MotoGP 2021 Emilia Romagna – “Pole” para Bagnaia e excelente 5º lugar para Miguel Oliveira

Francesco Bagnaia aproveitou a melhoria nas condições climatéricas e obtém mais uma “pole position”. O italiano passou a Q1 e viu Fabio Quartararo ficar apenas com o 13º tempo. O português Miguel Oliveira arranca para o Grande Prémio da Emilia Romagna do 5º lugar.

andardemoto.pt @ 23-10-2021 14:02:20

Terminou da melhor forma para as cores da Ducati a qualificação de MotoGP a contar para o Grande Prémio da Emilia Romagna. Com o piso do Misano World Circuit a apresentar-se bastante melhor em termos de aderência, pois a ausência de chuva nas últimas horas permitiu que o asfalto secasse, os tempos por volta baixaram e assistimos a duas qualificações emocionantes.

Com Fabio Quartararo (Monster Energy Yamaha) a revelar, como já vimos noutras ocasiões, muitas dificuldades em piso molhado, Francesco Bagnaia (Ducati Lenovo Team) teria aqui uma oportunidade de se superiorizar ao rival na luta pelo título de MotoGP.

Porém, e como referimos, o asfalto de Misano secou, e na Qualificação 1, onde os dois primeiros classificados de MotoGP marcaram presença, no caso de Quartararo a primeira vez que isso aconteceu em 2021, assistimos a uma tentativa quase “desesperada” de ambos para garantir um lugar na Qualificação 2.



Se Bagnaia conseguiu fazer isso ao ser o mais rápido na Q1, levando atrás de si Iker Lecuona (Tech3 KTM Factory), já Quartararo, apesar do piso mais ao seu gosto, foi tendo sempre de “correr atrás do resultado”, respondendo, como podia, à maior rapidez de Bagnaia nesta primeira qualificação. Eventualmente o piloto da equipa de fábrica da Yamaha, e que necessita de sair de Misano com mais 51 pontos do que Bagnaia, não conseguiu ser um dos dois melhores na Q1 e acabou essa sessão com o 3º tempo, o que lhe dá o 13º lugar na grelha de partida para a corrida de amanhã.

Um péssimo resultado para Quartararo que assim terá muito trabalho se quiser ganhar os pontos necessários para sagrar-se já amanhã campeão de MotoGP.

Depois, na Qualificação 2, e com muitas quedas a marcarem a sessão decisiva, Bagnaia continuou a demonstração de rapidez neste traçado e alcançou mais uma “pole position” em 2021, a quarta consecutiva, pelo que estará em boa posição para ganhar pontos a Fabio Quartararo e adiar a decisão do título por mais algum tempo.



E para Bagnaia esta qualificação correu de feição, pois terá ao seu lado na primeira fila da grelha de partida outras duas Ducati. Jack Miller (Ducati Lenovo Team) foi o segundo, e poderá assim ajudar Bagnaia a defender a sua posição de liderança durante a corrida de MotoGP, enquanto o terceiro lugar acabou nas mãos do surpreendente Luca Marini (SKY VR46 Avintia), com o “rookie” italiano a estrear-se assim na primeira fila da grelha de partida da categoria rainha.

Quanto ao português Miguel Oliveira (Red Bull KTM Factory), este regresso a Misano está a ser o seu melhor fim de semana em termos de resultados desde a paragem de verão.

Novamente com Guy Coulon ao seu lado a tomar as decisões técnicas para encontrar a melhor afinação para a sua KTM RC16, Miguel Oliveira tem sido de forma consistente um dos pilotos mais rápidos em pista, quer nas difíceis condições de piso molhado, quer agora com o piso seco.


Com entrada direta na Q2 fruto do excelente trabalho realizado até à FP3, o piloto português teve então a oportunidade de se concentrar totalmente no trabalho a realizar na derradeira e decisiva Qualificação 2 de MotoGP. Miguel Oliveira, que, ao contrário de muitos outros pilotos, se conseguiu manter a salvo de quedas e outro tipo de problemas, rodou em 1m33.439s, sendo o seu melhor registo menos de quatro décimas mais lento do que o tempo da “pole” de Bagnaia.

O 5º tempo e respetivo quinto lugar na grelha de partida deixam Miguel Oliveira com excelentes possibilidades de obter um resultado dentro do “top 5” no Grande Prémio da Emilia Romagna.

Clique aqui para ficar a par dos horários completos do Grande Prémio da Emilia Romagna

andardemoto.pt @ 23-10-2021 14:02:20


Clique aqui para ver mais sobre: MotoGP