Campeonato Nacional Motocross fechou temporada em Águeda

O Crossódromo Internacional de Águeda foi o cenário para a ronda final do Campeonato Nacional de Motocross, onde foram encontrados os campeões das diversas categorias.

andardemoto.pt @ 3-11-2020 21:31:07

Num ano em que não recebeu a caravana do Mundial de MXGP, o Crossódromo Internacional de Águeda teve a honra de servir de cenário para a ronda de encerramento do Campeonato Nacional de Motocross.

Uma temporada complicada do ponto de vista da organização, e que também não teve o colorido especial do público, pois devido às restrições sanitárias as provas do CN Motocross não contaram com os fãs da modalidade nos vários circuitos.

Com o título de MX1 já atribuído a Sandro Peixe desde a ronda anterior, Hugo Basaúla, ex-campeão nacional, regressou a este campeonato para participar nesta última prova do ano. Estavam ainda em disputa os títulos nas categorias Elite, MX2, MX2 2T, MX2 Júnior, 85cc e ainda as mais pequenas 65 cc.

A terra vermelha característica de Águeda, prova organizada pelo bem conhecido ACTIB, foi então o palco para animadas batalhas e onde o calor se fez sentir.



Nas 65cc, Rodrigo Barros, Vasco Salgado e Bernardo Pinto cruzaram sempre por esta ordem a linha de meta, confirmando assim qualquer um deles as suas posições no campeonato, precisamente as mesmas que fecharam os duelos em Águeda.

Nas 85cc, Sandro Lobo dobrou as vitórias sempre face a Martim Espinho e Ruben Ribeiro e foram também eles os três primeiros do campeonato replicando a ordem estabelecida nas 65cc.

Uma das lutas mais esperadas era aquela que opunha Luis Outeiro e  Renato Silva pela primazia e título nas MX2.

Outeiro venceu ambas as corridas face ao rival e Fábio Costa, e na contabilidade do campeonato foi naturalmente Outeiro a sagrar-se campeão nacional com curtos mas preciosos seis pontos de vantagem sobre Renato Silva. Fábio Costa foi o vencedor nas 2 Tempos e nos Júniores sendo também terceiro classificado no campeonato.



Em MX1 as vitórias em Águeda foram divididas entre Hugo Basaúla e Sandro Peixe, com este a vencer também na Elite face a Luis Outeiro depois de liderar todas as voltas da corrida. Hugo Basaúla foi segundo nas primeiras três voltas, sendo então passado por Outeiro e Renato Silva na mesma volta, momento em que as posições dos cinco primeiros se definiram, com Bruno Charrua em quinto.

O campeonato fechou assim da melhor forma, com uma pista fantástica a ser também protagonista de um campeonato que contou com quatro provas num ano inesperado e inédito, mas que acabou por se realizar graças ao esforço conjunto de pilotos, equipas e organizações.

De referir ainda que esta foi a temporada de estreia das transmissões “streaming” das corridas de Motocross no canal de YouTube da Federação de Motociclismo de Portugal, uma situação que permitiu que os fãs, impedidos de participar na festa, assistir em direto às várias corridas de 2020.

Classificação final do Campeonato Nacional de Motocross


Elite
1 – Sandro Peixe – Suzuki 450  – 95 pontos
2 – Luis Outeiro – Honda CRF250F – 78 pontos
3 – Renato Silva – Yamaha YZ250F – 71 pontos

MX1
1 – Sandro Peixe – Suzuki 450 – 184 pontos
2 – Victor Hernandez – Kawasaki KX450 – 119 pontos
3 – Bruno Charrua – Yamaha YZ450F – 111 pontos

MX2
1 – Luis Outeiro – Honda CRF250F – 191 pontos
2 – Renato Silva – Yamaha YZ250F – 185 pontos
3 – Fábio Costa – KTM – 128 pontos

MX2 2 Tempos
1 – Fábio Costa – KTM – 91 pontos
2 – Rúben Ferreira – Yamaha – 75 pontos
3 – Afonso Gomes – Yamaha – 71 pontos

MX2 Júnior
1 – Fábio Costa – KTM – 91 pontos
2 – Igor Amorim – KTM – 76 pontos
3 – Rúben Ferreira – Yamaha – 75 pontos

85 cc
1 – Sandro Lobo – KTM – 194 pontos
2 – Martim Espinho – Husqvarna – 161 pontos
3 – Rúben Ribeiro – KTM – 159 pontos

65 cc
1 – Rodrigo Barros – Yamaha – 197 pontos
2 – Vasco Salgado – Yamaha – 179 pontos
3 – Bernardo Pinto – KTM – 156 pontos

andardemoto.pt @ 3-11-2020 21:31:07


Clique aqui para ver mais sobre: Desporto