MotoGP Aragão - 16.º para Miguel Oliveira com Alex Rins a vencer

Piloto português não foi além da 16.ª posição numa corrida em que sentiu muitas dificuldades. Miguel Oliveira não somou pontos em Aragão, numa corrida que teve Alex Rins e a Suzuki como grandes vencedores. 

andardemoto.pt @ 18-10-2020 20:30:02

Emocionante até final e novo líder da classificação de MotoGP! O Grande Prémio de Aragão teve todos os condimentos de uma grande corrida, e os resultados deixam a luta pelo título de MotoGP ainda mais ao rubro.

Alex Rins e a Ecstar Suzuki tiveram muitos motivos para sorrir depois da bandeira de xadrez em Motorland Aragon. O piloto espanhol venceu e a casa de Hamamatsu tem agora Joan Mir na liderança o campeonato. 

Quanto a Miguel Oliveira (Red Bull KTM Tech3), esta corrida de Aragão tornou-se numa missão ainda mais complicada devido à má qualificação. 


O piloto português até nem arrancou mal a partir da 18.ª posição, mas escolheu uma posição exterior no ataque à primeira curva. 

Rapidamente ficou sem espaço para progredir, e com todo o pelotão de MotoGP a conseguir passar, Miguel Oliveira acabou por descer novamente para 18.º. 


Com a sua KTM RC16 a revelar muitas dificuldades ao longo de todo o fim de semana, nesta corrida essas dificuldades ficaram ainda mais evidentes. 


Envolvido numa luta pela entrada nos pontos e depois pela 11.ª posição, Miguel Oliveira nunca revelou andamento para concretizar uma daquelas recuperações que já nos habituou. 


No final o português não foi além do 16.º lugar na corrida, bastante longe dos objetivos que o próprio tinha colocado como realistas. 

Não somou pontos, e por isso Miguel Oliveira continua na 9.ª posição da classificação de MotoGP. 

Quanto à vitória, Alex Rins tornou-se o oitavo piloto diferente a vencer nesta compacta temporada de MotoGP. 


O piloto da Ecstar Suzuki esteve num ritmo acima dos rivais, e apenas Alex Marquez (Repsol Honda) mostrou capacidade para conseguir roubar a vitória a Rins. 


Os dois espanhóis conseguiram destacar-se de Joan Mir (Ecstar Suzuki), que se contentou com a terceira posição final, e estiveram entretidos até à última curva numa luta emocionante e bastante tática. 


Infelizmente para as ambições de Alex Marquez, que depois do brilharete em França à chuva voltou a estar muito bem no piso seco mas frio de Aragão, um pequeno erro na penúltima volta deixou-o longe de Rins e impediu que conseguisse o ataque final à vitória. 


Alex Rins, que não cometeu muitos erros ao longo da corrida, não deixou escapar a oportunidade de voltar a vencer numa luta com um dos irmãos Marquez.

Deu a vitória à Suzuki, com a equipa liderada por Davide Brivio a sorrir duplamente pois Joan Mir, fruto do terceiro lugar e do 18.º de Fábio Quartararo, torna-se no novo líder da classificação de MotoGP, em que os quatro primeiros estão bastante próximos. 


Joan Mir é líder com 121 pontos, Quartararo desce a segundo com 115 pontos, Maverick Viñales tem 109 e Andrea Dovizioso está agora em quarto com 106 pontos. 


A próxima corrida é também em Motorland Aragon, já no próximo fim de semana. 

andardemoto.pt @ 18-10-2020 20:30:02


Clique aqui para ver mais sobre: MotoGP