Equipamentos Lusomotos - Viajar com conforto

Shark, Ixon e Gaerne. Juntámos cinco equipamentos destas marcas representadas em Portugal pela Lusomotos, e que permitem enfrentar as viagens mais longas com total conforto, independentemente das condições climatéricas. Fique a conhecer em detalhe estes equipamentos para viajar em conforto.

andardemoto.pt @ 2-3-2020 13:56:23 - Texto: Bruno Gomes | Fotos: Luis Duarte

Capacete Shark Evo-One 2. PVP – 461,24€

A marca francesa Shark já nos habituou a grandes capacetes, particularmente no segmento dos integrais desportivos. Mas a verdade é que esta marca representada em Portugal pela Lusomotos não se limita apenas a esse tipo de capacetes, e tem na sua gama modelos modulares.

Aqui no Andar de Moto temos a oportunidade de poder utilizar o Evo-One 2, um modular que permite a sua utilização enquanto capacete integral fechado ou como capacete aberto do tipo “jet”.

O Evo-One 2 coloca-se como a opção mais compacta dentro dos capacetes modulares da Shark, e uma evolução da versão original do Evo-One, com modificações particularmente notórias na queixeira e no mecanismo de abertura / fecho. A calota exterior é fabricada em dois tamanhos e em resina termoplástica injetada. Já a calota interior é fabricada em EPS de multiplas densidades, com zonas reforçadas para garantir uma maior resistêcia ao impacto.

O forro interior Bamboo tem uma apelativa cor azul, as almofadas bem posicionadas ficam bem moldadas às formas do rosto, e mesmo para quem utiliza óculos a Shark criou pequenas reentrâncias que permitem usar óculos com o Evo-One 2. O destaque neste forro é que para além de ser removível, pode ser lavado na máquina, desde que a temperaturas de até 30ºC.

Ainda no interior deste Shark modular encontramos na zona da queixeira um pequeno defletor que fixa com elementos magnéticos, um pouco fracos, pois a velocidades mais elevadas o defletor solta-se da posição. Ainda assim, este defletor cumpre com a sua função, impedido o ar de passar para o interior e reduzindo o ruído.

A viseira, de boas dimensões, permite usufruir de um bom campo visual e na caixa encontramos um Pinlock Max Vision. No entanto a Shark não instala este elemento de fábrica, pelo que teremos de ser nós a ter esse trabalho. A viseira interna escura tem uma dimensão perfeita, e o botão deslizante está colocado na parte superior do capacete, o que requer alguma habituação.

Mesmo sem o Pinlock colocado, a viseira consegue aguentar-se sem ficar embaciada mesmo nos dias mais frios e de chuva, até porque a ventilação interna é boa, proveniente das três entradas de ar frontais que permitem que o ar circule nos canais desenhados através de análise CFD. Na traseira, dois extratores conseguem remover eficazmente o ar quente do interior, o que é uma característica bem-vinda nos dias de maior calor.

A queixeira sobe facilmente e roda totalmente para trás. Uma opção técnica pouco habitual, mas que a Shark arriscou e saiu-se bem, pois a queixeira não fica posicionada para cima, fica bem mais perto do capacete, e isso acaba por se refletir em termos aerodinâmicos, com o Evo-One 2 a garantir maior estabilidade independentemente da posição de condução que adotamos na moto.

A Shark realizou algumas melhorias no mecanismo de acionamento da queixeira. O botão para libertar a queixeira está posicionado um pouco mais para dentro do que o habitual, o que dificulta um pouco quando estamos a usar luvas, principalmente luvas de inverno.

No entanto a queixeira roda para trás facilmente. Quando queremos fechar, um movimento suave trás a queixeira de volta para a sua posição fechada, mas por vezes não é fácil acertar com os pontos de encaixe e temos de usar um pouco mais de força para garantir que tudo fica bem encaixado. Aliás, a Shark aconselha mesmo a usar as duas mãos neste movimento, e puxando a quexeira pelas laterais e não apenas pela frente.

O sistema de fecho micrométrico funciona muito bem, e destacamos ainda o facto de que o Evo-One 2 está preparado para receber o sistema de intercomunicador Sharktooth da marca francesa.

Com um peso mediano para um capacete deste segmento, uma calota compacta e desportiva, grafismo atraente, o Shark Evo-One 2 está disponível nos tamanhos do XS ao XL, e conta ainda com detalhes “premium”, como as peças cromadas nas laterais.

Blusão Ixon Sicilia. PVP – 199,99€

A melhor definição para o blusão Sicilia da marca francesa Ixon é que é um blusão para uso todo o ano. O Sicilia faz parte da gama de equipamentos “adventure” da Ixon, e por isso o seu corte é ligeiramente mais largo do que o habitual, o que por sua vez permite usufruir de enorme liberdade de movimentos.

É no entanto possível ajustar o Sicilia a praticamente todas as partes do nosso tronco, nomeadamente através de botões de pressão nos braços (2) e cintas na cintura.

Fabricado em Polyester 600D, o Ixon Sicilia conta com forro térmico removível, enquanto o próprio tecido é impermeável, impedindo facilmente que a água da chuva entre para o interior. Nos momentos de condução à chuva destacamos ainda a “calha” que protege a união do fecho principal por ZIP, que faz com que a água escorra por essa zona em vez de se acumular e eventualmente entrar para o interior através do ZIP.


E por falar em ZIP, o blusão Sicilia conta com diversos ZIPs. Tanto à frente como atrás encontramos dois ZIPs, um do lado direito e outro do lado esquerdo, verticais e de grande comprimento, que quando abertos abrem quase por completo o blusão e garantem assim uma ventilação superior para ajudar a manter o corpo fresco nos dias mais quentes.

O conforto é ainda maior quando temos em conta que a gola e os punhos estão forrados a Neoprene, suave ao toque e resistente.

O corte estilo “adventure” faz com que o Ixon Sicilia seja um pouco mais longo do que o habitual. Ainda assim, e sentados na moto, não sentimos que temos blusão em “excesso”, e a folga extra de tecido permite aceder aos bolsos externos sem qualquer dificuldade, o que por vezes não acontece em blusões de corte mais justo.

E por falar em bolsos, o Sicilia tem diversos bolsos, tanto no exterior como no interior, alguns de dimensão acima da média, enquanto no interior a Ixon coloca um bolso impermeável para guardar a carteira.

Em termos de proteções, a Ixon não descurou a segurança. Assim, o Sicilia conta com proteções rígidas CE nível 2 nos ombros e cotovelos, e no interior das costas encontramos uma bolsa para colocar uma proteção dorsal. Exteriormente este blusão destaca-se pelas inserções refletoras no tecido, estando também preparado para ser usado com um colete airbag.

Por último, resta apenas referir que o blusão Ixon Sicilia está disponível em preto ou em tons cinza, nos tamanhos S ao 4XL.

Calças Ixon Summit 2. PVP – 129,99€

Se o blusão Sicilia é marcadamente vocacionado para uma utilização aventureira, as calças Ixon Summit 2 não têm uma aparência tão marcada e pelo seu design passam facilmente por calças de motociclismo mais urbanas.

De corte regular, embora na cintura e anca sejam um pouco mais justas, as pernas têm o comprimento perfeito para motos com assento mais alto, pois não deixam de cobrir o tornozelo mesmo quando estamos sentados na moto.

Fora da moto as Summit 2 são um pouco mais compridas do que o habitual, pode parecer que são o tamanho errado. Para os motociclistas de pernas mais curtas, a Ixon tem disponível uma variante de pernas de comprimento curto destas calças.

Fabricadas em tecido Noxiguard 600D, as Summit 2 garantem total impermeabilidade devido à membrana fixa mas que ao mesmo tempo permite uma boa ventilação. O forro térmico é removível e bastante quente, perfeito para os dias em que a temperatura ambiente é demasiado baixa.

Em termos de utilização, as calças Summit 2 são fáceis de utilizar. O ajuste na cintura é feito por fitas de velcro, enquanto o ZIP frontal é ajudado por botão de pressão na cintura. Fechar o ZIP pode ser um pouco mais complicado com luvas, mas o ZIP corre bem no fecho e portanto não é díficil fechar as calças.

As proteções rígidas CE nível 1 incluídas de fábrica estão colocadas nos joelhos e nas ancas. São facilmente removidas para podermos lavar as calças caso estejam sujas. Por outro lado podemos usar as calças o dia inteiro sem sentir qualquer incómodo, pois as proteções estão bem posicionadas para não se sentirem, seja em condução, seja a andar a pé.

Apenas contam com um único bolso exterior, que tem dimensões generosas, embora seja um pouco justo, tornando mais incómodo o transporte de objetos de maior volume. Ainda assim fecha por inserções de velcro, o que permite abrir e fechar os bolsos sem qualquer dificuldade, mesmo com as luvas calçadas.

O velcro é também utilizado no ajuste inferior das pernas, nomeadamente através de duas zonas de velcro no tornozelo. E se quisermos podemos conectar as calças Summit 2 a qualquer blusão Ixon através do fecho ZIP que contorna toda a cintura.

As calças Ixon Summit 2 estão disponíveis nos tamanhos do S ao 5XL.


Luvas Ixon Pro Verona. PVP – 64,99€

Ao contrário das restantes opções Ixon que encontra neste conjunto que lhe propomos nestas páginas, as luvas Pro Verona não estão definidas como equipamento de aventura pela Ixon, pois na realidade o seu punho curto torna estas luvas numa opção para uma utilização mais urbana. E de facto são uma excelente opção tendo em conta essa utilização.

O tecido Softshell utilizado no seu fabrico conta com uma membrana impermeável e ao mesmo tempo respirável, para uma ventilação melhorada, ideal para evitar a acumulação de humidade por transpiração no seu interior. Sendo luvas de inverno, as Ixon Pro Verona contam com um forro térmico em tecido micropolar muito suave ao toque.

Ao contrário de outras luvas do mesmo tipo, o forro térmico não complica na altura de as calçar, e nem mesmo quando as tiramos o forro “cola” nas mãos dificultando a sua remoção.

Em termos de segurança e proteção, a Ixon coloca uma proteção rígida na zona dos nós dos dedos. A palma da mão, em pele de cabra, conta com uma zona específica mais reforçada que permite melhor absorção dos impactos e mesmo nos momentos em que a palma da mão deslizar no asfalto, a resistência à abrasão desta zona é bastante superior.

O ajuste da luva é feito no pulso, com reforço em pele, através de velcro. Já os dedos indicadores têm uma pequena zona com tecido compatível com os ecrãs dos mais diferentes dispositivos móveis, e na zona interior do polegar as inserções em material aderente permitem agarrar com mais segurança os punhos sem deslizar.

As luvas Ixon Pro Verona estão disponíveis nos tamanhos do S ao 3XL.

Botas Gaerne G-Stelvio. PVP – 199,90€

Se está à procura de umas botas versáteis para usar o ano inteiro, então as Gaerne G-Stelvio apresentam-se como uma excelente opção. Apesar da marca italiana as apresentar como sendo para uma utilização sport-touring, as G-Stelvio adaptam-se facilmente a uma utilização urbana, particularmente porque o seu cano curto torna-as bastante práticas de usar.

As G-Stelvio são fabricadas numa mistura de pele e microfibra. Esta combinação de materiais selecionada pela Gaerne garante que as G-Stelvio não apenas são resistentes, mas ao mesmo tempo têm uma flexibilidade adicional para total liberdade de movimentos durante a condução. Mas também fora da moto, enquanto andamos a pé, encontramos uma boa dose de conforto.

Entre a camada exterior e o forro interior, a Gaerne colocou uma camada intermédia em Drytech. Esta membrana torna as G-Stlevio totalmente impermeáveis sem impedir a saída da humidade causada pela transpiração. A água da chuva não consegue penetrar, mas a humidade tem total liberdade para escapar do interior.

O sistema de fecho é também uma combinação de dois sistemas. Uma fivela em plástico reforçado permite um ajuste micrométrico no peito do pé, enquanto um painel com velcro garante um maior ajuste em torno da perna e, ao mesmo tempo, permite abrir bastante o cano para facilitar o calcar / descalçar.

Está claro que sendo botas para andar de moto as G-Stelvio têm biqueira, calcanhar e tornozelo reforçados contra impactos, enquanto a sola em borracha foi especialmente desenhada para garantir aderência aos poisa-pés da moto mesmo estando molhados. Não falta ainda o reforço na zona de contacto com o seletor de mudanças, e para uma dose de segurança adicional a Gaerne inseriu uma pequena zona refletora no calcanhar.

As botas Gaerne G-Stelvio estão disponíveis nos tamanhos do 39 ao 48.

andardemoto.pt @ 2-3-2020 13:56:23 - Texto: Bruno Gomes | Fotos: Luis Duarte

Galeria de fotos


Clique aqui para ver mais sobre: Notícias de Equipamentos e Acessórios para Motos