Organização deixa aviso a pilotos que participam no Rali Dakar 2020

A ASO entregou aos pilotos que vão participar no próximo Rali Dakar na Arábia Saudita um “Guia de Boas Práticas”. A intenção é evitar que os pilotos causem situações contra a lei Sharia e possam incorrer em penas de prisão ou até de morte.

andardemoto.pt @ 9-12-2019 12:59:07

Aquela que será a 42ª edição da maior prova de todo o terreno do mundo começa a 5 de janeiro de 2020 e termina a 17 desse mesmo mês. A mudança do continente Sul Americano para a Arábia Saudita pode parecer relativamente simples, mas a verdade é que a organização do Rali Dakar tem de se preocupar com algo pouco habitual.

Na Arábia Saudita está em vigor a lei Sharia, e a ASO decidiu avisar os pilotos dos problemas legais que podem incorrer caso não cumpram com a lei Sharia.

Para ajudar os participantes do Rali Dakar a evitar problemas, a ASO entregou aos inscritos um “Guia de Boas Práticas”, com conselhos que ajudarão a evitar penas de prisão ou, no pior dos cenários, pena de morte.


Entre os conselhos encontramos evitar dar abraços em público, mostrar tatuagens, ou inclusivamente beber uma cerveja.

A cantina do bivouac não irá servir bebidas alcoolicas durante o Rali Dakar, nem será confecionado qualquer prato com carne de porco. O guia de conselhos avisa também para as penas referentes a quem visualizar conteúdos pornográficos, e dá especial destaque aos avisos para que os pilotos e membros das equipas não consumam ou transportem drogas. Nesse caso a lei Sharia pune com pena de morte!

Para além destes conselhos mais fora do comum, a ASO pede às mulheres que cubram os ombros e usem roupa que tape as pernas até aos joelhos. No final das etapas todos os pilotos, homens e mulheres, deverão ter especial atenção para evitar mostrar o tronco, algo que acontece com naturalidade no final da etapa e retiram os fatos de competição.



O Rali Dakar 2020 arranca a 5 de janeiro em Jeddah com uma tirada de 752 quilómetros, 319 deles ao cronómetro. No dia 11 os pilotos descansam depois de enfrentarem uma etapa super-maratona, em que os pilotos das motos terão apenas 10 minutos para reparações. A maior etapa será disputada a 14 de janeiro, entre Wadi Al-Dawasir e Haradh, com 891 quilómetros.

Ao todo serão 12 dias de competição em que os pilotos terão de enfrentar 7856 km, e mais de cinco mil desses serão cronometrados. Como seria de esperar, esta edição na Arábia Saudita vai contar com muita areia! A organização do Rali Dakar adianta que 70% do percurso é no deserto.

Recordamos que a presença portuguesa no Rali Dakar 2020 na Arábia Saudita na categoria Moto conta com um total de seis pilotos:

- Paulo Gonçalves #8 – Team Hero
- Joaquim Rodrigues Jr. #27 – Team Hero
- Mário Patrão #31 – KTM Factory Team
- Sebastian Bühler #32 – Team Hero
- Fausto Mota #38 – Husqvarna
- António Maio #53 – Yamaha Fino Motor Racing

andardemoto.pt @ 9-12-2019 12:59:07


Clique aqui para ver mais sobre: Desporto