MotoGP Teruel – Miguel sai de 8º com Nakagami a estrear-se na “pole position”

Piloto português fez a sua melhor volta do fim de semana no último momento da Qualificação 2 e assim vai arrancar para o Grande Prémio de Teruel da 8ª posição. A “pole position” ficou para Takaaki Nakagami que assim volta a colocar o Japão no primeiro lugar da grelha de partida e surpreende os principais candidatos à vitória, ao mesmo tempo que festeja da melhor forma a renovação de contrato com a Honda por mais dois anos.

andardemoto.pt @ 24-10-2020 16:00:13

Depois de uma primeira visita ao Motorland Aragón que não correu da melhor forma, Miguel Oliveira partiu para o Grande Prémio de Teruel, este fim de semana, com a ambição de melhorar significativamente a sua classificação. E tudo começou a correr melhor desde os treinos livres de sexta feira.

O português da Red Bull KTM Tech3 ficou a poucas milésimas de entrar nos dez mais rápidos após os dois primeiros treinos livres, e na terceira e decisiva sessão de treinos livres, já na manhã deste sábado, Miguel Oliveira fez ainda melhor e terminou com o 8º melhor registo do fim de semana em Aragão.

Com isso passou diretamente à Qualificação 2, onde, por exemplo, um dos candidatos ao título, Andrea Dovizioso (Ducati Factory) voltou a não marcar presença tal como há oito dias. Aliás, o fabricante de Borgo Panigale viu a grande parte das suas motos ficar fora da Q2, e apenas Johann Zarco (Esponsorama Avintia Ducati) conseguiu estar nessa sessão.


Quanto a Miguel Oliveira, a primeira entrada em pista na Q2 voltou a ser bastante boa. Chegou inclusivamente a liderar a tabela de tempos, ainda que por breves instantes, e depois permaneceu a meio da tabela até entrar na box para trocar de pneus e arrancar para a segunda tentativa de obter a sua primeira “pole position”.

Infelizmente para as aspirações do piloto português, os tempos mais competitivos obtidos por muitos dos seus rivais deixaram a luta pelas primeiras posições fora do seu alcance, embora tenha demonstrado um ritmo mais rápido do que na primeira visita ao Motorland Aragón, o que deixa antever que os problemas sofridos na corrida de domingo passado estarão totalmente ultrapassados.

Miguel Oliveira conseguiu cruzar a linha de meta já com a bandeira de xadrez a ser mostrada, indicando o final da Q2, e fazendo então o seu melhor tempo de todo o fim de semana. Um registo que lhe permitiria arrancar da terceira fila da grelha de partida na 8ª posição.

No entanto o seu tempo, tal como aconteceu com Alex Marquez (Repsol Honda), acabou por ser cancelado, num primeiro momento, pois de acordo com a Direção de Corrida foi obtido numa situação de bandeiras amarelas devido à queda de Johann Zarco mesmo no final da sessão. Miguel Oliveira chegou a ser dado como sendo apenas o 10º mais rápido na quaificação.



Uma situação que acabou por ser retificada depois do fim da sessão e com os pilotos a reverterem às suas posições originais determinadas pelos resultados da Q2.

Assim, Miguel Oliveira irá arrancar de 8º lugar, a meio da terceira fila da grelha de partida, uma melhoria de 10 posições em relação ao Grande Prémio de Aragão, e que assim o deixará muito mais próximo dos lugares da frente quando começa a corrida de MotoGP às 12 horas deste domingo.

“Contente com a qualificação, sem dúvida que senti-me mais competitivo do que no fim de semana anterior e conseguimos tirar o máximo partido da vantagem de irmos à Q2, e sinto-me bem, competitivo mesmo para o ritmo de corrida, e acho que isso dá-nos muita motivação para amanhã podermos fazer um bom resultado na corrida”, afirmou Miguel Oliveira já depois de saber que a sua posição para a corrida de MotoGP se mantém no 8º lugar.


Quanto à “pole position”, essa ficou na posse do surpreendente Takaaki Nakagami. O japonês da Idemitsu LCR Honda mostrou-se num ritmo impressionante nesta Qualificação 2 para o GP de Teruel. Nakagami bateu Franco Morbidelli (Petronas Yamaha SRT), que foi segundo, por apenas 0.063s, enquanto a primeira fila da grelha de partida tem ainda a presença de Alex Rins (Ecstar Suzuki), vencedor da corrida realizada há uma semana.

Para Nakagami este é também um momento de enorme orgulho. O piloto da equipa satélite da Honda volta a colocar o Japão no primeiro lugar da grelha de partida para uma corrida de MotoGP quando passam agora 16 anos desde que Makoto Tamada, então aos comandos de uma Honda da equipa Camel, fez a “pole position” para o Grande Prémio da Comunidade Valenciana que fechou a temporada de 2004 de MotoGP.

Takaaki Nakagami é também o sexto piloto diferente a conseguir uma “pole position” nesta temporada tão atípica como tem sido a de 2020, e se conseguir arrancar bem, o japonês já demonstrou ter ritmo para lutar pela vitória e dar à Honda novamente motivos para sorrir.



Quanto aos candidatos ao título e que estão nas quatro primeiras posições do campeonato, Maverick Viñales (Monster Energy Yamaha) foi quem obteve a melhor qualificação.

O espanhol foi o quarto mais rápido da Q2, enqunto Fabio Quartararo (Petronas Yamaha SRT) parte de 6º, sendo que Joan Mir (Ecstar Suzuki) apenas obteve o 12º tempo, a pouco mais de sete décimas de Nakagami. Conforme já referimos, Andrea Dovizioso nem sequer passou à Q2, e arrancando de 17º para a corrida de amanhã será difícil para o piloto italiano, que continua sem futuro definido, não perder pontos para os pilotos que estão à sua frente na classificação de MotoGP.

Clique aqui para ficar a saber os horários completos e atualizados do Mundial de Velocidade para amanhã. E não se esqueça que durante a madrugada de domingo a hora irá mudar para horário de Inverno: quando forem 02h da manhã deverá atrasar o seu relógio uma hora!


andardemoto.pt @ 24-10-2020 16:00:13


Clique aqui para ver mais sobre: MotoGP