Jonathan Rea: “Tenho visto pessoas entusiasmadas com as minhas derrotas”

Campeão em título do Mundial Superbike revela que tem visto muita gente entusiasmada com o facto de Alvaro Bautista estar a conseguir acabar com o domínio de Jonathan Rea esta temporada.

andardemoto.pt @ 8-5-2019 22:19:49

Não é novidade para ninguém, e em particular para os nossos leitores que seguem mais atentamente os resultados do Mundial Superbike através das nossas notícias, que a chegada de Alvaro Bautista e da Ducati Panigale V4 R ao Mundial Superbike alterou, por completo, o “status quo”. Jonathan Rea e a Kawasaki encontraram em 2019, pela primeira vez, um conjunto piloto e moto capazes de os bater em pista.

A invencibilidade de Bautista tem surpreendido tudo e todos, mas Jonathan Rea tem sido particularmente afetado pelo que tem acontecido em pista.

Em entrevista ao jornal britânico Telegraph, o norte-irlandês da Kawasaki não se mostra surpreendido com o que se passa, nem inclusivamente com a aparente satisfação de muita gente por Bautista estar a conseguir bater Rea em todas as corridas do Mundial Superbike, algo que já nota desde o segundo ano em que foi campeão

“No primeiro ano todos estavam muito felizes, pois até então eu era aquele tipo que estava ali, sempre perto, mas que nunca ganhava. Depois, no segundo ano, as pessoas começaram a cansar-se. Ao terceiro ano os meus rivais nem me podiam ver no paddock! E ao quarto ano introduzem alterações ao regulamento para tornar o Mundial Superbike interessante outra vez. Depois de duas corridas vi muita gente entusiasmada com as minhas derrotas. Sou, e sempre fui um grande aficionado dos Grandes Prémios, e isto é o mesmo que aconteceu quando o Valentino estava a ganhar: era rotina. Depois chegou o Casey Stoner e todos ficaram satisfeitos. Mas passado algum tempo muitos começaram a pensar se era possível recuperar o Valentino”, afirma Jonathan Rea.


O campeão, frustrado por pressentir que a Kawasaki vai passar uma temporada sempre atrás da Ducati, revela que as alterações nos regulamentos tornaram a Ninja ZX-10RR mais lenta cerca de meio segundo nas retas em que é preciso ir de acelerador bem aberto.

Com uma situação tão complicada em termos de campeonato, Jonathan Rea revela na entrevista ao Telegraph que está mais entusiasmado que nunca para lutar em pista e acredita que 2019 será a sua melhor temporada em termos de qualidade de pilotagem, ao mesmo tempo que elogia Alvaro Bautista ao afirmar que é dos melhores pilotos do mundo e que também tem uma grande moto.

E será que Jonathan Rea pondera retirar-se?

“Estamos a viver este sonho realmente fantástico e estou a desfrutar sair para a pista com eles e seguir a competir. Não posso ficar amargurado pelas corridas. Estou entusiasmado com o desafio!”, diz Jonathan Rea.

Pelas palavras do tetracampeão do Mundial Superbike, o piloto da Kawasaki Racing Team está longe da reforma, e teremos de contar com ele para lutar pelo título até ao fim.

andardemoto.pt @ 8-5-2019 22:19:49