MotoGP – Aprilia assume as culpas pelos maus resultados

A equipa Aprilia saiu do Grande Prémio do Japão com apenas um ponto. Aleix Espargaró acabou em 15º e Andrea Iannone nem terminou, tendo ambos sofrido problemas de motor. A Aprilia Racing iliba os seus pilotos pelo péssimo resultado e assume as culpas do mau momento.

andardemoto.pt @ 21-10-2019 13:58:15

O 16º Grande Prémio da temporada do Mundial de Velocidade revelou-se muito negativo para a Gresini Aprilia. Se Andrea Iannone acabou a corrida mais cedo, depois de na 7ª volta sofrer uma queda, Aleix Espargaró fez melhor e conseguiu terminar a corrida na 15ª posição.

Com este resultado, a Gresini Aprilia sai do circuito de Twin Ring Motegi com apenas um ponto no “bolso”. E a situação não passou despercebida à cúpula diretiva da Aprilia Racing, liderada por Massimo Rivola.

Depois da corrida japonesa, tanto Aleix Espargaró como Andrea Iannone não realizaram as habituais conferências de imprensa com os meios de comunicação que se deslocaram a Motegi. Massimo Rivola tomou o lugar dos pilotos em frente aos jornalistas e assumiu a culpa pela péssima prestação das Aprilia RS-GP.


Rivola fez questão de referir que a equipa italiana estava contente com o trabalho efetuado durante os treinos e qualificação para o GP do Japão. Aleix Espargaró inclusivamente conseguiu o 9º lugar na grelha de partida, mas ao longo da corrida de 24 voltas o espanhol foi obrigado a andar num ritmo muito mais lento do que o esperado. O problema? O motor da RS-GP sofreu uma falha técnica.

Também Andrea Iannone que, diga-se, está a ter uma temporada muito abaixo das expectativas, voltou a não terminar uma corrida de MotoGP. No entanto, pelo menos desta vez, a Aprilia desculpa o seu piloto e assume também que a queda se deveu a um problema no motor.

O maior problema para a equipa italiana é que o motor de ambas as motos era novo.


Massimo Rivola ainda desconhece qual é o problema que afetou os dois motores novos das RS-GP, mas assume que “este é um momento difícil para nós enquanto equipa. Sentimos a necessidade que seja eu a falar em vez dos pilotos. Tinhamos uma expectativa muito boa com o Aleix pelo grande fim-de-semana que fez. Sobretudo depois do ‘warm.up’. Arrancou bem, mas de repente vimos que havia um problema, visto que o Aleix não tinha o ritmo da manhã. O Andrea caiu, mas a culpa foi de um problema no motor, e o Aleix queixou-se de falta de potência quando regressou à box. Ambos os problemas aconteceram com motor novos, e por isso é nossa obrigação perceber o que os causou”.

Esta não é a primeira vez que um fabricante assume as culpas publicamente para defender os seus pilotos. Relembramos que já no ano passado, e depois de uma má qualificação de Maverick Viñales e Valentino Rossi para o Grande Prémio da Áustria, o diretor do projeto de MotoGP da Yamaha, Kouji Tsuya – que depois viria a ser destituído do cargo -, pediu desculpas pelo facto da Yamaha não estar a dar aos seus pilotos as “armas” necessárias para poderem competir em MotoGP.

Ainda em relação ao que aconteceu com as duas Aprilia RS-GP, resta agora esperar os resultados das análises da Aprilia Racing para percebermos o que realmente sucedeu, e se o problema no motor italiano é mais grave.

andardemoto.pt @ 21-10-2019 13:58:15


Clique aqui para ver mais sobre: Desporto