Honda apresenta a completamente renovada CRF250R de 2018

O novo conjunto apresenta muitas novidades, tanto na ciclística como no motor, partilhando componentes da CRF450R

AdM @ 10-8-2017 00:05:03

Uma melhoria de 5% na relação peso/potência (kW/kg), 3% mais rápida dos 0 aos 10 metros e 3,6% mais rápida até à marca dos 30 metros (equivalente ao comprimento de cerca de meia moto e de uma moto completa, respectivamente) relativamente ao modelo de 2017, são os grandes destaques do press-release que a Honda acaba de emitir relativamente a este seu novo modelo.

Entrando em detalhes, o motor "sobre-quadrado" DOHC da CRF250R de 2018 tem um design completamente novo e foi construído com foco na aceleração para arranques fortes e tracção poderosa, sendo ainda mais leve e apesar de ter uma melhor capacidade de sobre-rotação para evitar a mudança de relação de caixa entre as curvas. Esta completamente nova unidade motriz de 249,4cc debita mais 9% de potência de pico, com um aumento de 900 rpm no valor do "redline". 

O interruptor de paragem do motor e o botão EMSB (Engine Mode Select Button – Botão de Selecção do Modo do Motor) estão incorporados num pequeno painel colocado no lado esquerdo do guiador. O piloto pode optar por um de três mapas disponíveis para adequar a moto às condições de pilotagem e às suas preferências:

  • Modo 1 (Standard – Normal)
  • Modo 2 (Smooth – Suave)
  • Modo 3 (Aggressive – Agressivo)
Uma pequena luz indica qual o modo seleccionado. Tal como na CRF450R de 2018, a nova CRF250R está equipada com arranque eléctrico de série.


No que à ciclística diz respeito, a CRF250R de 2018 emprega a mesma configuração básica de quadro e suspensão que a CRF450R actual, mantendo assim os mesmos princípios básicos: ligar o piloto ao terreno com uma melhor leitura da direcção, e mais tracção e aderência na roda traseira, através de uma transferência do peso optimizada para a traseira da moto, em virtude do seu centro de gravidade mais baixo.

A forquilha Showa SFF-TAC-Air do modelo anterior foi substituída por uma forquilha Showa invertida, de 49 mm de diâmetro e de molas helicoidais, estreada na CRF450R actual, sendo uma versão do kit de suspensão Showa fornecido às equipas do campeonato japonês de MX.

O amortecedor traseiro Showa também é totalmente ajustável, e está ancorado 39 mm mais abaixo, localizado directamente no eixo do centro de gravidade da moto. Trabalha sobre um sistema Pro-link que suporta o braço oscilante que nesta versão se apresenta 220 g mais leve.

Um dos factores que contribuiu grandemente para baixar o centro de gravidade desta moto, foi o depósito de combustível, uma unidade em titânio, com 6,3 litros de capacidade, que agora apenas 1,039 Kg (menos 513 g do que o depósito anterior de plástico), também ele semelhante ao usado nas CRF450R. 


Os plásticos redesenhados contribuem para que o piloto se movimente de forma mais livre em cima da moto, e graças à zona frontal da moto também estar mais estreita, o novo guarda-lamas dianteiro canaliza o ar para o radiador de forma mais eficiente. 

A CRF250R vem equipada com uma bateria de iões de lítio compacta, que pesa apenas 650 gramas, já que também vem equipada com motor de arranque eléctrico. Apesar disso, o seu peso em ordem de marcha é de apenas 108 kg.

Veja aqui todos os pormenores da nova Honda CRF250R

AdM @ 10-8-2017 00:05:03



Últimas notícias