8 dicas para vender melhor a sua moto

Saiba como fazer para conseguir vender a sua moto mais rapidamente e por um valor mais elevado

andardemoto.pt @ 22-6-2016 17:07:23

Se quer vender ou trocar a sua moto, é legítimo que queira conseguir o valor mais alto possível.

Por isso lhe chamamos a atenção para pequenos truques que lhe vão permitir melhorar o preço e tornar a sua moto mais apetecível e imune a argumentos depreciativos. Fique a conhecer alguns.

1 - Lavar e cuidar

A apresentação é tudo. Uma moto lavada e brilhante cativa mais facilmente qualquer interessado, do que uma moto com um aspecto descuidado.

Também demonstra que a moto foi bem tratada, e que não há nada a esconder debaixo de uma grande camada de gordura e sujidade.

Depois de uma boa lavagem, passe suavemente um pouco de polimento ou cera nas zonas pintadas e nos cromados. Os plásticos dos farolins ganham brilho se os passar com um pano embebido em álcool etílico (o da farmácia).

2 - Afinação

A pior coisa que pode acontecer na frente de um potencial comprador é a sua moto não arrancar, ou apresentar um trabalhar irregular, ou não consiga manter um "ralenti" compassado.

Por isso, uma pequena revisão antes de pôr a moto à venda pode ser uma boa estratégia.

Aproveite para se certificar que a bateria está bem carregada, que as lâmpadas estão todas a funcionar e que os pneus estão ainda em bom estado de uso e têm a pressão correcta. A folga das manetes e do punho do acelerador também devem ser controladas. 

Colocar um pouco de lubrificante na corrente, no eixo do descanso lateral e nos dos poisa-pés do passageiro também é uma boa ideia!


3 - Registos de manutenção, manuais e garantia

Prepare uma pasta com todos os documentos relativos à sua moto. Facturas de revisões, reparações, livro de revisões, manual de instruções, manuais de acessórios, intervenções na garantia, etc.

Qualquer eventual comprador fica muito mais interessado e tem preferência numa moto que não tem nada a esconder, e que tem provas de ter sido devidamente mantida.

4 - Material original

Prepare também uma caixa com todo o material original que possa ter trocado ou retirado da sua moto.

Ecrãs e escapes de origem, espelhos, piscas e partes da carenagem, guarda-lamas e "bacalhaus", que para si podem não ter valor, podem ser importantes para o possível comprador, e servirem para aumentar o interesse na compra.

E podem ser peças decisivas na altura de fechar negócio (veja o ponto 8 - Negociação).

5 - Anunciar a Venda

Utilize todos os meios à sua disposição para anunciar a venda da sua moto. Na Internet, nos sites dedicados à venda de veículos, e nos seus grupos do Facebook. Seja objectivo na mensagem. Limite-se às características principais, como quilometragem e extras, e refira correctamente o ano, a marca e o modelo. O estado geral também deve ser resumido. O preço é fundamental, mas não precisa dar justificações sobre a razão pela qual quer vender sua a moto.

Peça aos seus amigos para também partilharem a informação pelos seus respectivos contactos. Uma moto de alguém conhecido inspira sempre mais confiança do que outra cuja proveniência é completamente desconhecida.

Imprima também umas fotos com uma breve descrição e o preço, para afixar nos cafés frequentados por motociclistas, nas concentrações, e nos moto clubes da sua zona.


6 - Marcas dos acessórios

Se tem acessórios de marcas sonantes instalados na sua moto, mencione-os a todos. O fascínio pelas marcas é um grande atractivo e um grande incentivo à compra.

Mostra que a moto pertence a um “connaisseur” (mas assegure-se de que os nomes das marcas estão todos bem escritos), e que está melhor equipada que outras, aumentando assim o valor do conjunto.

7 - Faça umas fotos apelativas

Tire uma boas fotos da sua moto. Se reparar nos sites de venda de motos usadas, há muitas fotos miseráveis que não conseguem cativar a atenção de ninguém. Faça com que a sua se destaque.

Se não for profissional, escolha um fundo neutro e liso, ou uma paisagem ampla, e coloque a moto de forma a que, quando a estiver a fotografar, o sol fique nas suas costas. Mantenha a objectiva ao nível da moto.

Faça algumas fotos de pormenores que comprovem o bom estado geral. E se não conseguir um bom resultado, recorra à ajuda de um amigo mais “jeitoso” ou que tenha uma máquina ou um telefone melhor que o seu. Vai ver que compensa!

8 - A negociação

Por mais que diga que o preço não é negociável, vai sempre haver quem queira desconto. É normal. Por isso, prepare-se e tente ter contrapartidas para "tirar da manga" durante a negociação. A oferta de acessórios como malas laterais ou Top case, ou uma ponteira de escape mais "racing" pode ser uma opção, desde que não os tenha mencionado na venda ou mostrado nas fotos.

As peças originais que substituiu por outras mais giras e de marca, também podem servir para aumentar o interesse do comprador. Aparelhos de GPS, malas interiores, ferramentas, capacetes ou intercomunicadores podem também servir de oferta e são argumentos que evitam ter que fazer desconto e até eventualmente render-lhe uns trocos extra.

Para finalizar, nunca se esqueça que um bom negócio tem de ser proveitoso para ambas as partes.

andardemoto.pt @ 22-6-2016 17:07:23


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews