Ducati confirmada como fornecedora das motos da Taça do Mundo FIM MotoE!

O futuro é eletrizante para a Ducati! A marca de Borgo Panigale foi confirmada como nova fornecedora das motos elétricas que são usadas na Taça do Mundo FIM MotoE a partir de 2023.

andardemoto.pt @ 21-10-2021 18:46:18

O dia que antecede as primeiras sessões de treinos livres do Grande Prémio da Emilia Romagna está a ser bastante interessante ao nível de novidades. Depois da Yamaha ter revelado a sua nova equipa satélite e respetiva dupla de pilotos de MotoGP, foi a vez da Ducati tornar-se no foco das atenções no paddock e em todo o mundo. E de uma forma eletrizante!

A Ducati e a Dorna Sports anunciaram um acordo que levará a marca de Borgo Panigale a ser a fornecedora, em regime de exclusividade, das motos elétricas que são usadas na Taça do Mundo FIM MotoE, categoria em que o nosso André Pires competiu este ano.

O crescimento do movimento das motos elétricas em todo o mundo levou a Federação Internacional de Motociclismo e a Dorna Sports a criarem esta taça, com corridas bem disputadas, mas realizadas em condições específicas devido às condicionantes de se competir com motos elétricas. Para breve serão implementadas novidades que vão permitir, por exemplo, aumentar a duração de cada corrida para cerca de 8 a 10 voltas, dependendo do circuito.



É neste cenário de constante evolução das motos elétricas que a Ducati vai entrar na competição. O objetivo da marca italiana será replicar o que acontece na competição com motos a combustão, ou seja, aplicar os conhecimentos adquiridos nas corridas nos modelos de produção que os clientes Ducati podem comprar num concessionário.

Como a Ducati não tem ainda qualquer moto elétrica no seu catálogo, ao contrário do que aconteceu com a Energica que adaptou à competição a sua superdesportiva Ego até obter a variante Ego Corsa, isto significa que a casa de Borgo Panigale liderada por Claudio Domenicali vai partir de uma “folha em branco” e será obrigada a desenvolver toda uma plataforma totalmente nova.

O acordo entre a Ducati e a Dorna Sports é válido a partir de 2023 e com a duração de quatro temporadas, ou seja, até final de 2026.

Domenicali, CEO da Ducati, refere que “Trabalharemos para colocar ao dispor de todos os participantes da Taça do Mundo FIM MotoE motos elétricas que sejam de elevadas prestações e caracterizadas pela leveza. É precisamente no peso, um elemento fundamental nas motos desportivas, que será jogado o maior desafio. A leveza sempre esteve no ADN da Ducati e, graças à tecnologia e química das baterias que estão a evoluir rapidamente, estamos convencidos que podemos obter um excelente resultado”.



Na atual geração de motos elétricas usadas nesta competição, o peso da Energica Ego Corsa chega aos 240 kg, um valor incomparavelmente superior ao peso apresentado, por exemplo, pelos protótipos de MotoGP.

Deste ponto de vista a Ducati não terá uma missão fácil, porém, a marca italiana promete divulgar informações e imagens do desenvolvimento da sua moto elétrica ao longo da temporada 2022 para que todos os fãs possam seguir de perto esse desenvolvimento.

Claro que entrando nesta competição exclusiva a motos elétricas, isso significa que a Ducati irá apresentar uma moto elétrica de produção.

O comunicado não revela qual será o “timing” para a apresentação de uma moto de produção deste tipo, mas refere que “A experiência da Ducati na Taça do Mundo FIM MotoE será um suporte fundamental para a pesquisa e desenvolvimento de produtos, juntamente com a evolução da tecnologia e química. O objetivo é estudar como produzir, assim que a tecnologia o permita, um veículo elétrico Ducati que seja desportivo, leve, emocionante e capaz de satisfazer todos os entusiastas”.

Para a Ducati esta será também uma excelente oportunidade de realizar uma troca de informações mais profunda com outras marcas do Grupo Volkswagen, proprietário da marca italiana. O grupo alemão definiu a mobilidade elétrica como o ponto mais importante da sua estratégia “New Auto 2030”, pelo que a Ducati deverá aproveitar ou adaptar os desenvolvimentos tecnológicos da indústria automóvel para a sua moto elétrica.


andardemoto.pt @ 21-10-2021 18:46:18


Clique aqui para ver mais sobre: Desporto