Mundial SSP300 Estoril – Miguel Santiago estreou-se em bom plano

Piloto português da MS Racing falhou a entrada na corrida principal do Mundial Supersport 300 no Circuito do Estoril por muito pouco, após excelente recuperação e ser dos mais rápidos em pista. Miguel Santiago estreou-se no mundial em bom plano.

andardemoto.pt @ 20-10-2020 09:30:00

Com todas as atenções do Mundial Superbike centradas nos principais protagonistas deste campeonato, que terminou com mais uma conquista de Jonathan Rea e da Kawasaki Racing Team – clique aqui para saber tudo –, a verdade é que a ronda portuguesa de encerramento da temporada contou com a presença de alguns pilotos portugueses.

Para além de Tomás Alonso e Pedro Fragoso, esteve em pista o estreante Miguel Santiago, que pela primeira vez sentiu o que é competir frente aos melhores pilotos do mundo na categoria Supersport 300.

Com a sua Yamaha R3 da equipa MS Racing, o piloto de Mafra não tremeu perante os adversários mais experimentados, e embora se tenha estreado neste mundial, Miguel Santiago revelou-se em bom plano.

Sem se conseguir qualificar diretamente para a corrida principal, “Santi” foi um dos grandes protagonistas da corrida “Last Chance” (Última Oportunidade). Depois de um mau arranque em que desceu de 13º para 22º, o português encetou uma recuperação notável e em apenas nove voltas conseguiu subir até à 7ª posição.



Infelizmente para as aspirações do jovem luso, para conseguir a qualificação para a corrida principal do Mundial Supersport 300 seria necessário terminar entre os seis primeiros, pelo que ficou fora dessa corrida.

Ainda assim, Miguel Santiago não se mostrou desapontado com o que aconteceu, até porque nesta corrida “Last Chance” foi um dos mais velozes no traçado do Estoril. Em cinco das dez voltas da corrida das SSP300, Miguel Santiago foi o mais rápido em pista, situação que demonstra bem o andamento do “rookie”.

“Saí de 13º e tive um arranque complicado. Após a primeira volta estava 22º. Dado isto, dei o meu máximo e nas 9 voltas que faltavam, em 5 delas fui o piloto mais rápido em pista. Contudo, isto não foi o suficiente para me qualificar pois era necessário um 6º lugar.
Quero agradecer de coração à minha equipa MS Racing, aos fiscais de pista pela força que me deram, à minha família e a todos os meus patrocinadores”,
referiu Miguel Santiago.

O próximo desafio do piloto da MS Racing será a ronda de encerramento do Campeonato Nacional de Velocidade já no próximo fim de semana de novo no mesmo cenário do circuito do Estoril. Na sexta posição da classificação do mesmo, o piloto de Mafra quer lutar pela vitória no cair do pano da temporada 2020.

andardemoto.pt @ 20-10-2020 09:30:00


Clique aqui para ver mais sobre: Desporto