BMW Vision Next 100 - o futuro do motociclismo começa agora.

Depois de ter apresentado os conceitos futuristas Vision para a Mini e Roll-Royce, chegou a vez do BMW Group, através da BMW Motorrad, revelar a  VISION NEXT 100 

AdM @ 16-10-2016 18:12:52

A moto conceptual agora apresentada pela BMW no “Iconic Impulses”, uma exposição futurista realizada em Los Angeles, é essencialmente uma “Great Escape”. Uma grande fuga ao corriqueiro, ao normal e ao dia-a-dia. É o reforço da liberdade que começa mal nos sentamos numa moto, congregado com tecnologia que proporciona uma quase inexistência de riscos.

Foi mais ou menos isto que Edgar Heinrich, Chefe do departamento de design da BMW Motorrad disse na apresentação deste conceito Vision de duas rodas.

O design da VISION NEXT 100 representa a simbiose perfeita entre um ser humano e uma máquina. Uma máquina de duas rodas que é a essência dos elementos mais marcantes das motos BMW ao longo dos tempos, mas que em simultâneo incorpora uma perspectiva futurista tanto no que respeita ao aspecto como à funcionalidade, e que reúne o passado da marca e os seus anseios para o futuro.

Basta olhar para a VISION NEXT 100 para se a reconhecer imediatamente como uma BMW. O quadro triangular, a pintura negra com riscas brancas e o incontornável aspecto do motor Boxer. No entanto esta moto é um veículo ecológico isento de emissão de poluentes.

Mas já lá  vamos.

Começando no quadro, ele é inspirado no da mítica R32 datada de 1923. No entanto, a sua forma triangular foi reinterpretada para cumprir uma função elástica na união das duas rodas, e a aparência de uma plataforma massiva, dinâmica mas estilizada.

Pode-se considerar uma “naked”, com uma ergonomia de “roadster”. No entanto a sua aerodinâmica foi estudada para que as superfícies protejam o condutor dos elementos, como se de uma carenagem envolvente se tratasse.

A pintura negra, inevitavelmente, é mate e texturada, e o único apontamento de cor provém do logo da marca, que em andamento se ilumina a azul e branco, como a bandeira da Bavária.

Voltando ao quadro, ele encerra um conceito “Flexframe”, ou seja, por ser flexível, ele assiste a direcção, tornando-a leve em manobras, e firme a alta velocidade, numa abordagem técnica completamente diferente da que estamos habituados nas motos actuais.

A frente, minimalista, integra um grande reflector metálico em forma de U que incorpora a iluminação diúrna e de longo alcance, bem como desempenha uma função aerodinâmica para deflectir o vento e diminuir turbulências.

Elementos da ciclística, como o assento, a parte superior do quadro e as asas estabilizadoras, são fabricadas em carbono.

Debaixo do assento, duas linhas luminosas vermelhas formam o farolim traseiro, que engloba os indicadores de mudança de direcção.


Passando ao motor, ele é inspirado na configuração Boxer,  e destaca-se com as suas aletas metalizadas, no centro do quadro negro. Mas é, ou antes, será, um motor limpo, sem emissões, provavelmente eléctrico e alimentado por uma célula combustível e o seu aspecto e volume mudam em função das necessidades.

A suspensão fica exclusivamente a cargo dos pneus, cujo rasto variável também se adapta ao tipo de piso e condução, para garantir uma aderência perfeita em qualquer situação.

Apesar de tudo isso, um botão de corte de corrente está instalado no punho esquerdo, em homenagem aos “velhos tempos” do motociclismo. Na mesma evocação nostálgica, também as manetes têm a articulação no lado exterior.

Mas a VISION NEXT 100 vai muito mais além da estética e da mecânica. Ela estabelece uma ligação permanente com o condutor, enquanto monitoriza a estrada, alertando-o para todos os eventuais perigos e obstáculos, ou reagindo em conformidade, minimizando situações críticas típicas de um ambiente rodoviário.

Sistemas de estabilização de equilíbrio inteligentes mantêm a moto e o condutor sempre na vertical, seja parados ou em andamento, eliminado a possibilidade de quedas, tornando desnecessário o uso de capacete e de equipamento protector, contribuindo assim para aumentar o prazer de andar de moto.

Como tal, um condutor com pouca experiência pode conseguir um maior prazer de condução logo desde o início, e um condutor experiente poderá aumentar a sua performance sem correr riscos.

Um equipamento especial também foi desenhado e incorpora funções específicas. Uma delas é transmitir informação do sistema de análise.

A BMW chama-lhe “Digital Companion” ou companheiro digital, que se encarrega de transmitir ao condutor apenas a informação fundamentar e relevante, de forma que a experiência de condução, apesar de toda a componente electrónica, se mantenha o mais “analógica” possível, sem intrusões desnecessárias.

A instrumentação da moto foi reduzida ao mínimo, já que a informação da estrada e do movimento, toda ela processada e convertida em sinalética facilmente interpretável, é transmitida ao condutor através da viseira específica que também cumpre a função de proteger a vista.

Controlada pelos olhos do condutor, a viseira apenas tem projectada a informação quando esta lhe é pedida, solicitada através de movimentos oculares, ou sempre que um imprevisto despolete um sinal de alerta.

Nela são mostradas informações diversas, semelhantes ás de um Cockpit aeronáutico, com um diagrama do ângulo de inclinação necessário para manter as trajectórias correctas em curva, podendo assim ser corrigidas manualmente pelo condutor.

Mas no caso de alguma distracção ou excesso, o sistema encarregar-se automaticamente das operações necessárias para garantir uma segurança absoluta, ajudando os mais inexperientes a desenvolver as suas capacidades, e potenciando o desempenho dos mais experientes.

Olhando para a parte superior da viseira, activa a função de retrovisão, olhando para a parte inferior activa o mapa e indicações do GPS e ao olhar a direito, o condutor pode activar o menu apenas com sinais feitos com o apontar de um dedo.


Também o fato do condutor é uma obra tecnológica destinada a tornar a viagem mais segura e relaxante. Dotado de um nostálgico “zipper” diagonal que evoca os primórdios do motociclismo, o tecido é respirável e tem capacidade de aquecer ou arrefecer o condutor, e de fornecer apoio muscular e alívio durante longos períodos de imobilidade.

A velocidades elevadas, o colarinho infla-se para garantir um bom apoio cervical, mas o fato está isento de incómodos dispositivos de protecção, para promover um elevado conforto, já que a inteligência dos sistemas da moto previnem qualquer hipótese de acidente.

Elementos vibratórios incorporados nos braços e pernas do fato fornecem instruções de navegação, ou sinais de aviso como, por exemplo, quando a relação entre a velocidade e o ângulo de inclinação se tornam críticos.

Claro que a VISION NEXT 100 é apenas um exercício de imaginação e de estilo, mas é também, e acima de tudo, uma orientação do esforço tecnológico que vai ser feito pela BMW nas próximas décadas para tornar o motociclismo uma actividade mais segura e ainda mais prazenteira.

Afinal, não é quando um homem sonha que o mundo pula e avança?

Veja o vídeo com mais informação

Galeria de Imagens da BMW VISION NEXT 100

AdM @ 16-10-2016 18:12:52



Últimas notícias