A propósito de Motoshows por esse mundo fora...

Susana Esteves

Jornalista e motociclista

OPINIÃO

Motoshow 2017: É pró menino e prá menina

Para os amantes das duas rodas, a experiência de entrar numa exposição ou feira de motas é equivalente à de uma criança que entra no Toys R Us. A diferença é que a probabilidade de uma criança sair com um brinquedo desta loja é significativamente maior. A edição deste ano não foi a maior, mas tinha o que interessava. Com sorte e algum dinheiro podíamos sair de lá com mota, acessórios e penteado a condizer.

AdM @ 12-4-2017 16:30:24 - Susana Esteves


As principais marcas apresentaram todos os trunfos, deram a conhecer as novidades e criaram um ambiente confortável e convidativo para os visitantes que podiam sentar-se, mexer, tirar a selfie da praxe, sentir e cheirar bem de perto a sua próxima aquisição ou a mota dos seus sonhos. E isto é importante! Em edições anteriores as marcas optaram por limitar o acesso a determinados modelos e proibir as pessoas de se sentarem em algumas motas. Se por um lado esta decisão é justificável, penaliza fortemente a experiência de visita a um local destes. 

No centro do palco estiveram, claro está, as novidades e aqueles modelos que mantêm o lugar cativo na categoria “Quando for grande vou ter uma destas” ou na categoria “se eu tivesse dinheiro…”. A Honda colocou em destaque a nova X-ADV, uma espécie de SUV de duas rodas, a interessante Rebel500 e a CBR 1000RR Fireblade (Quero!). Na Suzuki a GSX-R 1000 fez sucesso; a Aprilia aproveitou o certame para divulgar a sua presença no Campeonato Nacional de Velocidade com Tiago Magalhães no comando da Aprilia RSV4 RF; a Triumph levou as lindas e potentes Street Triple S, R e RS  e os visitantes faziam fila para verem de perto a Ninja H2 “Carbon” e as famílias Z e Ninja. 


No stand da Ducati as Scrambler brilharam, mas o meu coração tem um lugar reservado para a Monster (“Era uma para levar por favor”). Aliás, aparentemente os portugueses estão a entrar numa onda de saudosismo e a render-se às café-racers e estilos semelhantes. No ranking das selfies este estilo quase que mordia aos calcanhares às desportivas.  Os amantes da BMW (que são uma espécie de adoradores da Apple na versão motard) foram ver a nova BMW R 1200 GS Rally, mas tiveram direito a ver toda a família GS. Gostei de ver a R nineT Racer. Muita gira e diferente. Tudo isto, enquanto o stand da Harley Davidson garantia o som ambiente perfeito durante toda a feira e tinha em exposição a fantástica Street Rod 750. 

Na batalha das 300 (Versys X 300, Forza 300 e X Max 300) a pequena Kawasaki fez sucesso. As 300 estão a ganhar adeptos entre aqueles que sobem de uma 125cc e não querem nada muito potente ainda. A Versys agradou não só pelo design, mas também por oferecer uma alterativa às tradicionais scooters de maior dimensão. Fez particular sucesso entre o público feminino. 

Esta foi ainda uma das edições onde vi mais pais à procura de mota para os filhos de 16 anos (onde andavam estes pais porreiros quando eu tinha esta idade). No campo das scooters a líder PCX da Honda continua a agradar a miúdos e graúdos, a Sym apresentou a nova Cruisym e a Jet14, a Vespa entrou vestida com novas cores de verão e o grupo Piaggio trouxe a oferta completa, incluindo a Guzzi V7 III que foi apresentada na feira e as recentes Medley e Liberty.

No entanto, um dos stands que despertou mais curiosidade foi o da Um que chega pelas mãos da Multimoto, e que exibiu uma série de modelos 125cc esteticamente diferentes que atraíram muitos olhares. São motas com um design vintage, que parecem ter saído de um filme americano e que prometem fazem furor na estrada. Como têm um aspeto de mota de maior cilindrada e como tal não transportam o “estigma” de mota pequena 125cc, que muitos não gostam. 

No final do dia estas feiras não servem para irmos às compras. Servem para conhecermos as novidades, compararmos modelos, ficarmos a conhecer as campanhas e para matarmos saudades das motas dos nossos sonhos. Por mim tinha trazido, mas tenho um problema de espaço (€€€€) na garagem. Fica para a próxima.

Boas curvas

AdM @ 12-4-2017 16:30:24 - Susana Esteves



Últimas notícias