Rennie Scaysbrook e Aprilia são os novos reis de Pikes Peak

A edição 97 da famosa Pikes Peak International Hill Climb ficou marcada pelo desaparecimento de Carlin Dunne, que foi homenageado da melhor forma no final da corrida pelo vencedor e novo recordista Rennie Scaysbrook. O australiano aos comandos de uma Aprilia Tuono V4 Factory finalmente venceu e deixou palavras elogiosas para Carlin Dunne.

andardemoto.pt @ 1-7-2019 13:15:00

Quando se soube o que tinha acontecido a Carlin Dunne, Rennie Scaysbrook, piloto australiano da Aprilia, ficou sem palavras. Afinal de contas tinha acabado de conquistar a vitória na categoria principal Heavyweight na famosa Pikes Peak International Hill Climb, e o seu amigo Dunne tinha sofrido um acidente que se revelou mortal.

Rennie fez questão de homenagear o seu amigo, dizendo que “o evento estava a correr bem até que soube do acidente do Carlin Dunne. O Carlin tinha uma grande influência na minha experiência em Pikes Peak, ajudando-me quando eu era um rookie em 2016, fazendo de mentor, e depois a competir contra mim diretamente em 2018. O Carlin era um ‘gentleman’. Como os dois últimos a entrar em pista eramos nós, ele veio ter comigo e apertou-me a mão, desejando-me boa sorte, e prometendo que nos veríamos de novo no topo. O Mundo perdeu um grande campeão!”.


Ainda abalado pela perda do seu rival e amigo, Rennie Scaysbrook mostrou-se também muito feliz por finalmente ter conseguido vencer em Pikes Peak.

O australiano e 36 anos, radicado na Califórnia, utilizou uma Aprilia Tuono V4 Factory para a edição deste ano. O tempo final de 9m44.963s permitiu-lhe vencer nas Heavyweight e melhorar o seu próprio melhor registo em 14 segundos.

Ao mesmo tempo Rennie Scaysbrook conseguiu também bater o anterior recorde de Pikes Peak, que pertencia a Chris Filmore e foi alcançado em 2017 com uma KTM 1290 Super Duke R. O novo recorde é cinco segundos mais rápido.

Em relação à corrida em si, Rennie Scaysbrook nao esconde que “a moto e eu estivemos em perfeita sintonia. O trabalho que fizemos durante a semana foi calculado e sistemático, o que tornou a moto cada vez melhor, e estou incrivelmente agradecido por ter esta equipa incrível atrás de mim para tornar este sonho realidade”.


Na categoria principal Heavyweight, e logo atrás do vencedor, terminaram  Codie Vahsholtz (Ducati Multistrada 1260 Pikes Peak, 10m03.908) e Akinori Inoue (2018 Kawasaki Z900RS, 10m36.884).

Na categoria Exhibition Powersport a vencedora foi Lucy Glockner aos comandos de uma BMW S1000R (9m58.878).

Em comemoração da participação de Rennie Scaysbrook na Pikes Peak International Hill Climb, a Aprilia Norte América decidiu criar uma edilção especial da Tuono V4 Factory. Esta edição especial terá a denominação de “Summit Attack”, será produzida em número muito limitado – apenas 25 exemplares -, e será uma versão exclusivamente para o mercado Norte Americano.

Em comparação com a Tuono Factory que já conhecemos – leia aqui o teste do Andar de Moto a esta powernaked italiana -, a Tuono Factory Summit Edition terá uma carenagem frontal igual à utilizada na moto de Rennie Scaysbrook durante a sua subida recordista a Pikes Peak. Outras alterações à moto não foram ainda reveladas pela Aprilia Norte América.

andardemoto.pt @ 1-7-2019 13:15:00