Teste Honda CRF 250 Rally - Sintonia Natural

Explorar a natureza é bom, e aos comandos de uma moto é ainda melhor! Só que há motos e motos, e nem todas conseguem proporcionar a descontracção necessária para se desfrutar do ambiente. Não é o caso desta Honda!

andardemoto.pt @ 15-5-2018 03:09:14 - Texto: Rogério Carmo | Fotos: ToZé Canaveira

Faça uma consulta e veja caracteristicas detalhadas:

Honda CRF250 Rally | Moto | On/Off Road

“Off Road”, em Portugal, é geralmente um termo lato que cobre um leque de situações tão amplo que quase se torna confuso. Os ingleses têm termos específicos, que vão do “hard enduro”, que se refere a uma modalidade sobretudo física, proporcionadora de adrenalina, ao, no outro extremo, “green laning”, mais “zen” e indutor de endorfinas.

Eu sou adepto da segunda modalidade, o “green laning”. Gosto de ir com calma, longe da civilização, pelos trilhos, ver a paisagem, parar, tirar uma foto, ou várias, ouvir os passarinhos, o mar, um ribeiro, ou mesmo uma música. Fumar um cigarro, beber uma garrafinha de água, molhar os pés, e voltar a arrancar, e a repetir a dose. Isso para mim é o “off-road”. 

E quando tenho oportunidade de ir explorar a natureza, embrenhar-me nas florestas e desfrutar da paz e tranquilidade, levar comigo uma moto sobredimensionada para as aptidões e condição física da esmagadora maioria dos motociclistas, eu incluído, é tão pouco interessante como (por exemplo para ser mais gráfico) levar um gorila à pendura.

Isto é (e que o PAN me perdoe): sei que não ia ter sossego, ia ter que despender muito mais energia, dividir mais a atenção, levar o dobro dos mantimentos e bagagem… enfim… provavelmente nem iria, pois seria trabalho e canseira a mais para ir “só até ali ao cimo da serra, para respirar um pouco de ar puro, ver umas vistas, e lavar a alma ao vento”…

Por isso, esta Honda CRF250 Rally, evolução directa da CRF 250L com que já anteriormente tinha sido muito feliz, encheu-me perfeitamente as medidas durante os dias em que pude desfrutar da sua companhia! 

Leve, ágil, estreita entre pernas, com grande brecagem e um assento que até podia ser pior, esta “dual-sport” como a marca a define, é uma verdadeira delícia de levar a passear. Consegue-se facilmente ir a sítios onde até mesmo os mais afoitos teriam sérias dificuldades para chegar numa, ainda que pequena, “trail”.

A Rally é arraçada de moto de enduro, possui jantes de 21 polegadas na frente e 18 polegadas atrás, e é mais estreita, e muito mais leve, do que qualquer das “pequenas trails” do mercado, tornando-se por isso muito mais ágil, e muito menos cansativa.

Claro que para os mais “enduristas”, esta Honda não será, seguramente, uma moto que os satisfaça, faltando-lhe potência e equipamento de nível e qualidade superiores, para resistirem a andamentos rápidos.


Mas o comum dos mortais, que tenha uma boa altura de pernas, e que apenas queira ir dar a sua voltinha higiénica longe da civilização, dificilmente arranja melhor alternativa para usufruir desta terapia.

Mais interessante ainda, é que na “selva” urbana, a CRF 250 Rally mostra-se igualmente à vontade, a passar por cima das “picadas” da baixa Lisboeta, ou da maioria das nossas estradas nacionais.

A sua grande brecagem e a pouca largura entre as pernas, permite “filtar” bem no meio do trânsito, ajudados pela elevada posição de condução, que dá para manter tudo bem controlado com uma visão ampla.

A travagem não defrauda expectativas, a suspensão mantém-se bastante estável sob todas as situações, a caixa de velocidades é leve e precisa, e até os pneus, em piso seco e na terra, se mostraram bastante competentes. Gostei do botão para desligar o ABS da roda traseira, operação aconselhável quando o terreno perde firmeza.

O motor é que já acusa o peso dos anos (mantém-se praticamente inalterado desde 2012) e se revelou abaixo da média do conjunto, sendo pouco linear, e que apesar de funcionar muito bem entre as 4000 e a 6000 rpm, abaixo ou acima disso é bastante “monótono” e um pouco apático na resposta ao acelerador, denotando alguma falta de binário a baixa rotação.

No entanto, a sua fiabilidade é inquestionável, e a fazer fé nos dados de consumo indicados pelo fabricante: 3,0l/100 km, a autonomia estimada rondará os 300km, obtida com o depósito de combustível com capacidade para 10,1 litros.

Ainda que a autonomia possa ser, na prática, inferior, para andar fora de estrada, e mesmo para ritmos de viagem, ela será sempre mais do que suficiente, já que também dificilmente se conseguem médias horárias muito superiores a 90km/h, e que uma paragem a cada duas horas é sempre bem-vinda! Sim, porque por tudo o que foi dito, a CRF 250 Rally é perfeitamente capaz de fazer umas boas viagens!

Até porque a posição de condução é bastante ergonómica, apesar de o guiador poder ser um pouco mais elevado para melhorar a posição em pé, e a suspensão é extremamente confortável. A iluminação é muito boa, e mesmo a protecção aerodinâmica é bastante eficiente.

E isso faz-me voltar ao tema da economia… tão importante na organização de uma viagem. Esta Honda, com um preço muito acessível, a rondar os 6.100 euros, e com consumos tão reduzidos, permite poupar dinheiro para fazer muitos, mas mesmo muitos quilómetros, e no final, acaba por não se perder nada de diversão. Basta não entrar em nenhuma auto-estrada, e programar melhor as distâncias diárias, e depois desfrutar da Sintonia Natural que a Honda CRF 250 Rally proporciona.


Apesar de tudo, há uns pequenos pormenores em que a Honda se poderia ter esmerado. É disso exemplo a falta de uma tomada de carga eléctrica perto do painel de instrumentos, para carregar um GPS ou um “smartphone”, ou a falta de um pequeno suporte de bagagem na traseira, que poderia também perfeitamente cumprir a função de pegas de passageiro, isto apesar de a Rally ser mais vocacionada para explorações ou viagens a solo, em que uma simples mochila, e um saco impermeável amarrado na traseira, são mais do que suficientes.  

Se lhe despertei a curiosidade, até pode dar uma vista de olhos no site não oficial da CRF 250 Rally (clique aqui) onde pode encontrar conselhos, acessórios e modificações que podem elevar ainda mais o seu potencial de viagem ou endurístico. 

Se ficou mesmo interessado nesta moto a que já chamam de "Africa Single", então contacte um concessionário oficial Honda, e marque um “Test-Ride” (clique aqui para ver qual está mais perto de si).


Veja a Honda CRF 250 Rally em pormenor:

Equipamento:

Faça uma consulta e veja caracteristicas detalhadas:

Honda CRF250 Rally | Moto | On/Off Road

andardemoto.pt @ 15-5-2018 03:09:14 - Texto: Rogério Carmo | Fotos: ToZé Canaveira