Oliveira Cup anuncia pausa e não se realiza em 2020

Em 2020 não existirá o inovador troféu Oliveira Cup sob a égide do piloto de MotoGP. Decisão surpreendente foi anunciada por Miguel Oliveira e Paulo Oliveira, que em três anos mostraram que os jovens portugueses têm talento para chegar bem alto no motociclismo de competição.

andardemoto.pt @ 22-1-2020 19:21:14

Foi de forma surpreendente que acabamos de receber o comunicado da Oliveira Cup, de que este troféu de iniciação ao motociclismo de velocidade não se irá realizar na temporada 2020. Tanto Miguel Oliveira, piloto de MotoGP, como o seu pai Paulo Oliveira, fazem questão de referir que esta é uma pausa no projeto apresentado em 2015 mas que na realidade foi para as pistas em 2017.

O projeto inovador no panorama nacional, não apenas se focou no comportamento em pista, mas também em dotar os mais jovens das ferramentas necessárias para as suas vidas e também nos estudos. Um acompanhamento quase total, inovador, e que teve excelentes resultados em três anos de existência.

Em termos de resultados, a Oliveira Cup destaca-se por ter sido a plataforma de lançamento de 9 pilotos no Campeonato Nacional de Velocidade, com os seus pilotos a vencerem regularmente e a conquistarem títulos. Mas não foi apenas dentro de portas que a Oliveira Cup deixou a sua marca! Na realidade, 8 pilotos conseguiram dar o salto além fronteiras e competiram em três categorias de campeonatos internacionais. A prova de que o trabalho desenvolvido por Paulo Oliveira e Miguel Oliveira foi bem feito.


O sucesso da Oliveira Cup foi enorme, como demonstram os números relativos à temporada 2019: média de 43 pilotos inscritos em cada prova, a grande maioria com idades inferiores a 15 anos, e o impressionante número de 300 oportunidades para os mais jovens poderem experimentar o que é pilotar uma moto em pista.

Miguel Oliveira justifica esta decisão com o facto de “Sentimos também que neste momento não conseguimos acrescentar mais à formação sem que seja possível dar continuidade, as opções são curtas e caras e a FMP terá de trabalhar para que os pilotos se mantenham na competição a custo aceitável. Queremos naturalmente agradecer a todos os nossos patrocinadores e parceiros assim como a todos os participantes que desde o início acreditaram em nós e no nosso projeto. Não será o fim certamente, será apenas uma pausa para um futuro mais forte e promissor”.


Quem também comenta esta decisão é o pai do piloto português.

Paulo Oliveira acompanhou todo o processo de criação e crescimento do troféu Oliveira Cup, e vê agora este projeto ficar em “pausa”. Paulo Oliveira não esconde que apesar dos diversos apoios e patrocínios os “Custos mesmo assim foram consideráveis para nós enquanto família. No terceiro ano apostámos não só na competição como também numa imagem de retorno forte para pilotos e patrocinadores, e voltámos a superar-nos. Do ponto de vista desportivo os pilotos foram mais fortes e consistentes, de tal forma, que levámos alguns dos jovens a participar num dos campeonatos mais competitivos de Espanha, o CEV, onde conseguimos adjudicar 2 pódios na temporada. Em resumo, provámos que em Portugal há muito e bom talento e que apenas é necessário criar as oportunidades certas, tarefa essa que não cabe à família Oliveira. Estou certo de que a entidade máxima do motociclismo terá soluções para os jovens que se iniciaram e para os que se pretendem iniciar no futuro, dando assim continuidade à iniciação à velocidade em Portugal”.

Esta não deixa de ser uma decisão surpreendente.

Ainda no final do ano passado a Oliveira Cup anunciava a ligação à escola espanhola Lince Racing School, de Málaga, numa parceria que iria servir de intercâmbio entre pilotos portugueses e espanhóis, uma parceria que iria elevar ainda mais o nível deste projeto que foi a Oliveira Cup.

andardemoto.pt @ 22-1-2020 19:21:14

Galeria de fotos


Clique aqui para ver mais sobre: Desporto