Ducati Diavel 1260 Lamborghini – A mais exótica e especial das “power cruiser”

A Ducati e a Lamborghini são dois dos nomes incontornáveis do mundo motorizado. Em 2021 unem forças numa ligação que tem como resultado a mais exótica e especial das “power cruiser”. Fique a conhecer os detalhes da nova versão especial e limitada Ducati Diavel 1260 Lamborghini inspirada no Sián FKP 37.

andardemoto.pt @ 26-11-2020 19:37:03

Itália, e mais precisamente a região do chamado Motor Valley na Emilia-Romagna, é o local de nascimento de algumas das mais belas obras de arte em duas, mas também nas quatro rodas. Neste mundo motorizado onde a paixão pelo design e performance se unem na perfeição, tanto a Ducati como a Lamborghini são dos nomes mais destacados.

Por isso faz todo o sentido que para 2021 estas duas marcas se unam numa parceria que tem como resultado a mais exótica e especial das “power cruiser”: a Ducati Diavel 1260 Lamborghini.

E se há coisas que tanto a Ducati como a Lamborghini sabem fazer, e fazem-no muito bem, são edições limitadas e que só estão ao alcance dos clientes com carteiras mais recheadas. E a nova Diavel 1260 Lamborghini é disso um bom exemplo!


Com uma produção que será limitada a apenas 630 unidades, a Diavel Lamborghini chegará aos concessionários da marca italiana ainda em dezembro de 2020. A opção por produzir apenas esta quantidade de motos é fácil de explicar: a Lamborghini nasceu em 1963, e a Ducati multiplicou o 63 por dez e obteve então as 630 motos que terá de fabricar.

Cada moto será numerada. A numeração pode ser encontrada numa placa metálica que estará fixa ao quadro em tubos de aço, que mantém a sua estrutura em treliça, algo tão associado às Ducati mas que atualmente começa a ser abandonado em favor de outro tipo de soluções.

A Ducati Diavel 1260 Lamborghini inspira-se naquele que é o automóvel mais potente de sempre da Lamborghini. O Sián FKP 37, do qual apenas existirão 63 unidades, para além de toda uma imagem que deriva das linhas icónicas do Countach, utiliza uma mistura de motor a combustão com motor elétrico para atingir uma potência combinada de nada menos do que 819 cv!



No caso da Diavel 1260 Lamborghini a potência não se aproxima desses valores, embora os valores debitados pelo motor bicilíndrico Testastretta DVT, agora Euro5, com 1262 cc, não sejam de menosprezar. Esta “power cruiser” italiana disponibiliza uns saudáveis 162 cv e um binário de 129 Nm, suficientes para empurrar com força os 220 kg a seco da Diavel 1260 Lamborghini.

O Centro Stile Ducati e o Centro Stile Lamborghini uniram-se depois para criar uma Diavel que apresenta um “look” mais exótico e ainda mais especial.

Para atingirem este objetivo criaram jantes forjadas, extremamente leves, e com um novo design, mas também as entradas de ar e coberturas do radiador, fabricadas em fibra de carbono e que se unem aos elementos flutuantes da estrutura principal.


O esquema cromático da Diavel 1260 Lamborghini foi conseguido utilizando a mesma pintura exata do Sián FKP 37, com as superestruturas caracterizadas pela cor “Gea Green”, enquanto que o quadro, o extremo traseiro do assento e as jantes forjadas usam a cor "Electrum Gold”. Também existe um toque de “Ducati Red”, recordado na cor das pinças de travão radiais Brembo M50.

Outros importantes elementos identificativos do design Lamborghini são o hexágono e o motivo em “Y”. Esta versão especial da Diavel presta homenagem ao primeiro na forma do escape e ao segundo graças aos detalhes estéticos criados no assento.

Os pormenores da moto que o Centro Stile Ducati redesenhou para este projeto específico são todos feitos em fibra de carbono. Para além das já mencionadas tampas do radiador e entradas de ar, a cobertura do silenciador, spoiler, cobertura central do depósito, guarda-lamas dianteiro e traseiro, cobertura do painel e estrutura da ótica são também feitas em carbono.



A ligação das duas marcas italianas continua com a utilização de um ecrã de boas-vindas exclusivo, onde o proprietário encontra no painel de instrumentos TFT os logótipos da Ducati e da Lamborghini assim que liga a ignição.

A eletrónica sofisticada é também um ponto importante nesta “power cruiser” de Borgo Panigale.

A unidade de medição inercial de 6 eixos da Bosch (6D IMU) é capaz de detetar instantaneamente a velocidade e a aceleração da moto, e permite a operação de muitos dos sistemas de controlo equipados na Diavel 1260 Lamborghini. O pacote de eletrónica inclui o Bosch Cornering ABS EVO, Ducati Traction Control EVO (DTC), Ducati Wheelie Control EVO (DWC), Ducati Power Launch EVO (DPL) e Cruise Control.

Por último, e porque o proprietário da Diavel 1260 Lamborghini merece usar equipamento de proteção a condizer, a Ducati irá oferecer aos compradores desta versão especial da Diavel 1260 a possibilidade de adquirir um capacete exclusivo, com uma pintura que replica aquela que é usada na moto.

andardemoto.pt @ 26-11-2020 19:37:03

Galeria de fotos


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews