Ivo Lopes campeão de Superbike do Campeonato Nacional de Velocidade

Piloto da Santogal ENI BMW voltou a vencer as duas corridas que fecharam a temporada 2019 do Campeonato Nacional de Velocidade. Na última ronda do ano, Ivo Lopes confirmou o título de Superbike e de equipas, e ainda ajudou a BMW Motorrad a selar o título de marcas.

andardemoto.pt @ 21-10-2019 21:28:18

O título de campeão de Superbike já estava praticamente garantido para Ivo Lopes mesmo antes da última ronda do ano no Autódromo do Estoril, pois o piloto da Santogal ENI BMW, apesar da desclassificação na penúltima ronda do Campeonato Nacional de Velocidade, viu também o seu maior rival Pedro Nuno (Yamaha) ver ser-lhe retirada a vitória devido a irregularidades técnicas encontradas no motor da sua Yamaha R1.

Ivo Lopes sabia que estava a um pequeno passo de garantir mais um título na sua carreira, e aproveitou mais uma visita ao Estoril para voltar a subir ao lugar mais alto do pódio nas duas corridas aqui realizadas.

Aos comandos da sua BMW S1000RR, moto com que competiu pela primeira vez este ano, aceitando ainda o desafio de um novo projeto com a equipa Santogal ENI, Ivo Lopes arriscou bastante na primeira corrida do fim-de-semana de encerramento do Campeonato Nacional de Velocidade.

Com a pista a secar depois da muita chuva que se fez sentir no circuito sintrense, o piloto da BMW foi para a corrida com pneus de chuva montados. Ivo Lopes acreditava que a chuva iria voltar a aparecer, e por isso a melhor opção seria entrar na corrida com pneus de chuva.

E a verdade é que a aposta arriscada surtiu efeito.


Tal como previsto, a chuva apareceu durante a corrida, e assim Ivo Lopes conseguiu retirar máximo proveito da sua escolha de pneus, fugindo para a vitória nos momentos finais da primeira corrida das Superbike.

Essa vitória deu-lhe o título de campeão nacional SBK 2019, e também confirmou a equipa Santogal ENI BMW como a melhor do campeonato.

Na segunda corrida a BMW S1000RR apresentou problemas técnicos. O piloto, recém coroado campeão, reajustou os objetivos e partiu então para a corrida com o objetivo de se divertir aos comandos da moto alemã. Mas com a moto a não passar das 12.000 rpm, a vitória parecia estar fora do alcance e o segundo lugar era o melhor a que poderia aspirar.

No entanto a história da corrida não estava ainda escrita. No final da corrida o então líder sofreu uma queda, e com isso Ivo Lopes herdou a liderança da prova, e levou o seu esforço até final cruzando a linha de meta em primeiro pela segunda vez no fim-de-semana, mas seguido de muito perto por André Pires.

Com esta dobradinha Ivo Lopes ajudou também a BMW Motorrad a conseguir o título de marcas no CNV. Uma temporada onde foi um dos nomes em grandes destaque, e onde conseguiu conquistar nada menos do que nove vitórias em doze corridas realizadas!

andardemoto.pt @ 21-10-2019 21:28:18


Clique aqui para ver mais sobre: Desporto