24 Horas Motos – Yoshimura SERT Motul vence sem contestação

A renovada equipa oficial da Suzuki para o Mundial de Resistência FIM arranca da melhor forma e vence de forma categórica as 24 Horas Motos. A Yoshimura SERT Motul liderou 819 das 855 voltas realizadas e vence com os pilotos Gregg Black, Xavier Simeon e Sylvain Guintoli.

andardemoto.pt @ 14-6-2021 09:42:07

As 24 Horas Motos em Le Mans abriram a nova temporada do Mundial de Resistência FIM. O traçado francês serviu assim de cenário para uma corrida que teve como grande protagonista a renovada formação oficial da Suzuki, com a Yoshimura SERT Motul a liderar grande parte da prova de resistência.

Numa prova de resistência, como em todas as provas, mas nesta disciplina isso é ainda mais verdade, o importante não será tanto como se começa mas como se acaba. Porém, nos momentos iniciais das 24 Horas Motos, e mesmo sabendo que têm uma longa corrida pela frente, há sempre pilotos que tentam ganhar posições assim que começa a corrida. E isso lança a confusão no meio do pelotão.

Foi precisamente o que aconteceu nesta edição 2021 da prova francesa. Três equipas viram-se envolvidas num acidente na curva Dunlop - Wójcik Racing Team, Team 18 Sapeurs-Pompiers CMS Motostore e RAC41 ChromeBurner – e no meio da confusão a ação do piloto Hugo Clère, que ajudou Sylvain Barrier a sair de baixo da sua moto que estava a pegar fogo, valeu-lhe o Troféu Anthony Delhalle EWC Spirit.



Enquanto isso, lá na frente a batalha entre a Yoshimura SERT Motul e a YART (equipa oficial da Yamaha) durou até ao cair da noite sobre Le Mans, quando o motor quatro cilindros da Yamaha YZF-R1 da YART sofreu uma falha mecânica (válvula partida), levando ao abandono.

Sem a pressão da YART, a formação oficial da Suzuki liderou então as 24 Horas Motos em Le Mans de forma relativamente confortável, e apesar das mudanças ocorridas no seio da equipa para esta temporada do Mundial de Resistência, com a chegada da Yoshimura, mostraram que mantêm o mesmo nível de perfeição que já revelaram noutros anos e que tantos títulos de resistência lhes garantiram.

Assim, coube aos pilotos Gregg Black, Xavier Simeon e Sylvain Guintoli pilotarem a Suzuki GSX-R1000 até à vitória final, liderando 819 das 855 voltas realizadas nesta edição das 24 Horas Motos em Le Mans.



Na segunda posição terminou a Webike SRC Kawasaki France Trickstar com Jérémy Guarnoni, Erwan Nigon e David Checa, que sofreram muitos problemas técnicos no início da corrida, enquanto a BMW Motorrad World Endurance Team, depois de uma queda no início, viu os pilotos Markus Reiterberger, Ilya Mikhalchik e Javier Forés pilotarem a moto alemã até ao lugar mais baixo do pódio.

Na categoria Superstock a vitória ficou na posse da National Motos, com os pilotos Stéphane Egéa, Guillaume Antiga and Kevin Trueb. Terminaram as 24 Motos na quinta posição da geral, mas devido a uma irregularidade técnica na moto da Bolliger Team Switzerland (depósito de combustível com capacidade acima do regulamento), o que levou à desclassificação, a National Motos acabou mesmo a prova francesa em quarto lugar.

Depois desta primeira ronda do ano para o Mundial de Resistência, a segunda ronda será em Portugal. Será a 17 de julho que se realizam as 12 Horas do Estoril.

andardemoto.pt @ 14-6-2021 09:42:07


Clique aqui para ver mais sobre: Desporto