Mundial de Resistência FIM – O tempo das decisões aproxima-se

Na 42ª edição das míticas 8 Horas de Suzuka o Mundial de Resistência FIM vai encontrar um novo campeão. Três equipas estão na luta pelo ambicionado troféu: SRC Kawasaki, Suzuki Endurante Racing Team ou FCC TSR Honda? Uma delas sai de Suzuka a sorrir. Mas a entrada em ação das equipas especiais de fábrica dos diversos fabricantes pode baralhar estas contas!

andardemoto.pt @ 25-6-2019 09:30:00

A temporada 2018/2019 do Mundial de Resistência FIM já vai longa, mas o grande final está já a pouco mais de um mês de distância. Naquela que é sempre uma corrida muito aguardada pelos fãs desta disciplina, as 8 Horas de Suzuka serão o palco de uma última batalha entre três equipas que podem ainda alcançar o ambicionado títulos.

Os atuais campeões FCC TSR Honda France são quem está em pior posição para o ataque final ao título, mas com 109 pontos a equipa mantém a esperança em defender com sucesso a conquista da temporada anterior. Na liderança da classificação do Mundial de Resistência FIM encontramos a SRC Kawasaki com 132 pontos, mas a Suzuki Endurance Racing Team (SERT) está logo atrás com 127 pontos.

Tendo em conta que nas 8 Horas de Suzuka entregam 45 pontos ao vencedor, significa que o novo campeão está ainda longe de estar decidido.


Mas a edição deste ano das 8 Horas de Suzuka tem muitos outros motivos de interesse!

O principal é a luta pela vitória nesta prova de resistência que é tão importante para os quatro grandes fabricantes japoneses. Todos eles levam para Suzuka equipas especiais, formadas por alguns dos melhores pilotos do mundo, e que recebem apoio direto das respetivas fábricas.

Neste particular, os principais favoritos à vitória são os atuais “campeões” em título. A Yamaha Factory Racing Team encontra-se imbatível em Suzuka desde 2015, e procura este ano manter essa invencibilidade para conquistar um inacreditável registo de 5 vitórias consecutivas nesta prova de resistência. Para isso a casa de Iwata chamou o mesmo trio de pilotos que já competiram nos dois anos anteriores - Katsuyuki Nakasuga, Alex Lowes e Michael van der Mark – para pilotarem a Yamaha YZF-R1 da estrutura Yamaha Tech 21 Shiseido, com a moto a estar pintada com cores a lembrar a primeira moto de fábrica que a Yamaha usou nesta corrida em 1985.

A equipa pode no entanto vir a ser obrigada a alterar a sua composição. O piloto holandês Michael van der Mark sofreu uma queda brutal durante a ronda do Mundial Superbike do passado fim de semana em Misano, e o piloto da Yamaha encontra-se neste momento hospitalizado com diversas lesões e fraturas. A Yamaha ainda não revelou quaisquer informações em relação à possível substituição de Michael van der Mark.


A Kawasaki, que pode vir a festejar o título do Mundial de Resistência FIM pelas mãos da SRC Kawasaki, pretende melhorar o terceiro lugar conquistado na edição 2018 das 8 Horas de Suzuka. Para este ano a equipa Kawasaki Racing Team (anteriormente conhecida como Kawasaki Team Green) chamou os pilotos do Mundial Superbike: Jonathan Rea, Leon Haslam, e ainda o turco Toprak Razgatlioglu.

A Suzuki está também totalmente focada na vitória e em derrotar os rivais Yamaha. EM Hamamatsu prepararam uma GSX-R1000R especial para estas 8 Horas de Suzuka, e que será inscrita pelas mãos da equipa Yoshimura Suzuki. Nesta equipa a aposta vai para a experiência, e o trio de pilotos não podia ser mais experiente: Sylvain Guintoli, Kasuki Watanabe, e ainda o imortal Yukio Kagayama.

E se a Yamaha tem de se precoupar com Kawasaki e Suzuki, então também terá de se precoupar com o forte contingente do maior fabricante mundial de motos.

A Honda Racing Corporation regressou oficialmente às 8 Horas de Suzuka no ano passado, e este ano o departamento de competição da Honda espera conseguir levar a CBR1000RR Fireblade RRW até à vitória.

A equipa principal do HRC é a Red Bull Honda com a moto #33. Nesta moto veremos os pilotos japoneses Takumi Takahashi e Ryuichi Kiyonari, ambos com múltiplas vitórias em Suzuka, aos quais o HRC vai adicionar a rapidez de Stefan Bradl, o piloto de testes da Honda em MotoGP. Mas a Honda vai ter ainda outras equipas que olham para o pódio em Suzuka com verdadeiras ambições: Musashi RT Harc-Pro Honda, a Teluru RT, KYB Moriwaki Racing, Honda Asia Dream e ainda a Honda Dream RT Sakurai.

A estas temos de juntar os campeões do Mundial de Resistência FIM a FCC TSR Honda, ou a Honda Endurance Racing.

A 42ª edição das 8 Horas de Suzuka realizam-se a 28 de julho.

andardemoto.pt @ 25-6-2019 09:30:00