SBK 2021 - Indonésia - Razgatlioğlu quebra domínio de Rea e sagra-se Campeão

Uma dramática Corrida 1 de SBK selou o Campeonato a favor de Toprak Razgatlioğlu, após uma incrível batalha entre os três primeiros no novo traçado de Mandalika.

andardemoto.pt @ 21-11-2021 15:05:26 - Paulo Araújo

Toprak Razgatlioğlu (Yamaha Pata com Brixx) reclamou o título no Mundial de Superbike após uma dramática e intensa Corrida 1 no Circuito Internacional de Rua Pertamina Mandalika na Indonésia.

Jonathan Rea (Kawasaki Racing Team) reclamou a vitória na Corrida 1 mas o segundo lugar de Razgatlioğlu foi suficiente para o coroar Campeão após o incrível espectáculo.

Apesar de alguma chuva ter caído antes do início da Corrida 1, que foi atrasada e encurtada para 20 voltas, todos os pilotos saíram com pneus slick. Razgatlioğlu perdeu terreno quando as luzes se apagaram, mas lutou para voltar a liderar a corrida no início da Volta 3 depois de ultrapassar Jonathan Rea na direita da Curva 1.

Toprak Razgatlioğlu (Yamaha Pata com Brixx)

Toprak Razgatlioğlu (Yamaha Pata com Brixx)

Atrás, Axel Bassani (Motocorsa Racing) estava a recuperar através do campo para liderar brevemente a corrida após passar Rea na Volta 4 e uma volta depois Razgatlioğlu na Curva 14.No final da volta 5, Rea forçou a sua passagem a Bassani na saída da Curva 16 e tirou o primeiro lugar ao longo da volta 6 a Razgatlioğlu.

À 9ª volta, Razgatlioğlu assumiu a liderança e na mesma volta, Scott Redding (Ducati Aruba) reclamou o segundo lugar a Rea com uma jogada semelhante.

A Curva 16 continuou a proporcionar drama, quando Razgatlioğlu saiu largo para a esquerda longa na penúltima curva, perdendo a liderança da corrida para Redding e Rea passou para o segundo lugar.

Apesar de ter perdido as duas posições, Razgatlioğlu foi perseguir os dois pilotos na frente da corrida. Rea reivindicou a liderança quando Redding perdeu tempo na Curva 16 e, apesar de se defender, Razgatlioğlu fez a ultrapassagem na Curva 1 e fechou a brecha para Rea durante as duas últimas voltas, o segundo lugar atrás de Rea suficiente para conquistar o título de 2021.


Isto significa que Razgatlioğlu conquistou o primeiro título da Yamaha desde Ben Spies na época de 2009 e terminou a série de 6 títulos consecutivos de Rea.

A estrela turca, aos 25 anos, 1 mês e 5 dias, torna-se o terceiro campeão mais jovem de todos os tempos, atrás de James Toseland e Troy Corser. A vitória de Rea, por outro lado. significa que ele já ganhou em 21 circuitos diferentes, um recorde de vitórias em circuitos diferentes em SBK.

Bassani acabou por terminar em quinto lugar após perder para Andrea Locatelli (Yamaha Pata com Brixx ) nas etapas finais da corrida, que também tinha feito uma jogada sobre Michael van der Mark (BMW Motorrad) para passar para o quinto lugar e empurrar o piloto holandês para sexto.

A penúltima corrida de Álvaro Bautista pela HRC viu-o reclamar o sétimo lugar depois de resistir a uma carga tardia de Chaz Davies (Team GoEleven), com Davies a procurar terminar a sua carreira com uma nota alta.

O argentino Leandro Mercado (MIE Racing Honda) reclamou o nono lugar após outra forte prestação, vencendo Tom Sykes (BMW Motorrad) que reclamou o décimo lugar.

A época terminou com uma incrível batalha entre o segundo e o terceiro lugar do Campeonato. Na Corrida 2, encurtada devido à chuva. Jonathan Rea (Kawasaki Racing) duplicou as vitórias na Indonésia enquanto lutava com Scott Redding (Aruba.it Racing – Ducati) pela vitória.

O recém coroado Campeão Toprak Razgatlioğlu (Yamaha Pata) arrancou na liderança, com os cinco primeiros a tentarem rapidamente separar-se.

Jonathan Rea e Scott Redding conseguiram um ritmo implacável enquanto lutavam pelas honras da Corrida 2.

Rea e Redding trocaram o primeiro lugar, incluindo uma jogada soberba de Rea passando o piloto da Ducati pelo exterior, na Volta 7, embora Redding tenha sido capaz de responder. Quando a última volta começou, Redding passou na Curva 1 antes de Rea que viria a responder na Curva 10.

Na Curva 16, Redding fez o interior a Rea mas saiu por fora, permitindo que Rea voltasse à liderança da corrida para a sua segunda vitória em Mandalika e o 215º pódio da sua carreira.

Axel Bassani (Motocorsa Racing) conseguiu um bom começo no grupo da liderança, e na Volta 4 procurou subir a um lugar no pódio. Na Curva 17, Bassani e Michael van der Mark (BMW Motorrad) entraram em contacto e Bassani caiu, com o incidente sob investigação, sem que fossem tomadas quaisquer medidas pela direção da corrida.

Van der Mark e Razgatlioğlu lutaram pelo terceiro lugar, com van der Mark a passar o Campeão de 2021 na Volta 7 para reclamar o seu terceiro pódio do 2021 e o 50º pódio nas SBK para a BMW.

Razgatlioğlu chegou em quarto lugar, que lhe deu uma vantagem de 13 pontos sobre Rea, no cômputo final da temporada, garantindo também o Campeonato de Fabricantes para a Yamaha, que assim ganhou os títulos de Pilotos, Equipas e Fabricantes em 2021.


andardemoto.pt @ 21-11-2021 15:05:26 - Paulo Araújo


Clique aqui para ver mais sobre: Desporto