Teste Aprilia Tuono 660 - O poder do trovão de Noale

A Aprilia volta a aventurar-se nas naked de média cilindrada. O regresso a este segmento faz-se com a nova Tuono 660, uma naked com genes de desportiva mas que ao mesmo tempo é confortável.

andardemoto.pt @ 10-5-2021 18:50:49 - Texto: Bruno Gomes | Fotos: Luis Duarte

Faça uma consulta e veja caracteristicas detalhadas:

Aprilia Tuono 660 | Moto | Motos

Sendo eu um fã dos modelos desportivos, a nova Aprilia RS 660 é uma das motos que claramente não me importava de ter na minha garagem. Tudo nesta moto faz sentido, e nem mesmo o preço será capaz de me fazer pensar o contrário.

Quando tive a oportunidade de a testar em Itália, durante a apresentação mundial que decorreu no final de 2020, fui informado de que no início de 2021 teria a oportunidade de testar a variante naked Tuono 660.

Desde esse momento que a minha mente desejava poder absorver tudo aquilo que senti na RS, mas desta feita usufruindo de uma posição de condução ainda mais confortável. A oportunidade para testar a Tuono 660 – n.d.r.: Tuono quer dizer trovão em italiano – finalmente chegou quando o importador da Aprilia, a Officina Moto, ligou-me a dizer que a primeira unidade deste modelo estava agora disponível para testar em solo nacional.


Se o caro leitor teve a oportunidade de ler o meu teste à RS 660 – se não teve pode clicar aqui para o ler – já estará bem informado das características técnicas da nova Tuono 660. Sim, eu sei que são dois modelos diferentes. Mas no entanto a plataforma em que se baseiam é a mesma, embora com ligeiras diferenças.

Por isso, e em vez de me focar naquilo em que são tão iguais, prefiro focar a minha (e a sua) atenção nas diferenças que tornam a nova Tuono 660 num dos modelos mais interessantes de toda a gama Aprilia, na moto que se adapta a todos os tipos de condutor, provocando os mais experientes a chegarem ao seu limite, e que ao mesmo tempo vai crescer juntamente com os motociclistas menos experientes e que estão agora a passar pelas cilindradas intermédias a caminho de algo mais potente.

Apesar do motor bicilídrico paralelo ser exatamente o mesmo daquele que equipa a RS, no caso da Tuono 660 a Aprilia optou por trabalhar um pouco mais a nível da injeção. No caso da naked isso resulta numa potência ligeiramente inferior: 95 cv contra os 100 cv da RS. Mas os 67 Nm de binário permanecem inalterados! E isso, aliado a uma transmissão mais curta, permite que a Aprilia Tuono 660 ofereça uma aceleração mais contundente e seja mais divertida nas estradas de serra retorcidas.


O som que emana das ponteiras escondidas debaixo do motor é absolutamente divinal! A fazer lembrar um V-twin devido à cambota com ordem de ignição de 270 graus, o som da Tuono 660 condiz na perfeição com o seu nome: um trovão!

O motor empurra o conjunto de 183 kg com extrema facilidade para lá das velocidades impostas pelo Código da Estrada. Em qualquer um dos modos de condução – e temos três modos de estrada e dois de pista à escolha – o motor sobe de rotações de forma vertiginosa. Talvez abaixo das 4.000 rpm tenha uma resposta menos acutilante do que algumas naked de média cilindrada menos potentes.

Mas assim que chegamos às 4.000 rpm o som do motor torna-se ainda mais vincado e os 67 Nm passam para o asfalto de forma impecável, cortesia do braço oscilante assimétrico, e que pela primeira vez na história da Aprilia está fixo diretamente ao motor, que maximiza a tração conferindo à Tuono 660 uma capacidade de aceleração à saída das curvas que deixará qualquer motociclista de sorriso nos lábios.


Alguns motores bicilíndricos de média cilindrada tornam-se um pouco ásperos de explorar quando levados até regimes mais elevados. Mas isso não acontece com o dois cilindros da Aprilia.

Sente-se confortável, com os pulmões sempre cheios de oxigénio, prontos a expirar tudo e elevar a diversão para um patamar superior.

É um motor polivalente, pois sente-se igualmente confortável em ambientes urbanos e mantendo um consumo de apenas 4,5 litros, como se deixa levar como um pequeno diabinho numa estrada de curvas fazendo frente a motos de maior potência. E isso também se deve, claramente, ao acerto quase perfeito do chassis italiano.



Se há alguma coisa pela qual temos de dar os parabéns aos engenheiros da Aprilia, desde há muitos anos, é à sua capacidade de criarem uma ciclística que, não escondendo os seus genes de competição, se revela sempre muito acertada e equilibrada numa utilização em estrada. E no caso da Tuono 660 isso não é diferente.

O quadro dupla trave em alumínio mostra-se capaz de aguentar os esforços sem se “torcer” todo quando pedimos mais do conjunto. A estabilidade proporcionada pela estrutura que utiliza o motor bicilíndrico como elemento de reforço é equilibrada, sendo de notar que o motor tem apenas dois pontos de fixação às traves em vez de três pontos como na RS, o que contribui para um comportamento mais neutro e confortável.

Mesmo tendo em conta que estamos a falar de uma naked (sim, embora com uma pequena carenagem dianteira, esta ainda é uma naked), a alta velocidade não deixa de impressionar a certeza da direção e facilidade com que a Tuono 660 se deixa levar para as trajetórias mais fechadas.


O comportamento intuitivo da Tuono 660 também se deve às pequenas alterações ao nível da direção em comparação com a RS.

No caso da naked, a Aprilia instala mesas de direção inferior e superior que alteram ligeiramente o ângulo da forquilha Kayaba. E depois temos o guiador ao melhor estilo “streetfighter”, largo e elevado, que proporciona um controlo excecional sobre a roda dianteira.

Para manter a Tuono na trajetória não é necessário adotar uma postura “full racing”, até porque isso é mais complicado do que parece, pois o triângulo composto pelas distâncias entre guiador / assento / poisa-pés foi bastante alterado em comparação com a RS.

Principalmente ao nível dos poisa-pés, mais para a frente e para baixo, o que por um lado garante uma postura mais descontraída das pernas, mas por outro dificulta um pouco deitar o tronco sobre o depósito bem esculpido para nos escondermos atrás do pequeno para-brisas dianteiro a alta velocidade.


O “hardware” das suspensões é virtualmente igual ao da RS. No entanto, a Aprilia Tuono 660 utiliza uma forquilha Kayaba de 41 mm que permite a afinação da pré-carga e extensão apenas na bainha direita. Contudo, e apesar de ser de menor especificação, o conjunto de suspensões da Tuono 660 revela um comportamento muito agradável, mesmo em pisos menos lisos.

As afinações de fábrica, um pouco mais suaves do que o exigido para um ritmo mais desportivo, com a frente a baixar nas travagens mais fortes cortesia da muita potência de travagem proveniente das pinças Brembo e discos de 320 mm, complementam a rigidez do quadro, maximizando a agilidade do conjunto, tornando todas as reações prevísiveis e permitindo assim antecipar e digerir qualquer excesso.

Por diversas vezes, pois o teste a esta italiana foi realizado ainda nos dias frios do início do ano, senti a traseira a escorregar enquanto o pneu Pirelli Rosso Corsa II procurava colar-se ao asfalto frio, e antes do controlo de tração intervir já eu estava a conseguir corrigir o derrapar da traseira pois toda a ciclística transmite muita informação ao condutor.


E aqui temos de analisar o sistema eletrónico que acompanha a Aprilia Tuono 660. Ao contrário da RS 660, a Tuono não vem equipada de fábrica com a mais evoluída plataforma de medição de inércia de seis eixos.

E o que é que isto significa? Significa que a naked não usufrui de uma eletrónica tão precisa como a RS 660. Claro que podemos instalar a IMU como opcional. Tal como o “quickshift” bidirecional. Foi aqui que a Aprilia conseguiu reduzir os custos de fabrico da Tuono e criar o fosso de cerca de 1000€ que a separa da RS 660.

Em condução, o aPRC da Tuono 660 revela algumas limitações em termos de perceção do momento em que deve intervir, e na rapidez e suavidade com que intervém. Nota-se claramente que enquanto a eletrónica da RS intervém ainda antes de podermos atuar sobre o acelerador, no caso da Tuono 660 estamos muito mais dependentes da forma como rodamos o punho direito.



É uma moto mais analógica, se assim posso dizer, e menos digital. Mas será que isso significa que o pacote eletrónico da Tuono é mau?

Nem por isso. Continuamos a ter diversos modos de condução que são rapidamente selecionados através de um botão dedicado no punho direito. No punho esquerdo, e tal como notei no teste à RS 660, o comutador é bastante grande e por vezes ao usar a embraiagem (recordo que a Tuono não tem “quickshift” de série!) liguei os máximos.

Mas é aí que encontramos os quatro botões que permitem ajustar as diferentes opções do aPRC: mapa de potência do motor, efeito travão-motor, controlo de tração, “antiwheelie” e ainda o ABS que não conta com função em curva devido à ausência da IMU. Basta instalar esse opcional e o controlo de tração e ABS passam a ser sensíveis ao ângulo de inclinação, sendo por isso mais eficazes.

De referir ainda que só com a IMU é que é possível ajustar de forma independente os níveis de controlo de tração e o “anti-wheelie”. Será um extra que recomendo vivamente adquirir.

Veredicto Aprilia Tuono 660

A posição de condução ainda mais confortável, aliada a um conjunto que mantém todas as características dinâmicas muito positivas da RS, torna a Tuono 660 numa das melhores motos que a Aprilia atualmente coloca à venda nos concessionários.

O seu design moderno, a qualidade dos acabamentos e de construção, e os pequenos detalhes como as muito reduzidas carenagens duplas fazem deste trovão de Noale uma moto bem apetecível.

Com um pacote eletrónico menos evoluído do que a RS 660, isso traduz-se num preço mais aliciante do que a sua irmã carenada. No entanto, a Tuono 660 ainda se posiciona no topo da tabela de preços das naked de média cilindrada, o que é algo a ter em conta, particularmente num segmento tão procurado e competitivo.

Neste teste utilizámos os seguintes equipamentos de proteção

Capacete – X-lite X803 RS Ultra Carbon
Blusão – REV’IT! Hyperspeed Pro
Calças – REV’IT! Orlando H2O
Luvas – REV’IT! Chevron 3
Botas – REV’IT! Mission

Galeria de fotos Aprilia Tuono 660

Faça uma consulta e veja caracteristicas detalhadas:

Aprilia Tuono 660 | Moto | Motos

andardemoto.pt @ 10-5-2021 18:50:49 - Texto: Bruno Gomes | Fotos: Luis Duarte


Clique aqui para ver mais sobre: Test drives