Gas Gas pronta para o Dakar 2018

A bem conhecida marca espanhola, que tinha falhado às duas últimas edições da mais dura prova do mundo, está de regresso e com grandes intenções

andardemoto.pt @ 27-12-2017 19:12:15

Depois de uma fase negra, em que a antiga gerência esteve a braços com um processo de falência, a aquisição do seu capital por parte da Torrot promete ser um forte empurrão para o futuro. Os 14 milhões que vão ser injectados na revitalização da marca pelo antigo construtor espanhol (além dos 8 milhões de euros que serviram para comprar o capital e pagar as dívidas existentes), já permitem que as expectativas estejam elevadas e a equipa almeja um lugar no “Top 10” da classificação geral do Dakar 2018.

Os meios não foram poupados e, por isso, Giovanni Sala foi contratado como Rally Team Manager, as motos vão estar equipadas com motores KTM, e Jonathan Barragán, Johnny Aubert e Cristian España vão ser os pilotos oficiais.


  • Johnny Aubert #40 é um piloto francês que iniciou a sua carreira no motocross, e depois foi duas vezes campeão do mundo de Enduro, uma em Yamaha (em 2008) e outra em KTM (2009). Já participou no Dakar em 2012.
  • Jonathan Barragán #60 é campeão espanhol de Enduro e de Motocross, e estreante nas lides do Dakar.
  • Cristian España #31 será provavelmente o piloto mais experiente, já que esta será a sua 3a participação no Dakar. Em 2017 conseguiu ser o vencedor da classe maratona e 21º da geral.


É um orgulho devolver uma marca histórica como a Gas Gas à elite mundial do motociclismo, através da nossa participaçao no Dakar. Esta é a prova em como conseguimos inverter a situação da empresa, e posicioná-la novamente como uma referência no mundo do motociclismo de fora de estrada.
As nossas expectativas para este primeiro ano de regresso, passam por permitir à equipa ganhar experiência e o nosso principal objectivo é podermos, num futuro próximo, vir a ter expectativas elevadas.
” disse Iván Contreras, conselheiro delegado da Torrot.

andardemoto.pt @ 27-12-2017 19:12:15