MotoGP Rep. Checa – Surpreendente Zarco faz “pole” e Miguel Oliveira parte de 13º

Português teve de lutar pela passagem à Qualificação 2 que falhou por 0,037s. Miguel Oliveira arranca para o Grande Prémio da República Checa da 13ª posição, enquanto o francês Johann Zarco oferece à Ducati uma “pole position” inesperada.

andardemoto.pt @ 8-8-2020 16:00:19

Depois de ser o terceiro melhor no conjunto das duas primeiras sessões de treinos livres de MotoGP, Miguel Oliveira tinha fundadas aspirações a poder passar, pela primeira vez de forma direta, à Qualificação 2 da categoria rainha.

Infelizmente para o piloto da Red Bull KTM Tech3, a terceira e vital sessão em pista, aquela que “fecha as contas” de quem passa diretamente à Q2 e quem tem de participar na Q1, não lhe foi favorável.

Apesar de várias tentativas, o piloto português da KTM foi o único que não conseguiu melhorar o seu registo anterior. Num último esforço, Miguel Oliveira encontrava-se numa volta rápida que lhe teria permitido entrar nos dez melhores e assim abrir as portas da Q2, mas na curva 13 do circuito de Brno, uma travagem mais no limite e os já famosos ressaltos no asfalto checo, fizeram com que a KTM RC16 perdesse o equilíbrio.



Miguel Oliveira sofreu um “low side” e viu-se então impedido de registar aquele que seria o seu melhor tempo.

Na Qualificação 1, e tendo em conta o bom ritmo apresentado anteriormente, Miguel Oliveira tinha esperança de poder ficar nos dois primeiros e assim passar à Q2. O português manteve a calma e deixou para os últimos minutos o seu ataque à melhor volta. Fez a sua melhor volta em 1m56.328s, o que o deixou a apenas 0.037s do lugar na Q2.

Assim, Miguel Oliveira vai arrancar para a corrida checa da 13ª posição, mas o piloto da Red Bull KTM Tech3 revela estar satisfeito com o trabalho realizado e confiante para um bom resultado na corrida de MotoGP que se realiza amanhã pelas 13h00 de Portugal:

“No geral, foi um dia positivo. Começámos com expectativas altas esta manhã, mas sofri uma queda na minha volta rápida, que me poderia ter dado um bom tempo e dentro dos 10 mais rápidos. No entanto, estou bastante confiante para a corrida de amanhã (domingo). Trabalhámos bem, pelo que deveremos estar tranquilos e focados”.



Já a “pole position” para o terceiro GP de MotoGP de 2020 ficou na posse de um piloto francês. Mas desta feita não o francês que tem dominado a categoria rainha!

Johann Zarco e a Reale Avintia já tinham mostrado nos treinos estar em bom plano para esta qualificação. Mas foi mesmo na Q2 que Zarco esteve perfeito. O piloto francês, bicampeão de Moto2, e que em 2019 teve um ano extremamente conturbado com a KTM e que terminou na Honda, decidiu ficar atrás de um grupo de pilotos rápidos.

Definindo uma distância que lhe permitiu aproveitar essa “boleia” mas sem ir mesmo colado ao grupo, Zarco conseguiu alcançar a “pole position”, e supreendeu todo o “paddock” com este resultado que inclusivamente deixou Fabio Quartararo (Petronas Yamaha SRT) sem resposta.


Aliás, o jovem francês da marca japonesa e equipa malaia, ainda reservou alguns segundos para uma última tentativa. Quartararo ainda foi melhorando o seu tempo mas nunca foi mais rápido que Zarco. E no esforço de suplantar o seu compatriota, Quartararo sofreu uma queda exatamente no mesmo local em que Miguel Oliveira tinha caído na FP3.

A fechar a primeira linha da grelha de partida para o Grande Prémio da República Checa está Franco Morbidelli, que assim volta a mostrar excelente andamento e a dar a Razlan Razali, proprietário da Petronas SRT, razões para continuar a sorrir.

andardemoto.pt @ 8-8-2020 16:00:19


Clique aqui para ver mais sobre: Desporto