Dakar 2018: Etapa 2 - Barreda voa e sobe à liderança

Segundo dia nas dunas de Pisco permitiu a Joan Barreda somar a 20ª vitória em etapas do Rali Dakar.

andardemoto.pt @ 7-1-2018 20:49:50

Não é como começa, mas como acaba. Já todos ouvimos isto, e numa prova como é o caso do Rali Dakar, em que são muitos dias aos comandos das motos a enfrentar o que mais duro a natureza tem, ter calma nos primeiros dias e atacar na segunda semana é o que os pilotos costumam fazer.

Melhor do que ninguém, o espanhol Joan Barreda (Monster Energy Honda Team) sabe que ser rápido no Dakar não significa ser o vencedor final, e depois de ontem ter começado a prova a perder quase um minuto para o vencedor do dia, Sam Sunderland (Red Bull KTM Factory Team), e prometido que só iria atacar a partir do quinto dia, a verdade é que já hoje, na segunda etapa, um “loop” de 267 kms de especial cronometrada, Barreda voltou a mostrar que é dos mais rápidos pilotos de motos que o Rali Dakar conheceu.

Na segunda metade do dia que voltou a ter as dunas de Pisco como cenário, Barreda voou aos comandos da sua Honda CRF450 Rally. O espanhol terminou o dia a ganhar 2m54s a Adrien Van Beveren (Yamalube Yamaha Official Rally Team), enquanto o terceiro lugar na etapa ficou nas mãos do melhor piloto KTM, Matthias Walkner, que perdeu 4m24s para Barreda.

Joan Barreda voa nas dunas de Pisco e assume a liderança

Joan Barreda voa nas dunas de Pisco e assume a liderança


Apesar de continuar a perseguir a glória final no Rali Dakar, Joan Barreda continua a somar vitórias em etapas. Com a de hoje, o piloto da Honda tem já 20 vitórias em etapas do Dakar, um caso raro, pois à sua frente neste pecúlio só encontramos nomes como Despres e Peterhansel (33 vitórias), Arcarons (27), Marc Coma (25) e Auriol (24).

“Bang Bang” Barreda assume agora a liderança à Geral da classificação das motos, mas reconhece que o dia não foi fácil e o que procura é mesmo a vitória final

“Havia muitos pontos difíceis em termos de navegação, mas consegui estabelecer um bom ritmo e ganhei tempo a toda a gente. São já algumas quantas vitórias em etapas! Tenho tentado muito e trabalhado no duro durante vários anos. O próximo passo é vencer o Dakar, mas é extremamente difícil e demora muito tempo”, afirmou o piloto espanhol depois de concluir a segunda etapa do Rali Dakar 2018.

Na classificação Geral temos agora Barreda na frente do Dakar com 2m30s de vantagem sobre Van Beveren, Matthias Walkner sobe a terceiro a 4m50s do líder, Sam Sunderland desceu de primeiro para quarto, já a mais de 5 minutos de Barreda, enquanto o chileno Pablo Quintanilla (Husqvarna) mantém-se dentro do Top 5 a pouco menos de 6 minutos da liderança deste Dakar.

Quanto ao único português ainda em prova na categoria motos, Fausto Mota, em KTM, este segundo dias nas dunas de Pisco significou uma descida na classificação geral fruto de uma etapa em que terminou em 72º. Na Geral, Fausto Mota segue para a terceira etapa em 62º, a 1h16m09s de Joan Barreda.

Amanhã disputa-se a terceira etapa do Rali Dakar 2018. A ligar Pisco a San Juan de Marcona, a caravana das motos irá percorrer 504 kms no total, sendo 296 kms sob a pressão do cronómetro. Com alguns desfiladeiros como principal dificuldade, será a partir da terceira etapa que os favoritos devem começar a mostrar o porquê de serem considerados como favoritos.


Veja o vídeo de resumo da etapa 2 do Dakar 2018

andardemoto.pt @ 7-1-2018 20:49:50


Clique aqui para ver mais sobre: Rali Dakar 2018