Diablo X - Eficiência aerodinâmica ao extremo

A especialista espanhola em equipamentos para motos, Puig, demonstrou na EICMA 2023 um conceito focado em aproveitar todas as regalias da aerodinâmica, a Diablo X.

andardemoto.pt @ 2-4-2024 13:42:48

Já apresentado em 2022, também na EICMA, o protótipo Diablo X voltou a estar presente na feira internacional de motociclismo em 2023 com soluções aerodinâmicas que nos podem dar uma amostra do futuro quanto ao equipamento aerodinâmico funcional para as nossas motos.

Adornada com equipamentos Puig, a Diablo X baseia-se numa Yamaha MT-09 munida de adornos aerodinâmicos todos eles com um propósito final: tornar a aerodinâmica da naked da Yamaha mais eficiente.

Carles Puig e a sua equipa de Design definem a fluidez aerodinâmica da Diablo X como: “criatividade que não é comprometida pelas necessidades de produção em massa das fábricas".


No entanto, a MT-09 exposta na EICMA 2023 encontra-se diferente de como a conhecemos e possui umas asas frontais, um “cockpit” aerodinâmico, assento ajustável em altura que passou a monolugar, deixando espaço para mais soluções aerodinâmicas criativas no lugar do assento do passageiro, carenagens laterais novas com “asas”, jantes com um design de menos arrasto aerodinâmico e uma carenagem frontal minimalista onde assenta o defletor frontal ajustável.

A função das asas frontais, sob o farol LED, é de aumentar a força descendente do eixo dianteiro e aperfeiçoar o coeficiente aerodinâmico de penetração no ar, sendo este apetrecho o primeiro a ter impacto na aerodinâmica da Diablo X. A força descendente criada por estas asas na secção frontal providência um melhor contato da roda dianteira com o solo e maior estabilidade nas travagens e nas velocidades mais elevadas.

Uma novidade concebida especialmente para o design da Diablo X foram os protetores de manetes com espelhos integrados que apresentam uma forma fluida com linhas suaves para a diminuição do arrasto aerodinâmico. Fabricados em alumínio, os protetores podem ser colocados em duas posições, uma mais baixa que serve de protetor da manete e que tira partido da sua forma afiada, ou numa posição superior usufruindo assim dos espelhos retrovisores.


A fim de completar a otimização aerodinâmica, a Diablo X monta uma carenagem inferior frontal que favorece uma maior circulação de ar pelo motor e, consequentemente, melhora o seu arrefecimento. As asas nesta carenagem dedicam-se mais uma vez à força descendente.

A Diablo X equipa um aileron na parte inferior do braço oscilante, tal como nas motos de GP, contudo neste protótipo o objetivo não é arrefecer o pneu traseiro, mas sim dar-lhe mais tração ao criar mais “downforce” através da sua aerodinâmica fornecida pela rotação da roda traseira que passa muito próxima deste aileron. 

Onde naturalmente estaria o assento do passageiro, as “barbatanas” que o substituem têm o intuito de reduzir a resistência aerodinâmica e aumentar a estabilidade de MT-09.


Por fim, as novas carenagens laterais adquiriram um novo estilo baseado na gestão do fluxo de ar. Uma diferença importante em relação às carenagens laterais anteriores é que estas demonstram um perfil mais suave com um design mais limpo que segue ao longo da silhueta da moto até às formas da carenagem da secção traseira. 

Todos os recursos desenvolvidos pela equipa de Design da Puig foram pensados em oferecer não só uma aparência sublime, mas também totalmente funcional, como a própria refere: “Sem propósito, não há design”. Além disso, a adaptabilidade, aerodinâmica, ergonomia, tecnologia e o design minimalista foram igualmente tidos em conta.

A Diablo X é então descrita como um “conceito de moto naked que flui para o futuro com componentes eletrónicos inteligentes, multifuncionais e ajustáveis.“ A missão da Puig é trazer novas possibilidades e capacidades às motos dos dias de hoje, com melhorias significativas na condução, performance e ergonomia das mesmas.


andardemoto.pt @ 2-4-2024 13:42:48


Clique aqui para ver mais sobre: MotoNews