EICMA 2016: Suzuki DL250 V-Strom

A mais jovem aventureira de Hamamatsu chegou para encantar os recém chegados ao mundo das duas rodas... e não só!

andardemoto.pt @ 15-11-2016 10:36:08

A nova DL250 é o mais recente membro da família V-Strom que surgiu em 2002 com o nascimento da V-Strom 1000, e que foi reforçada em 2004 com o lançamento da V-Strom 650. 

O seu aspecto sólido e compacto contrasta com linhas agradáveis que lhe conferem o aspecto familiar das suas irmãs mais “crescidas” que também foram remodeladas para 2017 (pode vê-las clicando aqui).

O prazer de condução e a versatilidade sempre foram os ingredientes de sucesso destes modelos, por isso a marca de Hamamatsu decidiu brindar os recém chegados ao mundo das motos com uma máquina que apresente as mesmas características, apesar da sua cilindrada bastante mais modesta.

Com uma ciclística leve e um motor dócil, a V-Strom 250 deverá estar tão à-vontade no meio do transito como em estrada aberta, proporcionando muito conforto a par com um grande prazer de condução, mesmo em grandes viagens.


O motor é um bicilíndrico paralelo com boas provas já dadas na Inazuma 250, mas que foi optimizado para melhor cumprir os desígnios de uma moto de aventura. 

Assim, a debitar pouco menos de 25cv, vê o consumo melhorado, e o fabricante afirma que o depósito de 17 litros pode conferir uma autonomia a rondar os 500km.  

Uma posição de condução confortável e espaçosa, mesmo para as estaturas maiores, permite ao mesmo tempo um fácil acesso dos pés ao chão devido à pouca altura do assento.

O pequeno ecrã foi desenvolvido em túnel de vento para garantir uma boa protecção aerodinâmica e uma viagem confortável.

O painel de instrumentos é completo e de fácil leitura, a travagem conta com ABS Bosch e discos recortados, e os pneus, de medida 110/80-17 e 140/70-17 conferem seguramente uma grande agilidade.

Farolim traseiro em LED, novas e elegantes jantes em alumínio, suportes embutidos para malas laterais, suporte de bagagem traseiro com capacidade para 8,5 kg e tomada de 12V, são factores que seguramente não vão deixar ninguém indiferente.

Mas claro que ainda falta saber o preço e a disponibilidade para o nosso país. Estamos atentos!


andardemoto.pt @ 15-11-2016 10:36:08