Portugal foi 15º no Supermoto das Nações

Circuito francês de Carole recebeu mais uma edição do Supermoto das Nações. A seleção nacional composta por Sérgio Rego, Nuno Pinto e Nuno Rego conquistou o 15º lugar.

andardemoto.pt @ 23-9-2019 14:45:30

A festa de final de temporada do Supermoto aconteceu no circuito francês de Carole, onde 22 equipas a representarem as respetivas nações estiveram em confronto para tentarem conquistar o troféu Francesco Zerbi.

Neste regresso da elite do Supermoto ao asfalto do circuito de Carole, Portugal fez-se mais uma vez representar naquela que é a prova por nações mais recente na lista de competições da FIM - esta foi a 14ª vez que o troféu Francesco Zerbi esteve em discussão - e que pela segunda vez esteve em Carole, volvidos dois anos da estreia.

Sérgio Rego, Nuno Pinto e Nuno Rego foram os pilotos que levaram as cores da Federação de Motociclismo de Portugal e o Supermoto luso até paragens francesas, e foi desde a qualificação que o trio português se instalou na 15ª posição, assegurando a qualificação direta no sábado após as três corridas realizadas com o asfalto seco.


Sérgio Rego foi o primeiro em pista e fechou a contenda na 14ª posição, Nuno Pinto foi 13º na segunda corrida e deixava Portugal na 12ª posição antes da derradeira corrida onde Nuno Rego foi 16º - o pior resultado é sempre descontado - e a equipa desceu ao 15º posto segurando no entanto o acesso direto às finais de domingo.

Com a chuva a chegar no dia de todas as decisões, a lama e as condições de aderência muito reduzidas deixaram muitos pilotos em dificuldades maiores e os portugueses não foram imunes a essas mesmas condições de aderência reduzidas.

Com 32 pilotos em pista - dois de cada uma das nações apuradas - foi quase em modo sobrevivência que todos tiveram que atacar o misto asfalto/terra gaulesa.


Na primeira corrida Sérgio Rego foi o 23º e Nuno Pinto o 27º, colocando as cores portuguesas na 14ª posição. Na segunda corrida foram Nuno Pinto e Nuno Rego os pilotos com as cores da FMP, e no final das 12 voltas realizadas cruzaram a linha de meta na 27ª e 29ª posições descendo a equipa ao 15º posto a seis pontos do 14º lugar e com sete de vantagem para o trio em 16º.

O derradeiro confronto do dia seria por isso decisivo, e aí Sérgio Rego foi 16º e Nuno Rego o 29º, resultado que manteve os portugueses na 15ª posição após uma prova exigente e muito complicada devido às condições climatéricas adversas.

Globalmente foram os franceses que venceram pela sexta vez consecutiva a competição que contou com forte adesão popular apesar das condições climatéricas.

andardemoto.pt @ 23-9-2019 14:45:30