MV Agusta F4 RC - Mais uma exclusiva máquina de Varese

Se para além da beleza de linhas também é impressionável pelas prestações dinâmicas, então esta é a moto que procura.

AdM @ 10-10-2017 01:27:42

Não vale a pena resistir-lhe!

A MV Agusta F4 RC é aquilo a que se pode chamar uma tentação do Demo! Por isso, “vade retro”, mas não tire os olhos desta fabulosa criação do Reparto Corse, o departamento de competição da marca, responsável por esta e por outras criações absolutamente arrebatadoras, muitas das quais temos apresentado nestas páginas (clique aqui para ver a recente F4 LH44, que tem a assinatura de Lewis Hamilton).

Esta F4 RC agora apresentada, simboliza o mais apurado espírito de competição da MV Agusta.

O número 37, que domina a decoração das carenagens, representa orgulhosamente o número de títulos mundiais de GP conquistados entre 1956 e 1974 pela MV Agusta, pilotada por nomes tão míticos como Giacomo Agostini, John Surtees, Phil Read, Mike Hailwood ou Carlo Ubbiali, em todas as classes da modalidade.

É uma réplica fiel da moto que actualmente milita no Campeonato do mundo de Superbikes, com Leon Camier, aos comandos.


O motor Corsa Corta que tem instalado, caracterizado pela sua distribuição feita por uma corrente central e válvulas radiais, debita uns impressionantes 212cv (158 kW), e o pacote electrónico que o acompanha permite optimizar o desempenho e adequar a resposta ao acelerador de acordo com a preferência do piloto e as condições da pista.

A sensibilidade do acelerador, o binário máximo, o travão motor, a entrega de potência, o limitador de regime e mais uma série de parâmetros, podem ser regulados para optimizar o desempenho.

Este, fica sobremaneira facilitado por uma ajuda electrónica à condução assente numa plataforma digital que conta com um sensor de ângulo de inclinação, acelerómetros e três giroscópios que medem as diversas forças que a ciclística tem que enfrentar, e reagem em conformidade e parceria com o avançado sistema Bosch 9 Plus Race Mode cujo ABS incorpora o RLM (Rear Wheel Lift-Up Mitigation), um sistema que impede a descolagem do chão da roda traseira, sob forte travagem, para garantir uma máxima aderência e tracção.

Mas nada disto invalida o mérito do quadro em treliça de tubos de Cromo-molibdénio, ou das suspensões Öhlins, completamente reguláveis, sendo a forquilha uma NIX 30 invertida, com revestimento cerâmico de Nitreto de titânio (TiN), e o mono-amortecedor traseiro, um TTX 36 com vaso de expansão separado, instalado num braço oscilante também ele regulável, tal como o amortecedor de direcção.


A travagem está a cargo de material Brembo com maxilas monobloco de 4 pistões de especificação GP.

Muita fibra de carbono, e uma linha de escape SC-Project “full titanium” de ponteira única,  completa o “tratamento” que o Reparto Corse deu a esta série limitada a 250 unidades, numeradas, cujo preço e disponibilidade para o nosso país ainda não nos foram revelados.

Se ficou realmente interessado, então não perca tempo, e contacte já um concessionário MV Agusta (clique aqui para ver qual está mais perto de si!)


Mas melhor do que palavras...

AdM @ 10-10-2017 01:27:42



Últimas notícias