UM apresenta na EICMA as suas gamas para 2018

A marca americana representada em Portugal pela Multimoto, apresentou em Milão as suas duas gamas de motociclos: Renegade e DSR.

andardemoto.pt @ 14-11-2017 17:17:28

A UM é representada em Portugal e Espanha pelo Grupo Multimoto, que também é o importador oficial para o nosso país, das marcas Kawasaki, Benelli e Keeway.

Fundada no ano 2000, a UM  tem a preocupação de criar e oferecer meios de transporte acessíveis que possam melhorar a vida do cidadão comum.

Por isso aposta sobretudo nas gamas de baixa cilindrada, com propostas simples cujo foco de desenvolvimento é sobretudo a economia, mas sem comprometer a fiabilidade. Os modelos que propõe têm uma forte componente de design que os torna atractivos, capazes de satisfazerem as necessidades da maioria dos motociclistas, independentemente do seu estilo ou tipo de utilização.

A UM mostrou em Milão a sua forte componente tecnológica, com a apresentação de uma Cruiser eléctrica de aspecto imponente, que prevê disponibilizar no mercado em finais de 2018.

Do pouco revelado, conclui-se que esta nova moto movida a electrões vai ter um motor refrigerado por líquido  e caixa de velocidades. Não foi no entanto revelada nem a tensão de funcionamento nem o tipo de baterias que irá ser utilizado.

No âmbito das motos actuais, com motores de combustão interna, a oferta da UM baseia-se em duas gamas bastante diferentes: Renegade e DSR.

RENEGADE

A Renegade é uma gama essencialmente composta por motos de tipologia Cruiser, com motores monocilíndricos a 4 tempos, e 125cc de cilindrada, refrigerados por líquido, que debitam uma potência de 12cv ou 15 cv (na versão Scrambler).

O nível de acabamentos é acima da média, mostrando pormenores bem conseguidos e um cuidado de montagem elevado. Todos os modelos dispõem de tomada de carregamento compatível com USB. 


UM Renegade Comando
A versão mais simples das Renegade, a Comando, é inspirada nas “bobber” originais e confere uma posição de condução descontraída com os comandos dos pés colocados em posição avançada, mas sem ser radical. O guiador alto e recuado promove uma posição de condução elevada. O painel de instrumentos analógico aplicado na consola central confere um aspecto bastante “retro”.

O assento está a 770mm do chão o que promove confiança tanto a condutores iniciados como aos de baixa estatura. Um depósito de combustível com capacidade para 21 litros promove uma autonomia elevada.

O peso de 172 kg contribui para uma grande facilidade de manobra. Está disponível em duas cores: Verde tropa e preto. É facilmente reconhecida pelo grafismo “army” no depósito.



UM Renegade Comando Classic
Separada à nascença, a Classic é, em termos de ficha técnica, idêntica à Comando, mas ostenta o luxo dos cromados que a versão base literalmente renega.

O ecrã elevado fornece um grande conforto durante o Inverno, sobretudo nas maiores deslocações, ou mesmo até em viagem. Um pequeno “Sissy Bar” estofado garante conforto ao passageiro.

Disponível em diversas opções cromáticas com pintura em 2 cores e filete de realce.


UM Renegade Sport S
Inspirada nas “dragsters” e nas “Hot Rod´s” dos anos 60, o seu principal traço de carácter é a cobertura do farol que funciona como apêndice aerodinâmico, conveniente para aumentar o conforto de quem faz mais quilómetros em estrada. O guiador em “T” é outro pormenor que lhe fornece um cariz desportivo, obviamente “retro”.

Disponível em diversas opções cromáticas com pintura em 2 cores e filete de realce.

UM Renegade Scrambler S

Tendo em conta que as Scramblers estão em voga, a UM não podia deixar de incorporar este conceito na sua gama. Este modelo conta com um desenho carismático, com muita presença, e é a escolha previsível dos motociclistas que preferem uma condução mais desportiva.

Até porque a Scrambler S conta com um motor com 15cv, valor que lhe confere uma grande vantagem em termos de aceleração, que ainda beneficia pelo peso mais reduzido do conjunto, já que acusa apenas 130kg na balança.

A altura do assento é de 790mm, e a altura livre ao solo é de 200mm. As rodas de 17 polegadas tornam-na ideal para uma utilização urbana, onde os quase 11 litros de combustível do depósito conseguem grandes autonomias.

UM DSR

A UM DSR é uma gama moderna de motos “Dual Sport”, inspirada nas grandes motos de aventura.

A mesma base origina 4 motos para 4 tipos de utilização distintos. O seu motor monocilíndrico debita 15cv, adequando-se a uma condução desportiva, muito ao gosto de uma clientela mais jovem, que também vai apreciar o painel de instrumentos digital.

Leve, com apenas 130kg de peso (124kg na versão SM), e uma altura do assento bastante contida, com apenas 850mm, afigura-se bastante manobrável e fácil de conduzir. Pormenores de acabamento cuidados e gráficos decorativos bem conseguidos tornam qualquer uma das versões numa moto apetecível.



UM DSR Adventure TT
Equipada com uma roda dianteira de 21 polegadas, com jantes raiadas e uma altura livre ao solo de 200mm, a DSR Adventure TT tem potencial para enfrentar qualquer tipo de caminho. O depósito com capacidade para 11,2 litros de combustível pode chegar a ser suficiente para mais de 300km.


UM DSR Adventure
Uma versão polivalente que facilmente se adapta a qualquer tipo de utilização. As rodas de 17 polegadas promovem uma utilização mais asfáltica, mas os pneus mistos permitem a sua utilização em pisos menos firmes. 


UM DSR SM
 
Esta é a versão Supermotard das DSR e uma das mais rebeldes da gama. Um assento amplo que permite uma grande movimentação para manobras, um peso de apenas 124kg e uma altura livre ao solo de 230mm.

Apenas a altura do assento, a registar 880mm pode ser um eventual entrave à diversão para os motociclistas de estatura mais baixa. O depósito de combustível tem capacidade para 6,3 litros de combustível. Ambas as rodas são de 17 polegadas.


UM DSR EX
Uma versão de enduro que partilha a sua base com a da DSR SM. Esta versão EX difere essencialmente nas rodas.

Jante de 18 polegadas na traseira e 21 polegadas na frente, calçadas com pneus de tacos, conferem uma ainda maior altura ao solo que se cifra em 240mm.

Também os travões estão equipados com discos em pétala, mais vocacionados para o “off-road”. A EX permite assim desafiar os limites de qualquer motociclista em fora de estrada.

andardemoto.pt @ 14-11-2017 17:17:28