Velocidade Nacional - Francisco “Kiko” Maria - maturidade na aprendizagem

Um dos novos talentos da velocidade nacional, “Kiko” Maria,  tem para 2018 um ambicioso programa de participações em competições nacionais e estrangeiras.

andardemoto.pt @ 11-7-2018 17:58:05

Já badalado como um dos novos talentos da velocidade nacional, Francisco “Kiko” Maria, de Lisboa, está apenas no seu segundo Campeonato, mas tem para este ano um ambicioso programa de participações, no competitivo CEV em Espanha e no nosso Nacional de Velocidade, que aliás tem dominado.

Após o arranque do ano desportivo no Circuito do Estoril com a competitiva European Talent Cup (competição integrada no FIM CEV), ‘Kiko’ iniciou o mês de abril com a ronda inaugural do Campeonato de Espanha de Velocidade (CEV) alinhando a sua Pré-Moto3.

Era a primeira de seis provas do campeonato do país vizinho, que Kiko disputa com as cores da Marinelli Snipers Team, formação italiana com a qual estreou também a época de 2018 no Estoril. Seguiu-se o circuito de Albacete para a primeira prova do campeonato espanhol de velocidade.

Para o português, foi o início da segunda época no campeonato do país vizinho na classe Pré-Moto3, e Kiko conseguiu com a sua Beon a 17ª posição na grelha de partida e obteve mesmo o seu primeiro ponto ao acabar na 15ª posição.

”(…) o fim‑de‑semana foi muito positivo pois melhorei os meus tempos por volta e conseguiu andar em registos dentro dos dez melhores. Falhei o arranque na primeira corrida e (…) na segunda perdi posições já na última volta e com isso alguns pontos.”


Depois do FIM CEV e do CEV, ‘Kiko’ Maria iniciou no Circuito do Estoril, a sua segunda temporada no Campeonato Nacional de Velocidade. Após ter sido segundo na qualificação o piloto de Lisboa assumiu o comando da prova na fase inicial da mesma, com vitória no final da corrida, começando como tinha terminado a última época, a vencer. Ainda assinalou a volta mais rápida em corrida na 14ª e última volta, comentando:

“(…) Depois de liderar na fase inicial perdi dois lugares  (e…) consegui mesmo regressar ao primeiro lugar para iniciar este campeonato (…) com uma saborosa vitória.”

Para a segunda ronda da European Talent Cup, competição integrada no FIM CEV, que se realizou no circuito valenciano Ricardo Tormo, ‘Kiko’ Maria não se qualificou, pois entre 50 pilotos presentes na prova, ficou na 24ª posição do Grupo B embora sendo agora três segundos por volta mais rápido.

“(…) mesmo partindo dois motores nos treinos livres de sexta-feira, pelo que acabei por fazer a qualificação numa moto que não era a minha, fiquei a 1 milésima do apuramento. (… porém) estou a praticamente três segundos do cabeça de corrida, no campeonato mais competitivo da minha classe e com os melhores do mundo. Sempre a evoluir.”, disse o piloto lisboeta.



Kiko Maria regressou então ao FIM CEV, no início do mês de Junho, para disputar a terceira etapa do calendário de 2018, no Circuito de Barcelona, onde assinou as suas melhores voltas de sempre na pista, não conseguindo no entanto a desejada qualificação para integrar a grelha de partida para a corrida ao fazer um registo de 1m58.296s.

Continuando o CNV, seguia-se o Autódromo Internacional do Algarve, jornada dupla onde o lisboeta obteve o quarto melhor tempo em ambas as corridas realizadas. Corridas com resultados opostos, vitória no sábado e forçado a abandonar ainda na fase inicial da segunda corrida, registando o primeiro abandono do ano.

“Mesmo com o abandono da segunda corrida deixo Portimão muito satisfeito. (…) são situações que fazem parte das corridas (…) e voltei a mostrar que estou na luta pelo título.”, disse Kiko Maria.

Uma semana depois de ter subido ao degrau mais alto do pódio no Algarve, seguia-se o traçado espanhol de Navarra, onde o piloto da BeOn baixou os seus melhores registos em cerca de dois segundos, sendo o 13º lugar conseguido na corrida um justo prémio para todo o esforço desta que foi a terceira ronda do calendário. 

Kiko Maria ocupava então a 17ª posição da classificação geral, com 10 pontos no campeonato:

“Foi um fim-de-semana muito bom porque fui sempre melhorando ao longo das sessões e na própria corrida mantive essa tendência de evolução.” – recorda Kiko – “(…) estamos a trabalhar no bom sentido. No próximo fim-de-semana estaremos no Estoril e quero voltar a vencer para reforçar a minha vantagem no campeonato”.

No Estoril 2, depois de ter conseguido a segunda posição na qualificação, Kiko assumiu a liderança do pelotão no arranque da corrida, mais uma vez com forte oposição, e foi em constante duelo com mais dois dos seus adversários que a corrida se desenrolou. Com a bandeira à vista, foram 47 as milésimas que valeram a quarta vitória em cinco provas do campeonato para o piloto, com o terceiro classificado a ficar a 1 segundo após uma batalha muito intensa.

“Foi uma corrida intensa (…) lutámos os três ao longo de todas as 14 voltas e no final consegui vencer (….) A minha equipa trabalhou de forma fantástica e devo a eles a excelente moto que tive ao longo do fim‑de‑semana”, comentou Kiko Maria, que agora aguarda a segunda ida a Portimão para continuar a campanha de 2018.

andardemoto.pt @ 11-7-2018 17:58:05