Max Biaggi atinge novo recorde com moto elétrica: 455,737 km/h!

O antigo piloto italiano voltou a sentar-se aos comandos da Voxan Wattman e bateu aquele que já era o seu recorde de velocidade máxima numa moto elétrica. Max Biaggi atingiu os 455,737 km/h no Centro Espacial Kennedy e bateu diversos recordes de motos elétricas.

andardemoto.pt @ 2-12-2021 11:56:19

A incessante procura por recordes, e em particular pelos recordes de velocidade, é algo que existe desde que foi inventado o primeiro veículo. O Homem sente uma necessidade primordial de ultrapassar os limites, e com a proliferação das motos elétricas, os recordes específicos destes veículos zero emissões estão a tornar-se no centro das atenções dos fãs.

Depois de há um ano ter estreado a Voxan Wattman nas tentativas de velocidade, Max Biaggi voltou a sentar-se aos comandos da moto elétrica e desta vez teve à sua disposição a pista de aterragem do vaivém espacial da NASA para levar a Wattman aos seus limites.

O piloto italiano, campeão mundial de Superbike e campeão mundial de 250 cc, tem estado bastante envolvido no projeto Voxan Wattman, e desde início que ajudou a equipa monegasca a desenvolver esta moto elétrica criada especificamente para mostrar as capacidades das motos elétricas e da tecnologia da Voxan, propriedade do grupo Venturi.


Entre os dias 18 e 23 de novembro, Biaggi e a Voxan Wattman estiveram então no Centro Espacial Kennedy na Flórida, e nesse espaço de tempo conseguiram registar nada menos do que 21 novos recordes FIM para motos elétricas!

O mais cobiçado de todos os recordes, o de velocidade máxima, foi atingido no dia 22 de novembro. Biaggi logrou atingir os 455,737 km/h na categoria “moto elétrica abaixo de 300 kg e parcialmente carenada”. De acordo com os regulamentos da Federação Internacional de Motociclismo, a medição da velocidade foi realizada a partir de um arranque em movimento e ao longo de 1 km, em direções opostas, e com um tempo máximo de duas horas para cumprir os dois trajetos. O resultado final e novo recorde mundial é a velocidade média destes dois trajetos.

Mais impressionante ainda foi o facto do GPS instalado na Voxan Wattman ter registado uma velocidade máxima instantânea de uns impressionantes 470,257 km/h! Isto significa que em breve a barreira dos 500 km/h para motos elétricas pode ser batida e novos recordes serão anunciados.



Um dia antes do recorde principal que já referimos, Max Biaggi pilotou uma variante sem carenagem da Voxan Wattman. Registou uma velocidade de 369,626 km/h, o que também se torna no novo recorde para “moto elétrica abaixo de 300 kg e sem carenagens”.


Aqui ficam os recordes que Max Biaggi bateu aos comandos da Voxan Wattman no Centro Espacial Kennedy

Motos elétricas com menos de 300 kg

- 1 milha, arranque em movimento, com carenagens: 454 km/h
- 1 milha, arranque em movimento, sem carenagens: 368 km/h
- ¼ de milha, arranque em movimento, com carenagens: 293 km/h
- ¼ de milha, arranque em movimento, sem carenagens: 285 km/h
- 1 milha, arranque parado, com carenagens: 273 kkm/h
- 1 milha, arranque parado, sem carenagens: 260 km/h
- 1 km, arranque parado, com carenagens: 223 km/h
- 1 km, arranque parado, sem carenagens: 219 km/h
- ¼ de milha, arranque parado, sem carenagens: 156 km/h
- ¼ de milha, arranque parado, com carenagens: 149 km/h

Motos elétricas com mais de 300 kg

- 1 km, arranque em movimento, com carenagens: 408 km/h
- 1 milha, arranque em movimento, com carenagens: 404 km/h
- 1 milha, arranque em movimento, sem carenagens: 367 km/h
- 1 km, arranque em movimento, sem carenagens: 364 km/h
- 1 milha, arranque parado, com carenagens: 255 km/h
- 1 km, arranque parado, com carenagens: 216 km/h
- 1 milha, arranque parado, sem carenagens: 216 km/h
- ¼ de milha, arranque parado, sem carenagens: 153 km/h
- ¼ de milha, arranque parado, com carenagens: 142 km/h


Vídeo novo recorde de velocidade em moto elétrica de Max Biaggi e Voxan Wattman


Em reação ao sucesso desta missão eletrizante, Gildo Pastor, presidente do grupo Venturi que detém a Voxan, afirma que “Em menos de um ano, conseguimos reduzir o peso da moto e aumentar a potência, e ao mesmo tempo melhorar a estabilidade. Depois dos recordes em novembro de 2020 na categoria ‘mais de 300 kg’, estes 21 novos recordes representam mais um prémio para o grupo Venturi, para o Max Biaggi, e para os nossos valiosos parceiros da Saft, Michelin e Mercedes. Estou satisfeito por pensar que a experiência ganha aqui vai contribuir para a ecomobilidade. Partilho estes recordes com o Mónaco, que faz muito para promover um desenvolvimento sustentado”.


Galeria de fotos recorde de motos elétricas 2021

andardemoto.pt @ 2-12-2021 11:56:19


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews