As motos são a minha vida - Masakazu Fujii

“Andar de moto torna a vida muito mais maravilhosa”

andardemoto.pt @ 4-2-2022 02:10:13

Masakazu Fujii

Masakazu Fujii

Masakazu Fujii levou sua equipe Honda à vitória no Campeonato Mundial de Endurance e desenvolveu motos que venceram corridas de Grand Prix e TT.

Poucas outras pessoas no motociclismo moderno tiveram uma carreira como Masa Fujii. As equipas do veterano japonês venceram de tudo, desde corridas de Grande Prêmio, as 24 horas de Le Mans, as Oito Horas de Suzuka e o Campeonato Mundial de Endurance, e  até TTs da Ilha de Man.

A maior parte da vida de Fujii foi vivida com motos, sempre Honda, porque seu pai era amigo do fundador da empresa, Soichiro Honda, provocando nele e para o resto da sua vida, um grande amor e devoção pelas pioneiras máquinas japonesas. Mas, no entanto, ele não se apaixonou pelas motos imediatamente.

O jovem Masakazu Fujii

O jovem Masakazu Fujii

“A primeira vez que montei uma moto foi com meu pai”, lembra Fujii, que atualmente tem morada em Barcelona, ​​Espanha. “Em pequeno não gostava de motos, e demorou bastante para começar a gostar e a competir. Agora as motos são a minha vida. Planeio continuar a viver no mundo das motos e explorar o seu potencial durante o resto da minha vida!”

O pai de Fuji, Teruyoshi, desempenhou um grande papel no boom das motos japonesas na década de 1950, que teve origem na criação da Honda Motor Co, Ltd e de outras marcas. Soichiro Honda encorajou Fujii a mudar-se para a cidade de Suzuka, onde a Honda estava construindo o primeiro circuito do Japão.

Teruyoshi Fujii fundou a Technical Sports em 1963, um ano após a abertura do mítico traçado de Suzuka, mas foi apenas em 1984 que seu filho Masa assumiu o comando da empresa e ainda hoje segue a filosofia do seu pai.

“O meu pai assinou o contrato da Technical Sports com a Honda e correu como equipa de fábrica. 


“Eu assisti em primeira mão à sua vida. Resultados de corridas, fotos, troféus, hoje em dia não guardo nenhum deles. Não sobrou nada. Esse é o meu hábito. Meu pai era assim. Ele costumava deitar fora seus troféus e, ainda criança, eu guardava-os e brincava com eles. Ele não se importava com essas coisas e foi assim que eu também me tornei.

Ele costumava dizer que os pilotos conhecem o caminho e que tudo é possível com as motos – elas podem ir a qualquer lugar. E eu acredito que as motos são o melhor tipo de transporte dado à humanidade. Andar de moto torna a vida muito mais maravilhosa.”

Nobuatsu Aoki, aos comandos de uma Honda NSR500 da TSR

Nobuatsu Aoki, aos comandos de uma Honda NSR500 da TSR

A equipe de Fujii disputou as Oito Horas de Suzuka pela primeira vez em 1990. No ano seguinte, ele renomeou a sua empresa como Technical Sports Racing (TSR) e inscreveu o piloto Noboru Ueda no GP do Japão de 125cc de 1991.

Apesar de ser a estreia de Ueda em GP, ainda assim ele venceu a corrida, incentivando Fujii a embarcar num programa completo do Campeonato Mundial com o jovem, que se viria a revelar um dos pilotos mais populares em corridas de GP na década seguinte.

Em 1997, o TSR passou para a categoria rainha, o Campeonato do Mundo de 500cc, com Nobuatsu Aoki, aos comandos de uma Honda NSR500. Aoki teve uma temporada de estreia incrível, terminando em terceiro na geral – no pódio do campeonato! – atrás dos pilotos de fábrica da Honda Mick Doohan e Tadayuki Okada.

Fujii levou sua empresa ao próximo nível no final da década de 1990, construindo motos GP de 125cc e 250cc, sempre equipadas com motores Honda. Essas máquinas eram extremamente populares entre os pilotos e alcançaram muitos sucessos em diversas categorias.

Em 1999, o britânico John McGuinness venceu o TT da Ilha de Man na categoria de 250cc com uma TSR Honda RS250 . Dois anos depois Ueda venceu o GP da Itália de 125cc aos comandos de uma TSR Honda RS125.


Na viragem do século, Fujii concentrou suas atenções nas corridas com motos a quatro tempos, especialmente nas 8 horas de Suzuka, conquistando a vitória em 2006, 2011 e 2012.

Nessa época, a TSR já tinha construído uma reputação global graças às suas peças de performance e em 2012 Marc Marquez venceu o Campeonato Mundial de Moto2 usando um quickshifter da TSR na sua moto com motor Honda CBR600.

Em 2016, Fujii embarcou em outra peregrinação global, disputando o Campeonato Mundial de Endurance. Já sediado na Europa, fez parceria com a Honda France, famosa pelo seu sucesso nas corridas de resistência desde a década de 1970, e a equipe tornou-se a FCCTSR Honda France.

Esta nova parceria foi imediatamente bem sucedida, conquistando o título mundial de resistência na temporada 2017-2018. A FCC TSR Honda France alcançou um total de três vitórias em 24 horas: nas corridas de Le Mans de 2018 e 2020 e no Bol d'Or de 2018.

Todos esses eventos foram ganhos por motos Honda CBR1000RR e CBR1000RR-R Fireblade, desenvolvidas e preparadas pela equipe da TSR.

A F.C.C. TSR Honda France venceu as 12 horas do Estoril em 2021

A F.C.C. TSR Honda France venceu as 12 horas do Estoril em 2021

Masakazu Fujii adora as corridas de resistência pelo desafio único que representam para equipes, pilotos e engenheiros.

“Mal comparado, o MotoGP, que eu amo, é uma corrida de 100 metros. As corridas de resistência são uma maratona e, quando se chega ao final, há uma sensação única de conquista. A vantagem da minha equipe TSR é a nossa pequena dimensão. E todos nós somos japoneses. Na nossa equipe do EWC, mantemos alguns membros japoneses e estamos crescendo gradualmente, com espanhóis e franceses trabalhando connosco.”

2021 não correu da melhor forma para a FCC TSR Honda France, que apesar de ter vencido as 12 Horas do Estoril, a 17 de Julho, não conseguiu melhor que um quinto lugar no campeonato EWC. Mas Masa Fujii promete vingança!

Em 2022 Fujii estará, como sempre, presente

Em 2022 Fujii estará, como sempre, presente

Em 2022, a equipe FCC TSR Honda France vai disputar a sua sétima temporada no Campeonato Mundial de Endurance com os pilotos Josh Hook, Mike Di Meglio e Gino Rea que vão estar aos comandos de uma CBR1000RR-R Fireblade SP.

Fujii estará, como sempre, presente a cada passo do caminho, em busca da vitória, enfrentando o calor extenuante de Suzuka ou o lancinante frio da noite em Spa-Francorchamps, enquanto procura aumentar a eficiência das suas motos e a incrível série de sucessos da Honda Fireblade, nas corridas de resistência.

andardemoto.pt @ 4-2-2022 02:10:13


Clique aqui para ver mais sobre: Entrevistas