ACM - uma academia em prol da segurança dos motociclistas.

Entrevista ao mentor deste projeto inédito, que anda pelo nosso país a dar formação aos motociclistas

andardemoto.pt @ 31-8-2021 07:21:00

Recentemente tivemos oportunidade de presenciar mais uma ação de formação da ACM.

A empresa dirigida por Domingos Simões tem como objetivo preparar os motociclistas para uma condução mais confiante, que permita reduzir os riscos de acidente.

A receptividade dos motociclistas e de entidades ligadas ao mundo das duas rodas tem sido grande, por isso quisemos saber, com mais detalhe, o que é a ACM, qual a sua origem e o seu propósito.


AdM: O que é a ACM?

Domingos Simões - A Academia de Condução Moto (ACM), Marca Registada, é uma empresa em nome individual, que presta serviços de prevenção rodoviária aos motociclistas que queiram melhorar o seu desempenho e usufruir do seu motociclo em segurança.

É constituída por cinco elementos, todos com formação militar e específica, neste tipo de veículos, (o diretor da ACM  qualificou-se no estrangeiro). Para além da formação teórica adquirida ao longo dos anos, também é importante o treino prático diário que todos os elementos exercitam, quer individualmente, quer em equipa. 

A ACM apresenta-se ao mercado, para colaborar na prevenção da sinistralidade e no aumento da satisfação em andar de moto. Procura proporcionar competências a todos os utilizadores deste magnífico transporte, que são as motos.

Uma melhor preparação e uma condução defensiva e preventiva; são fatores essenciais que vão ao encontro do objetivo principal da ACM: “sinistralidade ZERO”. 


AdM: Como surgiu a ideia?

Domingos Simões - Esta ideia surgiu pelo fato de na ACM verificarmos que, infelizmente, as estatísticas dos acidentes com motociclos iam sendo cada vez mais catastróficas no nosso país.

Percebemos que, pelo fato de termos alta qualificação no desempenho das nossas competências e também como cidadãos, tínhamos o dever de partilhar, com todos os que quisessem, alguns dos nossos conhecimentos e experiência.

Pretendemos dar formação a outros motociclistas, não só ao nível teórico, mas também através de prática na estrada, pois a prática é, sem dúvida, o culminar das aprendizagens e dos conhecimentos teóricos. 



AdM: Basicamente qual o vosso método? Quais são os principais focos do vosso curso?

Domingos Simões - Os nossos cursos baseiam-se em formação teórica, a nível de segurança rodoviária, complementada por técnicas de condução avançada.

No campo prático, damos prioridade às trajetórias de segurança nas curvas pois, sem dúvida, são uma das manobras mais sensíveis na condução de motociclos, tal como as travagens de emergência.

AdM:  Qual a disponibilidade para futuros eventos?

Domingos Simões -  A ACM tem-se deslocado a várias zonas do país como Porto, Santarém, Algarve… Irá continuar a desenvolver as suas formações em locais que consigam as inscrições necessárias para a realização destes eventos.

Para manter qualidade nas nossas formações, no módulo 1 apenas participam até 30 formandos e no módulo 2, o máximo é de 25 formandos. 

A ACM, tem calendarizadas formações para os próximos meses, no Porto, em Mafra e também na zona do Algarve. Está ainda prevista, em data a agendar, a realização de uma formação/passeio, apenas para os motociclistas que já participaram e se formaram na nossa Academia.

Neste momento a ACM tem uma longa lista de espera de motociclistas inscritos, aos quais irá dar resposta com a maior brevidade possível. Porém, nem sempre é viável responder às solicitações com a rapidez que gostaríamos, devido a alguns constrangimentos de ordem logística e também devido à situação pandémica e às respectivas restrições da DGS.

AdM: E quais os planos para o futuro?

Domingos Simões - Queremos evoluir para novos projectos, como a condução fora de estrada. A vertente offroad é muito procurada pelos nossos motociclistas. Pretendemos aperfeiçoar o Módulo 1 (Condução de obstáculos) e também o Módulo 2 (Condução avançada).


AdM: Têm tido apoio de outras entidades do mundo das motos?

Domingos Simões - Sentimo-nos privilegiados em ter connosco parceiros fortes que partilham a mesma preocupação: a Redução da Sinistralidade.

Diversas entidades abraçaram este projeto e temos de realçar o seu apoio, que tem sido extremamente importante, por isso estamos gratos à YAMAHA Motor Europe, à Motoponto, à Motos VR, ao ACP e à Hellite Portugal.

Também não podemos deixar de agradecer à Câmara Municipal de Mafra, que nos apoia neste projeto, disponibilizado o espaço físico para a realização das nossas ações de formação.

Acreditamos que a ACM só pode ser forte e cumprir o seu desígnio de diminuir a sinistralidade nas duas rodas, se tiver parceiros fortes, por isso temos as portas abertas a todos os que tenham a mesma preocupação.

AdM: Como podem ser contactados?

Domingos Simões - Através do nosso site: Acm2r.com, onde estão todas as informações necessárias referentes aos módulos 1 e 2, a respetiva ficha de inscrição, contatos telefónicos, email, etc. Ou através das redes sociais.

andardemoto.pt @ 31-8-2021 07:21:00


Clique aqui para ver mais sobre: Entrevistas