MotoGP 2021 – Antevisão e Horários do Grande Prémio de França

A quinta ronda do Mundial de Velocidade acontece no circuito de Le Mans. O Grande Prémio de França promete grandes batalhas em pista, e o português Miguel Oliveira será um dos que procura amealhar muitos pontos num início de temporada complicado para a KTM.

andardemoto.pt @ 10-5-2021 08:30:00

Embora este início de temporada 2021 de MotoGP esteja a ser dominado pelas Yamaha e Ducati, a verdade é que em cada uma das quatro rondas já realizadas os fãs têm assistido a bons espetáculos e grandes batalhas em pista, o que leva sempre a que cada corrida de MotoGP tenha uma elevada dose de incerteza até à linha de meta.

Com três vitórias Yamaha e uma da Ducati, chegamos agora à quinta ronda do ano: o Grande Prémio de França, de 14 a 16 de maio.

O circuito de Le Mans já tem tudo preparado para receber o paddock do Mundial de Velocidade, sendo que o pilotos e equipas de MotoGP têm, por razões óbvias, o maior destaque nesta que será uma ronda bastante aguardada pelos fãs franceses que têm dois pilotos a lutar pelos lugares de topo.


Na Ducati Lenovo Team, a situação parece estar controlada. Depois de ver os rivais Monster Energy Yamaha “limparem” as três primeiras corridas do ano, a equipa liderada por Gigi Dall’Igna nunca se descontrolou em termos emocionais e no Grande Prémio de Espanha em Jerez, as motos da casa de Borgo Panigale terminaram nos dois lugares mais altos do pódio.

Foi a primeira vez que isso aconteceu desde 2018, logo num circuito pouco favorável às características da Ducati. Com Francesco Bagnaia como líder do mundial de MotoGP e Jack Miller animado depois da saborosa vitória em Espanha, Le Mans será certamente um duro teste à dupla da equipa de fábrica da Ducati.

A marca italiana terá ainda um piloto muito motivado para obter um bom resultado. Estamos a falar de Johann Zarco, que irá assim competir em casa e que já demonstrou ter a velocidade necessária para levar a moto da Pramac Ducati até posições cimeiras em MotoGP.



Aliás, os franceses terão até outro piloto que estará ansioso por voltar à pista. Fabio Quartararo, que foi recentemente operado ao famoso “arm pump” que o impediu de vencer em Jerez, poderá não estar nas suas melhores condições físicas. Mas o piloto da Monster Energy Yamaha quererá regressar à liderança da classificação de MotoGP, e em Le Mans será certamente, e juntamente com o seu companheiro de equipa Maverick Viñales, um dos candidatos à vitória.

Nas hostes da Yamaha a situação de Valentino Rossi continua a dar que falar. O nove vezes campeão do mundo está a sentir muitas dificuldades em 2021, enquanto o seu pupilo na VR46 Academy e seu amigo, Franco Morbidelli, parece estar em crescendo de forma aos comandos de uma Yamaha bastante desatualizada em comparação com os restantes pilotos da marca de Iwata.

Na Aprilia Gresini as prestações sólidas de Aleix Espargaró deixam a casa italiana confiante para mais uma prestação que demonstre que a nova RS-GP está no bom caminho. As condições climatéricas previstas apontam para possibilidade de chuva, um cenário novo para a Aprilia Gresini este ano, pois ainda não sabemos o que vale a moto de Noale em piso molhado.


Na Ecstar Suzuki o campeão Joan Mir tem vindo a manter-se algo discreto nos resultados obtidos nas rondas anteriores. O piloto espanhol já no ano passado fez da regularidade um dos segredos para a conquista do título para a Suzuki, e parece que este ano Mir está novamente a apostar na regularidade. E isso é algo que está a faltar a Alex Rins, que tem-se mostrado rápido, mas com uma apetência especial para cair em momentos críticos das corridas de MotoGP, o que o deixa fora da lista de favoritos à vitória no Grande Prémio de França.

Em sentido contrário encontramos Takaaki Nakagami (LCR Honda Idemitsu), que com o 4º lugar no Grande Prémio de Espanha e o facto de se dar bem em Le Mans, colocam o japonês como o principal piloto da Honda para obter um bom resultado nesta ronda francesa da categoria rainha.

Até porque Pol Espargaró e Marc Márquez estão em momentos diferentes com a Repsol Honda. O mais novo dos irmãos Espargaró continua a sentir dificuldades para pilotar a Honda RC213V, e até já se revelou desconfortável com o facto da marca japonesa não lhe dar uma moto igual à de Márquez. Por seu lado, o oito vezes campeão do mundo está a subir de forma depois do regresso à competição. Mas será que Marc Márquez tem já a resistência física que lhe permita lutar pela vitória no Grande Prémio de França?



Por último, mas não menos importante, o português Miguel Oliveira chega a Le Mans bastante atrasado na classificação do mundial. O piloto da Red Bull KTM Factory obteve o seu melhor resultado de 2021 no recente Grande Prémio de Espanha.

Mas um 11º lugar na corrida de MotoGP em Jerez está longe de ser o resultado que Miguel Oliveira pretende neste ano em que o próprio definiu como sendo um ano de lutar pelo título. Nos testes após o GP de Espanha o português (e toda a equipa de fábrica da KTM) revelaram otimismo em relação às soluções testadas para fazer com que a RC16 funcione com os novos pneus Michelin macios.

O Grande Prémio de França em Le Mans será a oportunidade para Miguel Oliveira e a Red Bull KTM Factory mostrarem o que conseguiram encontrar nos testes de Jerez, e se isso será suficiente para levar o português a amealhar os preciosos pontos que lhe permitam subir na classificação de MotoGP.

Horários do Grande Prémio de França


Sexta-feira 14 de maio

8H00 – Moto3 – FP1
8H55 – MotoGP – FP1
9H55 – Moto2 – FP1
12H15 – Moto3 – FP2
13H10 – MotoGP – FP2
14H10 – Moto2 – FP2

Sábado 15 de maio
8H00 – Moto3 – FP3
8H55 – MotoGP – FP3
9H55 – Moto2 – FP3
11H35 – Moto3 – Q1
12H00 – Moto3 – Q2
12H30 – MotoGP – FP4
13H10 – MotoGP – Q1
13H35 – MotoGP – Q2
14H10 – Moto2 – Q1
14H35 – Moto2 – Q2

Domingo 16 de maio
7H20 – Moto3 – Warm Up
7H50 – Moto2 – Warm Up
8H20 – MotoGP – Warm Up
10H00 – Moto3 – Corrida
11H20 – Moto2 – Corrida
13H00 – MotoGP - Corrida

andardemoto.pt @ 10-5-2021 08:30:00


Clique aqui para ver mais sobre: MotoGP