Uma nova MV Agusta Brutale com 4 cilindros e 1200cc pode finalmente estar em desenvolvimento.

Giovanni Castiglioni falou do futuro da empresa e põe a limpo a estratégia da marca.

andardemoto.pt @ 3-1-2017 19:15:26

Numa entrevista dada recentemente à Australian Motorcycle News, Giovanni Castiglioni revelou que a marca não tem planos para desenvolver uma nova Superbike. O foco vai estar no desenvolvimento de um novo motor de quatro cilindros e 1200cc para equipar a Brutale.

Tudo isto porque as capacidades financeiras da MV Agusta continuam limitadas, mesmo depois de uma parte substancial do capital da família Castiglioni ter recentemente transitado para as mãos de um grupo de investimento anglo-russo, o Black Ocean Group, que terá adquirido entre 30 a 40% das acções da marca, com o dinheiro a reverter para o pagamento a fornecedores, numa manobra de reestruturação da dívida que estava a sufocar a produção.

Na entrevista feita pelo conceituado jornalista Alan Cathcart, Castiglioni também não adiantou qualquer comentário relativamente à participação da Mercedes-AMG no capital da empresa, pelo que se pode entender que ela se mantém e que provavelmente o magnata italiano já não detém a maioria do capital da companhia, pelo que se espera que em 2017 sejam reveladas novas estratégias da marca, nomeadamente no que à competição e a novos modelos diz respeito. 


O que é certo é que uma reestruturação está em curso, com uma redução de recursos humanos dos 300 para os 200 trabalhadores, sendo o departamento de R&D um dos mais afectados com uma redução de 70 para apenas 40 postos.

A confirmar essa reestruturação, Castiglioni anuncia um decréscimo na produção de 9.000 para apenas 5.000 unidades por ano, apostando em modelos mais exclusivos e séries limitadas com maior valor acrescentado. 

andardemoto.pt @ 3-1-2017 19:15:26