos, foram chave nesta vitória, bem como o esforço dos nossos pilotos, que puseram a sua anterior experiência em GP ao serviço da resistência!”



A equipa teve ainda as coisa dificultadas pelo estado de saúde de Niccolò Canepa, que estava com febre, mas entre o italiano, o espanhol David Checa e o francês Mike Di Meglio, a equipa acabou por se provar mais forte.

A Yamaha não ganhava as 24H de Le Mans desde 2009 e a GMT 94 já o fizera em 2005, justamente com David Checa, enquanto Di Meglio e Canepa foram estreantes no lugar mais alto do pódio. “Estou com a GMT já vai para 14 anos e é a minha segunda vitória... Há muito que a aguardava, depois dos nossos dois títulos mundiais... a GMT é como família para mim!” - disse Checa no final.

Só uma notinha de parabéns para a “Girls Racing Team” de Paris/Creusot/Warnham que levaram a sua Yamaha R1 a um excelente 30º lugar!

A próxima prova do Mundial de Resistência é na Alemanha, em Ochersleben, a 20 Maio.

Mundial Resistência - 24 Horas Le Mans 2017

1-    94 Yamaha GMT94 – Checa/DiMeglio/Canepa

2-     7 Yamaha YART – Parkes/Fritz/Nozane

3-    11 SRC Kawasaki –DePuniet/Gines/Foret

4-      1 SERT Suzuki – Phillipe/Masson/Cudlin

5-      5 FCC Honda  - Gimbert/Cudlin/Foray

Terminaram a prova 37 equipas


AdM @ 16-4-2017 21:23:47 - Paulo Araújo

Galeria de fotos



Últimas notícias