Dakar 2019 2ª Etapa: Portugueses mantêm o ritmo

Na segunda etapa do Rali Dakar 2019, a caravana enfrentou um total de 553 quilómetros entre Pisco e San Juan de Marcona.

andardemoto.pt @ 9-1-2019 18:11:14

Mário Patrão

Mário Patrão

Num percurso marcado pelas dunas, e que contou com um setor seletivo de 342 quilómetros, Paulo Gonçalves voltou a ser o melhor português em prova, averbando o 11.º melhor tempo na chegada a San Juan de Marcona, a uma distância de cerca de 14 minutos para o vencedor da etapa, o austríaco Matthias Walkner da Red Bull KTM Factory Team.

Por sua vez, Mário Patrão entrou para Top 25 e ocupa agora o 23.º lugar, após recuperar 14 posições aos comandos da sua KTM 450 Rally.

“Hoje a especial foi super longa, senti que começo a ganhar o feeling correto na navegação. Como partimos depois dos carros tivemos imensos quilómetros de fesh fesh, o que dificulta sempre a visibilidade. Imensos quilómetros sem um único ponto de referência visível! Naveguei de forma coesa e consegui subir na tabela, como pretendia, amanhã será outro dia de luta”, comentou Mário Patrão.


António Maio

António Maio

Já Joaquim Rodrigues caiu 11 lugares para o 34.º posto, imediatamente seguido por António Maio, que registou o 36.º melhor tempo do dia.

O piloto da Yamaha comentou: “a etapa estava a correr muito bem. Não tive nenhum percalço. Tentei fazer uma boa navegação e acho que correu tudo bem. Aconteceu somente uma situação já no 1º CP, após os primeiros 230km de setor seletivo, em que por lapso premi o botão neutral da mota. Só mais tarde, quando a mota parou e após perder alguns minutos a tentar identificar o problema, e depois de fazer um check up aos botões é que me apercebi do que tinha acontecido. Estou muito feliz pela navegação que consegui fazer, sem quedas. Cheguei até ao final do dia com a mota nas melhores condições para poder atacar mais um dia longo, que terá uma etapa de 800km”.


Fausto Mota

Fausto Mota

David Megre ganhou cinco posições aos comandos da sua KTM e ascendeu ao 39.º posto da classificação geral. Logo atrás ficaram Sebastian Bühler e Fausto Mota, respetivamente na 43.ª e 44.ª posição.

Destaque também para a fantástica recuperação de Hugo Lopes, que subiu 49 lugares e surge agora na primeira metade da tabela na 62.ª posição. Por sua vez, Miguel Caetano caiu 9 lugares para o 98.º posto entre os 133 participantes nesta edição do Rali Dakar.

Esta quarta-feira decorre a terceira etapa entre San Juan de Marcona e Arequipa, uma das maiores desta edição, com 779km, 331km dos quais disputados ao cronómetro.

andardemoto.pt @ 9-1-2019 18:11:14

Galeria de fotos