MotoGP – Miguel Oliveira destaca a importância de Jorge Lorenzo

Piloto português não ficou indiferente à despedida de um dos grandes pilotos que passaram pelo Mundial de Velocidade. À margem do Grande Prémio de Valência, Miguel Oliveira fez questão de destacar a importância de Jorge Lorenzo para o MotoGP.

andardemoto.pt @ 18-11-2019 11:09:53

Mesmo sem poder competir no Grande Prémio de Valência devido a estar a recuperar da operação ao ombro direito, Miguel Oliveira foi uma figura notada no paddock do circuito Ricardo Tormo.

O piloto português fez questão de marcar presença no último GP da temporada, estando ao lado dos membros da equipa Red Bull KTM Tech3, assistindo de perto à estreia do espanhol Iker Lecuona que participou nesta corrida no lugar do “rookie” luso.

No entanto, e para além de estar concentrado nos esforços da sua equipa, Miguel Oliveira não se mostrou indiferente à notícia que antecedeu o fim-de-semana de competição: a despedida de Jorge Lorenzo enquanto piloto profissional de MotoGP.


Miguel Oliveira fez questão de destacar a importância de Lorenzo para o engrandecimento deste desporto e “Foi também capaz de trocar o certo pelo incerto na sua carreira. O mais fácil teria sido continuar a dominar na Yamaha mas quis um novo desafio para a sua carreira, arriscou e trocou para a Ducati onde foi muito criticado e onde o seu valor foi mesmo posto em dúvida de cada vez que saía para a pista. Mas deu a volta por cima e demonstrou ser um piloto capaz de ser uma grande ameaça aos comandos de uma Ducati e fez mesmo o que Valentino Rossi não conseguiu fazer com a marca. Arriscou de novo com a Honda e temos que realçar que desde metade do ano passado o Jorge esteve sempre lesionado e conduzir uma moto de MotoGP com uma lesão é altamente limitador e muito desgastante do ponto de vista psicológico, e isso sei por experiência própria pelas minhas últimas corridas. Acho que a pesistência dele foi notória, nunca desistiu e acaba por se retirar numa altura que ele acha ser a melhor. Discutível ou não é a decisão dele e temos apenas que lhe agradecer ele ter tornado grandioso o nosso desporto e por ter trazido grandes momentos à história do motociclismo, momentos que recordaremos para sempre”.


Quanto ao piloto português, vai agora concentrar-se totalmente na recuperação da sua lesão. Ao longo dos próximos meses irá realizar sessões de fisioterapia e depois recuperar a nível físico os músculos que ficaram inevitavelmente afetados pela lesão e pela operação ao ombro.

Miguel Oliveira deverá estar 100% recuperado da lesão a tempo de participar nos primeiros testes de pré-temporada, que se vão realizar em fevereiro de 2020 no circuito de Sepang, Malásia.

andardemoto.pt @ 18-11-2019 11:09:53


Clique aqui para ver mais sobre: Desporto