Paulo Araújo

Paulo Araújo

Motociclista, jornalista e comentador desportivo

OPINIÃO

MotoGP, Testes pré-época em Valencia

Que conclusões podemos tirar da pré-epoca de MotoGP? Estará o reinado de Marquez ameaçado?

andardemoto.pt @ 28-11-2018 23:30:00 - Paulo Araújo

Com os testes oficiais de MotoGP em Valencia concluídos, mais questões do que respostas ficam no ar até que as poderosas motos da classe rainha voltem à pista em Jerez a 28 e 29 de Novembro. Tudo indica que Marc Marquez (Honda Repsol) vai ter concorrência à altura em 2019, embora tenha acabado o teste apenas a 0,154 do mais rápido Maverick Viñales (Yamaha MOVISTAR). Se o 7-vezes campeão parecia contente com o resultado c conseguido na versão de 2019 da Honda, a verdade é que houve muitos outros a começar a época em força. Não só Viñales, mas também Andrea Dovizioso (Ducati Team) acabou à frente do espanhol, e ainda houve ameaços da Suzuki e da nova Yamaha Petronas com Franco Morbidelli a bordo. 

Depois, o espetro de lesão deve preocupar Marquez, com a recorrente deslocação do ombro que pode significar o fim da época a qualquer instante, dada a propensão de Marquez para cair nos treinos, ou pelo menos a promessa de muita dor e desconforto- potencialmente desmotivantes para um jovem cuja conta bancária já deve estar mais que provida há muito. Uma cirurgia marcada para o começo de Dezembro via pro fim à incerteza, deixando curtas semanas para a continuação dos testes em Sepang.


Mas será que alguém está em posição de se aproveitar desta fraqueza de Marquez? A Yamaha, por exemplo, vinda de uma época tão cheia de problemas que, não raro, a equipa oficial era batida pela formação satélite com Zarco, mas que acabou o teste não só com Vinãles no topo, mas também Rossi, sempre com a mira no décimo título, a andar em terceiro inicialmente. O piloto de Tavullia vai encetar a época vindoura com 40 anos, e isso em si será um feito digno de nota…ou será a vez da Suzuki, que já em certas ocasiões este ano pareceu muito forte e reteve o mais consistente Rins sobre o algo incerto Ianonne?

Depois, há o Senhor suavidade em pessoa, Jorge Lorenzo, que monta uma moto decerto muito mais a seu gosto que a violenta e agressiva Ducati, em que mesmo assim eventualmente aprendeu a vencer… Lorenzo ficou a uns algo distantes 0,827 de Viñales, mas não esqueçamos que ainda está a curar de uma fratura do pulso… Incrível teria de ser o adjetivo aplicado à adaptação de Morbidelli à M1 da Yamaha Petronas SRT. O seu estilo suave casou bem com a Yamaha, conhecida por ter uma ciclística de gume de navalha, a exigir muita suavidade e precisão na pilotagem… justamente as marcas registadas do Italo-Brasileiro. 6º a apenas 0,217 de Vin não o envergonha numa grelha com muitos outros campeões mundiais.


E que dizer da KTM, que acabou a época com um pódio inédito? Se fez uma vez, mesmo em condições algo especiais, pode voltar a fazer, e não subestimem de modo algum a capacidade da equipa de Hervé Poncharal de desenvolver uma moto vencedora do nada, já sobejamente provada na Yamaha Monster, nem a de Miguel Oliveira, que mostrou rápida adaptação à moto austríaca… e nem estamos a falar da equipa oficial, que contará justamente com Zarco e Espargaró, o primeiro algo afectado por duas quedas, mas o último a acabar a uns creditáveis 0,871 segundos de Viñales. A marca tem uma camião de peças para testar, pelo que Jerez deverá trazer mais progresso…

A assegurar a renovação da classe, uma mão-cheia de rookies vão estar em evidência, desde Miller vindo da Moto3 a Francesco Bagnaia (que transita para a Ducati Alma Pramac), Joan Mir (Suzuki Ecstar), Fabio Quartararo (Yamaha Petronas SRT) e, como vimos e vamos todos seguir com expectativa, Miguel Oliveira na KTM Tech 3 Red Bull, moto nova para o piloto e para a equipa. Bagnaia foi o melhor rookie e acabou o teste a 0,648s, com Mir a estrear-se na Suzuki a apenas 0,957, o que pode ser considerado uma rápida adaptação. Quartararo também não ficou infeliz com a estreia na Yamaha a 1,334s, não esquecendo que só tem 19 anos. Trará Jerez mais certezas?

andardemoto.pt @ 28-11-2018 23:30:00 - Paulo Araújo

Outros artigos de Paulo Araújo:

O Campeão tranquilo

Milão mostra as tendências globais

Superbike - Rea é o culpado da crise?

Marquez, 7 vezes Campeão - De outro mundo

Leon Haslam vence Britânico de Superbike - Meio século de glória para o clã Haslam

Por dentro dos Grand Prix Legends...

Das duas para as quatro rodas

Frank Sinatra e Eddie Lawson: a teoria do afastamento precoce

Departamento de truques sujos

Curiosidades - As marcas e os nomes

Mundial de Superbike chega a Portimão ao rubro – previsão

MotoGP 2018 - Decisão histórica

O preço de economizar

As motos e os miúdos

Porquê raspar o joelho?

Recordes em pista - A tender para zero?

Bons velhos tempos nas Superbike

A Honda RC30 tem 30 anos

A alegria do faça-você-mesmo

Superbike- Irá a nova BMW fazer diferença?

Mundial Superbike 2018 – Uma época à procura de maior equilíbrio

Moto GP- Qual é o problema com a Yamaha?

MotoGP - Silly season - a época tola

História repetida?

Uma crónica acerca de... nada!

"Tudo é possível" - uma aventura em Vespa

Ilha de Man 2018 - Recordes batidos, e ainda vamos nos treinos!

Barry Sheene, as motos e o marketing

Meninas e Motos

A Norton Commando

Mundial SBK - A evolução da Yamaha YZF-R1

Do avião à moto

Convivendo com Graziano Rossi

O jogo do empresta

Curiosidades – Os homens da Força Aérea Sueca

Histórias do Mundial - Santiago Herrero: Campeão sem coroa

Curiosidades - Evinrude e os Davidson

MotoGP - Previsão de uma época histórica

Mundiais de Velocidade - A YZR500, ou OW – A 500 de GP da Yamaha

Mundiais de Velocidade - A Honda NS/NSR500

Foi-se Tony Scott

Mundiais de Velocidade – A Suzuki RG500 - Parte II

Mundiais de Velocidade – A Suzuki RG500 - Parte I

Mundiais Velocidade - A evolução

Oportunidades perdidas

Moto GP – Como vai ser 2018? – 3ª Parte – A Suzuki e a KTM

Moto GP – Como vai ser 2018? – 1ª Parte – A Honda e a Yamaha

Os famosos e as motos – Uma inevitável atração?

Corridas de moto no Natal?

Histórias do Mundial – Gary Nixon, o campeão que nunca chegou a ser...

Histórias do Mundial – As poderosas 500

Histórias do Mundial - Degner, Kaaden e a MZ

Pneus de MotoGP

Retrospectiva – MotoGP 2017

Grande Prémio de Macau de 1986 - O primeiro com portugueses - 1ª parte

Mundial Superbike – Retrospectiva 2017

Mundial Moto 3- Retrospectiva

A Moriwaki – Um prodígio à Japonesa

Quando os Grandes Prémios serviam para sonhar - A ELF500

Yoshimura, o mago dos motores

Harris YZR500 - A aventura no Mundial

O que vem a seguir em Moto2?

Técnica MotoGP - “Chatter” e como o evitar

Porquê raspar o joelho?

GP San Marino Moto GP – A ausência de Rossi

A Ducati e Doug Polen

Curiosidades do Mundial de outrora...

Mundial de Superbikes - A corrida no México

O que é o Northwest 200?

As gloriosas 350

O Mundial de velocidade, como era há 30 anos...

Recordando as 8 Horas de Suzuka

As corridas de Clube em Inglaterra

Recordando a magia de Spa- Francorchamps

Ainda as Superbike...

Como resolver a crise nas SBK?

McLaughlin e a criação das Superbike

Karma, ou o ciclo da vida…

Mundial MotoGP - Itália - Chega o novo Michelin

É tempo de Ilha de Man de novo

Regresso às origens nas SBK

Nicky Hayden, o adeus

As origens da KTM de Miguel Oliveira

Recordando momentos...

Jerez de la Frontera: Destino obrigatório

Mundial de Superbikes chega a Assen

Porque correm os Ingleses?

Quando menos era mais...

Parentescos - Porque há cada vez mais famílias no MotoGP?

A propósito de Motoshows por esse mundo fora...

Moto2 revela equilíbrio antes da prova inicial em Losail, no Qatar

Novos pneus Michelin em foco nos treinos MotoGP

O Artesão dos Escapes

Adeus, Sir John

O adeus às asas traz mais problemas do que os que resolve?

O Regresso das SBK


Clique aqui para ver mais sobre: MotoGP