SBK 2021 Argentina – Razgatlioglu e Rea decidem título numa “super final” na Indonésia!

Três corridas fantásticas no circuito San Juan Villicum deram à ronda argentina do Mundial Superbike um colorido especial. Toprak Razgatlioglu venceu duas corridas e tem uma vantagem maior sobre Jonathan Rea e decidem o título numa “super final” na Indonésia. Scott Redding também saboreou o champanhe da vitória.

andardemoto.pt @ 18-10-2021 13:42:25

Tal como se esperava, a passagem do Mundial Superbike pela Argentina, mais precisamente pelo circuito San Juan Villicum, rapidamente se transformou numa batalha, mais uma, épica, pelo título de campeão de Superbike. Toprak Razgatlioglu (Pata Yamaha with Brixx) está cada vez mais perto do título, mas Jonathan Rea (Kawasaki Racing Team) ainda não desistiu, apesar de ver o seu rival mais longe na classificação depois das três corridas argentinas.

Na Corrida 1, e no dia em que celebrou o seu 25º aniversário, Toprak Razgatlioglu voltou a voar para a vitória esta temporada, e atingiu os 50 pódios na sua carreira. O jovem turco e Jonathan Rea rapidamente assumiram as duas primeiras posições assim que os semáforos vermelhos apagaram, e aproveitaram da melhor forma Scott Redding (Aruba.it Ducati) ter caído logo na primeira curva, com o britânico a não dar uso à “pole position”.

Razgatlioglu não quis ficar muito tempo na companhia de Rea, e à passagem da oitava volta das 21 que tinham de cumprir, já o piloto da Yamaha detinha uma vantagem de mais de três segundos para Rea, que, incapaz de seguir o ritmo do seu rival, contentava-se então com o segundo posto evitando perder muitos pontos num momento decisivo do campeonato.


O degrau mais baixo do pódio ficou decidido mais ou menos a meio da Corrida 1. O piloto “rookie” Axel Bassani (Motocorsa Racing), a desfrutar daquele que foi o seu melhor fim de semana nesta aventura no Mundial Superbike, acabou por não conseguir aguentar atrás de si Michael Ruben Rinaldi (Aruba.it Ducati), com o italiano da equipa de fábrica a conseguir assim mais um pódio.

Na corrida mais curta do programa do fim de semana no circuito San Juan Villicum, assistimos a mais uma luta a três pela vitória, pelo menos enquanto Jonathan Rea conseguiu aguentar o ritmo imposto por Toprak Razgatlioglu e Scott Redding.

Toprak e Redding saltaram para as duas primeiras posições assim que a corrida Superpole começou, mas Jonathan Rea, vindo de 5º na grelha de partida, não estava disposto a deixar os seus dois maiores rivais escaparem na frente e também ele se juntou à luta pela vitória, enquanto Axel Bassani, em 4º, tentava aproveitar alguns momentos dessa luta à sua frente para se aproximar, mas sem efetivamente mostrar andamento para chegar ao pódio.



Na sua ânsia de passar Razgatlioglu, Scott Redding exagerou na entrada da última curva do traçado argentino e viu o piloto turco e a sua Yamaha R1 escaparem na liderança, enquanto Jonathan Rea e a sua Kawasaki Ninja ZX-10RR passaram a estar muito perto do britânico da Ducati.

Toprak, sem ninguém a pressionar, foi mantendo o ritmo, enquanto atrás de si Rea voltava a não ter argumentos para se manter colado a Scott Redding que, pouco a pouco, foi recuperando a diferença para o líder Toprak Razgatlioglu, e eventualmente acabou mesmo por alcançar, iniciando-se então mais uma batalha feroz até à linha de meta.

Com Jonathan Rea em terceiro, posição em que terminou a corrida Superpole, tudo se decidiu depois de vários ataques e contra-ataques entre Toprak e Redding. Já com a bandeira de xadrez à vista, acabou por ser o líder do campeonato a conseguir a segunda vitória do fim de semana. Toprak Razgatlioglu alcançou a sua 13ª vitória da temporada, com Scott Redding a ser segundo por apenas 0.046s de diferença.


A Corrida 2 na Argentina foi mais uma daquelas corridas que os fãs do Mundial Superbike dificilmente vão esquecer.

Com os três principais pilotos a arrancarem da primeira fila da grelha de partida, a corrida decorreu num ritmo frenético, com inúmeras trocas de posição entre Scott Redding, Toprak Razgatlioglu e Jonathan Rea. Nenhum queria dar margem para que os rivais pudessem escapar.

Na 10ª volta da corrida, Scott Redding finalmente passou Toprak Razgatlioglu para assumir em definitivo a liderança, e aproveitou da melhor forma a luta muito particular entre o turco e Rea para conseguir ganhar uma boa vantagem. Com a sua Ducati Panigale V4 R a mostrar-se muito veloz, Redding conseguiu uma sequência de voltas muito rápidas e deixou os seus dois perseguidores sem capacidade de reação.

O britânico da Aruba.it Ducati finalmente venceu, e fechou da melhor forma um fim de semana onde se mostrou rápido, e onde apenas a queda na Corrida 1 o deixou completamente afastado das contas do título.



A luta mais intensa e interessante ficou assim reservada para as restantes posições do pódio. Jonathan Rea demorou bastante a conseguir passar Toprak Razgatlioglu e manter essa segunda posição, pois o turco, sempre feroz nas travagens, arranjava forma de conseguir responder ao campeão em título e piloto da Kawasaki.

Foi necessário esperar até à 16ª volta e depois de mais uma sequência de curvas lado a lado, que Jonathan Rea finalmente assegurou a segunda posição, enquanto Toprak Razgatlioglu acabou a corrida sem argumentos para combater até ao fim com o seu rival.

Nas contas do Mundial Superbike, Toprak Razgatlioglu aumenta a vantagem sobre Jonathan Rea para 30 pontos. Toprak tem 531 pontos e Rea 501 pontos. Scott Redding já sabe que o máximo que poderá subir é até segundo, pois os seus 465 pontos já não lhe permitem sonhar com o título.

A última e decisiva ronda do Mundial Superbike realiza-se no novo circuito Mandalika, na Indonésia, dentro de mais de um mês, no fim de semana de 19 a 21 de novembro. Quem será o novo campeão de Superbike? Conseguirá Toprak Razgatlioglu aguentar a pressão e bater na corrida ao título Jonathan Rea?

andardemoto.pt @ 18-10-2021 13:42:25


Clique aqui para ver mais sobre: Desporto