Dakar 2022 – Etapa 9 –Wadi Ad-Dawasir - Wadi Ad-Dawasir - Cornejo vence de novo, Rodrigues 11º

Os 287 km de especial ficaram marcados por mais um triunfo da Honda de "Nacho" Cornejo

Ontem, Nacho Cornejo tinha ficado com um sabor agridoce após a oitava etapa, que transformou numa doce vitória hoje.

andardemoto.pt @ 11-1-2022 15:48:33 - Paulo Araújo

Um ligeiro erro no final do especial, tinha deixado o piloto da Honda sem o prémio que procurava: o de minimizar quaisquer marcações para os seus perseguidores seguirem ao abrir a pista ao longo do dia.

Hoje, porém, o jovem chileno voltou ao bivouac de Wadi Ad-Dawasir com um sorriso sob o capacete após uma segunda vitória neste Dakar, elevando a contagem total para cinco, e comentou:

“Penso que fiz uma boa especial. Ontem perdi muito tempo no final, abrindo a pista, e hoje quis recuperar algum desse tempo. Gostaria de ter compensado mais, mas a etapa foi muito rápida e foi difícil fazer uma grande diferença. Estou satisfeito: Fiz o que tinha de fazer, que era puxar. Faltam três dias e vamos continuar com a mesma atitude, tentando obter desempenhos sólidos e melhorar na classificação geral!


Kevin Benavides, da KTM Red Bull, foi segundo a apenas 1’ 26”, enquanto  o americano da Monster Energy Honda Team, Ricky Brabec, também montou uma bela especial, puxando com força e conquistando o terceiro lugar do dia.

Mathis Walkner foi a KTM seguinte em 4º, a 2’ 06” da frente.

Joan Barreda também completou a etapa do dia com um certo grau de normalidade, uns meros 2'10” atrás do seu companheiro de equipa.

Barreda, quinto no palco, ocupa o sexto lugar na classificação geral, menos de 11 minutos atrás do líder da prova.

Finalmente, Pablo Quintanilla fez hoje um trabalho louvável para se preparar bem para a batalha final da vitória deste Dakar de 2022. Ele terminou em oitavo lugar no dia e encontra-se em quarto lugar na classificação geral apenas 4'41” atrás do novo líder da corrida.

Joaquim Rodrigues foi 11º desta vez, a 6’ 43” do vencedor na sua Hero e Rui Gonçalves estava pouco atrás em 15º na Sherco, dois lugares atrás de Sam Sunderland, enquanto António Maio brilhou em 21º e Mário Patrão ficou um pouco mais abaixo em 36º.

 



Foi um bom dia para Alexandre Azinhais, que foi 71º, e para Arcélio Couto que chegou em 89º, enquanto Bianchi Prata e Paulo Oliveira acabaram juntos em 112º e 113º respectivamente.

A especial de amanhã, entre Wadi Ad-Dawasir e Bisha, promete um banho de cores aos concorrentes , que terão de tentar não se perder nos muitos trilhos possíveis de seguir, no que promete ser uma das especiais mais rápidas deste Dakar.


andardemoto.pt @ 11-1-2022 15:48:33 - Paulo Araújo


Clique aqui para ver mais sobre: Rali Dakar 2022