17/2/2018 a 30/4/2018 Exposição sobre a História do Motociclo em Águeda

"Less is More" é o título da exposição sobre a História do Motociclo que o Centro de Artes de Águeda inaugura no próximo dia 17 de Fevereiro e que poderá ser visitada gratuitamente até ao final do mês de Abril de 2018.

andardemoto.pt @ 15-2-2018 18:10:50

Com curadoria de Emanuel Barbosa, esta exposição apresenta uma retrospectiva histórica do motociclo no século XX no mundo e em Portugal, com especial enfoque em Águeda, proporcionando uma visão panorâmica da produção nacional, das características destes veículos e da sua utilização.

A ideia é proporcionar aos visitantes uma experiência cultural conduzindo-os numa viagem pela história do motociclo, possibilitada quer pelo acervo documental apresentado (catálogos, documentos, fotografias) quer pelo visionamento de vários modelos de motociclos. 


De veículo de lazer a veículo de trabalho, de exercício tecnológico a utensílio indispensável para o desempenho de actividades essenciais à sobrevivência de populações inteiras, o motociclo tornou-se num elemento indispensável na nossa sociedade contemporânea.

Com o final da II Guerra Mundial surge na Europa a necessidade de desenvolver veículos com baixo consumo de combustível. Sendo o automóvel uma miragem para a maior parte das famílias, os motociclos de pequena cilindrada apresentam-se como uma excelente forma de mobilidade individual por ser o único veículo motorizado com custos compatíveis com os baixos salários praticados e com a reduzida taxa de alfabetização.

Em Itália surge a famosa Vespa, desenhada por Corradino d’Ascanio a pedido de Enrico Piaggio. Ao mesmo tempo, em Portugal, diversas empresas produzem também os seus ciclomotores, acoplando todo o tipo de motores, nacionais e importados, a montagens nacionais. O epicentro desta actividade económica foi na região de Águeda, Sangalhos e Aveiro. 

Em Águeda, a indústria não é um fenómeno recente. Em 1911 nascem as primeiras empresas de componentes para bicicletas. Mas seria entre 1946 e 1965 que surgiriam dezenas de empresas do sector das duas rodas que fabricavam motociclos, motores e componentes. 

Apesar da indústria Portuguesa não ter conseguido manter a competitividade face à agressiva concorrência internacional e o sector dos motociclos ter entrado em declínio, sobretudo a partir dos anos 80, Águeda demonstrou uma enorme capacidade de renovação e de adaptação às novas exigências de mercado. O dinamismo produtivo fez com que predominassem, até hoje, empresas de pequena dimensão, altamente especializadas, constituídas por empresários locais.

Nesta exposição, o visitante terá oportunidade de apreciar mais de 80 motos, de marca portuguesa e estrangeira (Alemanha, Itália, França), que fazem parte do espólio de algumas entidades como a ABIMOTA ou de coleções privadas.

"Less is More" poderá ser visitada gratuitamente no Centro de Artes de Águeda de 17 de Fevereiro a 17 de Abril de 2018. A inauguração está marcada para o dia 17 de Fevereiro, pelas 18h00.


Informações

Datas: 17 de Fevereiro a 30 de Abril de 2018

Local: Centro de Artes de Águeda

Preço: Entrada gratuita

Siga o evento no Facebook

andardemoto.pt @ 15-2-2018 18:10:50


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews