MXGP – Águeda assistiu às vitórias de Tim Gajser e Jorge Prado

No Crossódromo Internacional de Águeda assistimos a excelentes corridas que fizeram com que os milhares de fãs do Mundial de Motocross dessem o seu tempo por bem empregue. Tim Gajser venceu em MXGP, enquanto Jorge Prado assume a liderança em MX2 depois de vencer as duas mangas portuguesas.

andardemoto.pt @ 20-5-2019 13:06:59

Bom tempo e excelente organização por parte do ACTIB, que recebeu rasgados elogios por parte de pilotos, equipas e promotor, fizeram da ronda portuguesa do Mundial de Motocross um excelente espetáculo para os muitos milhares de fãs que este fim de semana fizeram questão de dizer “presente!” no Crossódromo Internacional de Águeda.

Nesta sexta ronda do ano, praticamente todos os grandes nomes do Mundial estiveram presentes em pista. A grande ausência foi para o holandês Jeffrey Herlings, piloto da KTM que continua a recuperar de lesão. Alguns rumores deram como possível o seu regresso à competição em Águeda, mas a conselho dos médicos e treinador, Herlings optou por ficar de fora.

Em pista, e como sempre acontece em MXGP, assistimos a grandes lutas entre os maiores nomes da disciplina.


Após alguns contratempos em ambas as mangas por parte do líder da competição - António Cairoli (KTM) -, quem aproveitou foi o jovem Tim Gajser. O esloveno da Honda arrebatou a vitória final em Águeda. Surpresa nesta ronda portuguesa viria a ser a brilhante prestação do suíço Arnaud Tonus (Yamaha) com um terceiro lugar no cômputo final.

Destaque na classe MXGP onde um dos wild-card era Sandro Peixe (Suzuki). O atual líder do Nacional de Motocross, aceitou com bom grado a oportunidade de participar na ronda portuguesa do Mundial de Motocross, absorvendo desta forma toda a experiência de alinhar no Campeonato do Mundo. O português Peixe terminou este GP na 25ª posição.

Na categoria MX2, Jorge Prado (KTM) desde cedo mostrou ao que vinha, acabando por vencer ambas as mangas da tarde de domingo. O espanhol assume assim a liderança do campeonato, na frente do segundo classificado neste GP, Thomas Kjer Olsen (Husqvarna). O terceiro classificado desta classe foi o australiano Mitchell Evans (Honda), tendo o português Diogo Graça (Suzuki) ficado com a 32ª posição.


Ainda no domingo, a competição começou cedo com as segundas corridas do Europeu de MX2T e a classe Senhoras. Nas 2T uma vez mais a vitória viria a ser de Mike Kras (KTM) que somando à vitória de sábado, vence a competição. Atrás ficou Youri Van T Ende (KTM) e em terceiro ficou o britânico Todd Kellett (Yamaha).

Nas Senhoras a vitória foi para a neozelandesa Courtney Duncan (Kawasaki), o segundo lugar para Nancy Van De Vem (Yamaha), tendo a veterana Larissa Papenmeier (Yamaha) arrecadado o terceiro lugar. Em destaque fica a prestação de Joana Gonçalves (Husqvarna) que regressou este fim-de-semana ao Mundial de Motocross, com um brilhante 12º lugar.

A caravana do Mundial de Motocross segue agora para França, onde já no próximo fim-de-semana decorrerá em Saint-Jean-d'Angély a sétima jornada pontuável para o Campeonato do Mundo de Motocross 2019.

andardemoto.pt @ 20-5-2019 13:06:59