MotoGP Austrália – Miguel Oliveira vítima do vento e qualificações passam para domingo

As condiçoes climatéricas adversas fizeram sentir a sua força no circuito de Phillip Island. A Comissão de Segurança foi obrigada a alterar o programa de MotoGP depois de Miguel Oliveira ter caído na quarta sessão de treinos livres devido ao vento.

andardemoto.pt @ 26-10-2019 09:37:58

As previsões meteorológicas para o fim-de-semana do Grande Prémio da Austrália não eram animadoras, e neste segundo dia de ação no circuito de Phillip Island as condições climatéricas fizeram sentir a sua força no circuito localizado perto do mar.

Se na terceira sessão de treinos livres a chuva juntou-se ao vento por diversas vezes, o que levou a que muitos pilotos, Miguel Oliveira incluído, nem sequer tentassem uma volta para registar um tempo nessa sessão, e que obviamente não permitiu a ninguém melhorar os seus registos, na quarta sessão de treinos livres o vento voltou a sentir-se com muita intensidade e as rajadas mais fortes foram suficientes para fazer vítimas.

Miguel Oliveira foi uma dessas vítimas, com o piloto português da Red Bull KTM Tech3 a ter de alargar a sua trajetória devido à força do vento, a sua moto teve de passar pela relva e quando isso aconteceu o “rookie” da Tech3 não conseguiu evitar a queda a cerca de 200 km/h.


A sessão de MotoGP foi imediatamente interrompida com bandeiras vermelhas, os pilotos reuniram com a Comissão de Segurança, decidindo então passar as qualificações para a manhã de domingo.

Assim, as qualificações de MotoGP para o Grande Prémio da Austrália vão acontecer logo a seguir ao habitual Warm Up. Aqui ficam os novos horários:

23:50-00:10 – MotoGP - Warm Up
00:20-00:35 - MotoGP – Qualificação 1
00:45-01:00 - MotoGP - Qualificação 2

04:00 – MotoGP – Corrida

Quanto ao português Miguel Oliveira, cuja queda levou às bandeiras vermelhas que interromperam a quarta sessão de treinos livres, o piloto foi observado e não foi encontrada nenhuma lesão grave. No entanto o jovem nascido em Almada não está nas melhores condições, como o próprio confirmou em declarações já depois do acidente sofrido:

“Não existe muito a dizer sobre o dia de hoje. As condições eram muito traiçoeiras para todos. Não consegui evitar a queda na primeira curva por causa do vento, tive mesmo muito azar. Temos que estar satisfeitos porque estou inteiro e verei se estou em condições para entrar em pista amanhã porque neste momento as minhas mãos são o maior problema. Verificarei pela manhã qual a minha condição”.


Em relação ao topo da tabela de tempos de MotoGP, de referir que o espanhol Maverick Viñales (Monster Energy YamahaI) mostrou até agora ser aquele que melhor se sente em Phillip Island. Seja com piso molhado, piso seco, vento, chuva, e apesar das temperaturas estarem muito baixas dificultando o trabalho dos pneus Michelin, Viñales dominou as três sessões de treinos livres que foram completadas.

Na terceira sessão o campeão de MotoGP, Marc Marquez (Repsol Honda) parecia estar um passo à frente da concorrência, mas num último esforço o compatriota da Yamaha conseguiu bater o seu tempo e assim terminar em primeiro todas as sessões de treinos livres.

andardemoto.pt @ 26-10-2019 09:37:58


Clique aqui para ver mais sobre: Desporto