Rogério Carmo

Rogério Carmo

Publisher Andardemoto.pt

OPINIÃO

Porque não? O Mal necessário!

As inspeções estão na ordem do dia. O governo quer, os motociclistas não, os centros de inspeção não sabem se afinal vão querer ou não, mas o que é certo é que, além das fracas condições de segurança proporcionadas pelas rodovias portuguesas, tanto em termos de piso como de sinalização, além do deficiente sistema de ensino de condução, da falta de patrulhamento didático e da fraca responsabilidade cívica dos portugueses, as inspeções às motos continuam a ser o único tema de que se fala.

andardemoto.pt @ 30-10-2021 18:18:46 - Rogério Carmo

E entre ter as autoridades a multar os motociclistas de forma aleatória e indiscriminada, muitas vezes erradamente, pela instalação de acessórios cuja homologação suscita dúvidas devido ao vazio legislativo, e haver inspeções e uma situação clarificada entre o que se pode ou não modificar ou substituir nas motos de série, é uma daquelas situações de venha o diabo escolher.

Em Dezembro de 2013, a UE tinha chegado a um acordo sobre o pacote legislativo de medidas sobre circulação rodoviária, entre as quais a entrada em vigor das Inspecções Técnicas Obrigatórias para Motociclos. Após estudos realizados terem revelado que a percentagem de acidentes de motociclos causada por falhas técnicas ou manutenção desleixada é irrelevante na estatística da sinistralidade, o comunicado então emitido explicava que as motos seriam objecto de Inspecções a partir de 2022, mas que estas até podiam nunca chegar a ser postas em prática, desde que os Estados Membros tivessem até lá colocado em prática medidas de segurança rodoviária alternativas e eficazes, tendo em conta as estatísticas de segurança rodoviária dos cinco anos anteriores.

Entretanto, recentemente e quase de surpresa, o Secretário de Estado das Infraestruturas anunciou que a partir de 1 de janeiro de 2022 todos os motociclos acima de 125 cc terão de realizar a Inspeção Periódica Obrigatória.

Pergunto-me que medidas de segurança é que foram entretanto postas em prática? E isso aconteceu por incompetência ou será mais um caso de favorecimento dissimulado a algum lobby? Porque não acho que toda esta iniciativa venha exclusivamente do governo, fico à espera de ver até onde irá o executivo para levar avante aquilo que, na prática, não irá passar de mais um imposto dissimulado que nem sequer irá reverter a favor da melhoria das infraestruturas rodoviárias!

andardemoto.pt @ 30-10-2021 18:18:46 - Rogério Carmo


Clique aqui para ver mais sobre: Opiniões