SBK Jerez – Scott Redding e Rea vencem, mas é o piloto Ducati que já é líder

Corridas intensas com vitórias repartidas por Scott Redding e Jonathan Rea. O piloto da Aruba.it Ducati não falha um pódio há seis corridas consecutivas e com duas vitórias no circuito Jerez Ángel Nieto, Redding assume agora a liderança do Mundial Superbike.

andardemoto.pt @ 3-8-2020 10:19:00

Cinco meses depois daquela que foi a primeira ronda da temporada, no circuito australiano de Phillip Island, o Mundial Superbike voltou novamente a fazer ouvir os motores das motos para aquela que foi a segunda ronda do ano.

Desta feita com o circuito andaluz Jerez Ángel Nieto como cenário, as corridas voltaram a ter muita emoção, vitórias repartidas, excelentes momentos de pilotagem, e no final a chegada de um novo líder na classificação das Superbike e que se apresenta como o mais forte candidato a destronar Jonathan Rea do seu lugar de campeão.

Corrida 1 - Superbiike

Na primeira corrida do fim-de-semana, disputada no sábado, Scott Redding (Aruba.it Ducati) arrancou da “pole position” pela primeira vez desde que chegou a este campeonato. Mas a verdade é que o piloto britânico não aproveitou da melhor forma essa situação. Assim que os semáforos apagaram, Redding foi imediatamente ultrapassado por Jonathan Rea (Kawasaki Racing Team) e ainda por Toprak Razgatlioglu (PATA Yamaha), com o turco a saltar de quinto para segundo e a despromover Redding para terceiro.

O piloto da Ducati teve de esperar pela 11ª volta para conseguir passar o rival da Yamaha, e quando o conseguiu, percebeu que Rea não tinha conseguido escapar na frente da corrida de 20 voltas e por isso imediatamente colocou pressão no piloto da Kawasaki.

Na 14ª volta, Scott Redding entendeu que estava no momento de atacar a liderança e aquela que seria a sua primeira vitória no Mundial Superbike.




Aproveitando da melhor forma a potência da sua Ducati Panigale V4 R, Redding forçou a passagem por Rea, obrigando o campeão a adotar uma trajeória mais larga na curva 6. Sem problemas de maior, Redding passou então a líder e a partir daí não mais foi incomodado, cruzando a linha de meta à frente de Rea, com Toprak Razgatlioglu a ser o terceiro.

O jovem turco ainda sofreu nas últimas voltas com a pressão de Chaz Davies (Aruba.it Ducati), mas o piloto da Yamaha aguentou a terceira posição, impedindo assim que a casa de Borgo Panigale visse as suas duas motos no pódio desta primeira corrida.

Nesta corrda 1 do Mundial Superbike em Jerez destacam-se ainda dois pilotos: Alex Lowes (Kawasaki Racing Team) e Christophe Ponsson (Nuova M2 Racing Aprilia).

Lowes, que liderava o campeonato depois da Austrália, não se encontrou em Jerez. Com os rivais diretos a mostrarem-se muito fortes, o nono lugar na primeira corrida do fim-de-semana “roubou-lhe” a liderança na corrida ao título.

Já o francês Ponsson mostrou que a Aprilia, com a ajuda da equipa Nuova M2, tem boas hipóteses de continuar a evoluir a moto italiana tendo em vista um possível regresso a tempo inteiro. Foi 11º, assegurou importantes pontos, e deixa a Aprilia satisfeita com esta estratégia de fazer vários “wildcards” esta temporada.

Corrida Superpole - Superbike


O arranque para a corrida de “sprint”, disputada no domingo de manhã, não foi muito diferente do que aconteceu na corrida 1. Scott Redding voltou a deixar-se surpreender por Jonathan Rea e por Toprak Razgatlioglu nos primeiros momentos, e assim o trio voltou a repetir a ordem em pista nas primeiras voltas.

Desta feira o norte-irlandês da Kawasaki não estava disposto a deixar-se ultrapassar, e voltando a mostrar um ritmo de corrida impressionante, Rea descolou na liderança da corrida Superpole, o suficiente para deixar Toprak e Redding entretidos.

Jonathan Rea eventualmente cruzou a linha de meta após 10 voltas em primeiro, enquanto mais atrás Toprak Razgatlioglu, enquanto lutava com Scott Redding, viu a sua Yamaha sofrer uma falha técnica e assim permitiu que o piloto da Ducati subisse ao pódio no lugar intermédio.

Curiosamente, com a desistência de Razgatlioglu quem beneficiou foi o seu companheiro de equipa Michael van der Mark. O piloto holandês tinha desistido na corrida 1 depois da sua Yamaha ter sofrido uma falha técnica, e às custas do seu companheiro de equipa Van der Mark recuperou dessa desistência.


Corrida 2 - Superbike


Na segunda corrida longa (20 voltas) desta ronda espanhola do Mundial Superbike, e com Jonathan Rea a sair da “pole” fruto da vitória na corrida Superpole, foi Scott Redding quem arrancou decidido a levar a vitória para casa.

O piloto da Ducati precisou de apenas duas voltas para superar o piloto da Kawasaki. Quando o conseguiu passar, na primeira curva do circuito de Jerez, Redding automaticamente conquistou uma almofada de dois segundos de vantagem para o rival.

Chaz Davies e Toprak Razgatlioglu estavam novamente na discussão pelo pódio, mas foi Alex Lowes que apareceu em cena para baralhar as contas. O britânico da Kawasaki calculou mal a travagem para a curva 6, saiu largo, e na confusão, foi Rea que conseguiu passar Razgatlioglu, que seguindo Davies já tinha deixado Rea para trás. O piloto da Yamaha eventualmente conseguiu recuperar o terceiro lugar.


Lá na frente, Chaz Davies estava decidido a encurtar distâncias e pressionar Redding. O galês aumentou o ritmo de corrida, mas o seu companheiro de equipa, ao sentir a aproximação, rapidamente acumulou mais dois segundos de vantagem para o perseguidor e assim garantiu mais uma vitória no Mundial Superbike.

Scott Redding junta-se assim a Jonathan Rea como os únicos com duas vitórias em 2020. Mas o melhor de tudo para Redding é saber que passa a ser o novo líder da classificação do Mundial Superbike, com 98 pontos, mais 24 pontos do que Jonathan Rea, enquanto Alex Lowes desceu para terceiro e está a 26 pontos do novo líder.

Sem capacidade para responder ao seu companheiro de equipa, Chaz Davies assegurou o segundo lugar. Este resultado permitiu à Ducati festejar a primeira dobradinha desde 2012! Toprak Razgatlioglu repetiu o pódio, e a surpresa desta corrida 2 em Jerez chegou pelas mãos de Michael Ruben Rinaldi.

O piloto do Team GoEleven Ducati suplantou as duas Kawasaki oficiais de Alex Lowes e Jonathan Rea, e terminou em quarto lugar, com Lowes em quinto e Rea apenas sexto, um resultado poucas vezes visto no cinco vezes campeão de Superbike.

Quanto ao Mundial Superbike, não será preciso esperar muito tempo para voltarmos a ter as motos em pista. A terceira ronda do ano será realizada em Portugal, nomeadamente no circuito algarvio Autódromo Internacional do Algarve, de 7 a 9 de agosto.

andardemoto.pt @ 3-8-2020 10:19:00


Clique aqui para ver mais sobre: Desporto